Entenda tudo sobre Morfologia com o Stoodi!

Se você está precisando reforçar seus estudos em Gramática, não perca nosso resumo de morfologia. Para quem gosta de Português será um prato cheio, pois esse assunto é essencial para uma compreensão mais profunda em linguística e possibilitará estudar as classes das palavras.

Quem está se preparando para os vestibulares não pode perder a revisão de hoje, pois morfologia costuma cair com frequência nas provas. Estudar essa matéria também ajuda a estruturar melhor uma boa redação.

Todos já sabem que o Enem está chegando, então é melhor ir se preparando bastante e deixando o corpo mole de lado. Ainda dá tempo de ver tudo o que você precisa.

Chegou a hora aprender tudo sobre morfologia das palavras!

O que é morfologia?

O significado da palavra morfologia remete à sua origem grega: morphe (forma) e logía (estudo). Isso significa que, dentro da abordagem gramatical, esse ramo do conhecimento vai analisar, especificadamente, a estrutura, o formato e a classificação das palavras.

Existe uma singularidade em linguística relacionada à classificação morfológica: ela baseia-se na observação isolada das palavras e não no contexto delas na frase.

Podemos considerar a morfologia como a primeira ferramenta de análise da Gramática que observa os fonemas conectados a um significado léxico, quer dizer, a palavra.

Morfologia, sintaxe e semântica

A língua portuguesa é baseada em um sistema com formatos e significações entrelaçados. Por esse motivo, decidiu-se que seu estudo compreenderia três formas de análise dos elementos que a constituem.

São eles a morfologia, a sintaxe e a semântica. Veja a diferença entre os três:

  • morfologia: estudo individualizado das palavras de uma oração;
  • sintaxe: estudo da organização e relacionamento das palavras na oração;
  • semântica: estudo do sentido que as palavras apresentam de acordo com o contexto de uma oração.

O que é análise morfológica

Como já foi explicado, o estudo em morfologia é baseado nas características das palavras individualmente. Sendo assim, a análise morfológica é a classificação gramatical de cada elemento em particular que compõe o enunciado em questão, lembrando que deve haver ligação entre eles.

Por esse motivo, é importante não confundir análise sintática e morfológica, afinal são itens bem diferentes. Lembre-se que análise sintática é a observação da palavra levando em consideração o seu conjunto na oração.

Dessa maneira, a análise morfológica acontece determinando as classes de palavras de acordo com suas características e funções comuns.

Basicamente, as classes gramaticais são descritas em:

Essas classes serão mais detalhadamente apresentadas na sequência.

Morfologia: classe de palavras variáveis e invariáveis

De forma geral, a morfologia da língua portuguesa abarca origens, derivações e tipos de flexão de cada palavra de todas as classes morfológicas citadas anteriormente.

Para a realização de uma análise morfológica, o primeiro critério utilizado é de acordo com a variação que uma palavra pode apresentar. Sendo assim, essas classes podem ser separadas em variáveis e invariáveis.

Palavras variáveis

Os elementos morfológicos considerados variáveis são aqueles que se modificam segundo os critérios de gênero, número e, em alguns casos, grau. Confira agora quais são eles:

Morfologia: substantivo

Palavra utilizada para nomear pessoas, objetos, fenômenos e seres em geral.

Exemplos em negrito:

  • João é muito bacana.
  • A morfologia e a gramática são matérias ótimas de estudar.
  • Estou sempre procurando a felicidade.

Os substantivos são subdivididos em 5 classes de acordo com o tipo nomeado, são elas:

  • substantivo comum;
  • substantivo próprio;
  • substantivo concreto;
  • substantivo coletivo;
  • substantivo abstrato.

Morfologia: verbo

caderno morfologia

Palavra que incita uma ação, representa um estado ou aponta um fenômeno da natureza.

Exemplos em negrito:

  • Essa criança está chorando demais, deve estar com fome.
  • Quando ele vier até nós, daremos as chaves do carro.
  • Ela tenta de tudo, mas nunca consegue.

Morfologia: adjetivo

Palavra que qualifica um substantivo.

Exemplos em negrito:

  • Letícia é bonita.
  • Que carro moderno!
  • Conversar com ele é impossível, que pessoa insuportável.

Morfologia: pronome

Palavra que substitui ou acompanha o substantivo.

Exemplos em negrito:

  • Preciso me controlar antes que eu perca a cabeça;
  • Não cabe a mim julgar o cidadão;
  • Onde estão as meninas? Não as encontramos no lugar marcado.

Podemos dividir os pronomes em seis classes de acordo com a sua função:

  • pronomes pessoais;
  • pronomes possessivos;
  • pronomes demonstrativos;
  • pronomes interrogativos;
  • pronomes relativos;
  • pronomes indefinidos.

Morfologia: artigo

Palavra que antecede o substantivo para determiná-lo ou indeterminá-lo na oração.

Exemplos em negrito:

  • Você pode chamar o porteiro?
  • Acho que um tal de Joaquim esteve aqui hoje.
  • A janela estava fechada quando o Daniel foi embora.

Morfologia: numeral

Palavra que exerce função de quantificar os seres ou posicioná-los em uma determinada ordem.

Exemplos em negrito:

  • Ayrton era sempre o primeiro.
  • Dois é muito, três é demais.
  • Tenho apenas uma maçã aqui.

Podemos dividir os numerais em quatro categorias. São elas:

  • numeral cardinal;
  • numeral ordinal;
  • numeral multiplicativo;
  • numeral fracionário.

Palavras invariáveis

Nesse tipo de palavra, não podemos observar variações em relação a gênero, número ou grau. Elas sempre mantêm a mesma forma, sem depender do contexto da oração ou das outras palavras nela inseridas.

Morfologia: preposição

Palavra que conecta dois termos, elucidando a relação existente entre eles.

Exemplos em negrito:

  • Ele está feliz com sua maneira de ser.
  • Elas cantaram muito com o Davi até o karaokê fechar.
  • Venha com mais calma hoje.

Morfologia: conjunção

Palavra que conecta dois termos da mesma oração que exercem a mesma função sintática ou de duas orações diferentes, estabelecendo relação de sentido entre elas.

Exemplos em negrito:

  • Ela gritou quando viu a barata.
  • Hoje vai ser sanduíche ou pizza.
  • Eu falei que era mentira, mas você acreditou.

Morfologia: advérbio

Palavra que modifica um verbo, um adjetivo ou outro advérbio.

Exemplos em negrito:

  • Ele corre rapidamente.
  • Estamos muito felizes com a notícia!
  • Elisa não gosta de conversa fiada.

Morfologia: interjeição

Palavra que determina uma ação emotiva.

Exemplos em negrito:

  • Meus Deus! Não faça isso!
  • Cuidado! Vai dar errado!
  • Ai! Bati de cara na parede!

Nosso resumo de morfologia está chegando ao fim. Guarde suas anotações para quando você precisar! Gostou do texto? Então continue estudando com questões de análise morfológica (exercícios resolvidos do Enem) e com aulas de morfologia para aprofundar o conteúdo.

Não deixe o tempo passar, garanta um bom desempenho no Enem. Acesse agora a página do Stoodi e cadastre-se gratuitamente!

0 Shares:
Você pode gostar também

Crase: dicas para escrever corretamente

A língua portuguesa já é complexa, com a mudança da norma ortográfica ficou ainda mais fácil se confundir. Para melhorar a comunicação escrita, a dica de hoje é sobre crase A crase é um fenômeno que ocorre quando juntamos a preposição “a” com o artigo “a”. Por exemplo: A aluna...