Por que, por quê, porque e porquê

Aprenda como usar corretamente os quatro tipos de porquês

A língua portuguesa possui quatro formas de expressar os seus porquês e todas elas estão corretas.  O que os alunos devem se atentar é quando e onde usá-las.

1. A palavra POR QUE (separado e sem acento) é usada no início de frases que indicam perguntas. Ela, portanto, introduz um questionamento.

Exemplo: Por que você chegou tarde?

Outro modo de utilizar a preposição por seguida pelo pronome interrogativo que é quando esta carrega implicitamente a palavra razão.

Exemplo: Fui saber por que (razão) chegaram tarde

2. Para escrever POR QUÊ (separado e com acento), a palavra deve aparecer no final da frase, finalizando uma pergunta.

Exemplo: Chegou tarde por quê?

3. A palavra PORQUE (junto e sem acento) destaca a ideia de causa. Ela corresponde a uma vez que, já que e pois.

Exemplo: Cheguei tarde porque a via estava congestionada/ Cheguei tarde pois a via estava congestionada

4. Por fim, adota-se o substantivo PORQUÊ (junto e com acento) quando ele ganha o mesmo sentido da palavra motivo. Na maior parte dos casos, ele vem acompanhado do artigo definido.

Exemplo: Vou contar o porquê atrasei/ Vou contar o motivo pelo qual atrasei

Aprenda como escrever corretamente os porquês

Campanha Always On Cronograma