São os elementos químicos que fazem parte da família de número 18 na Tabela Periódica. Os gases nobres se agrupam nesse espaço por possuírem as características similares em sua estrutura, são conhecidos principalmente por sua pequena capacidade de se misturar com outros elementos e formar ligações.

É importante conhecer esse assunto para se sair bem nas provas de Química importantes, como a do Enem.

O que são gases nobres?

São também conhecidos como grupo zero da Tabela Periódica, por conta da baixa reatividade a outros elementos em condições ambientais naturais. Como o nome já indica, existem em formatos de gás, e também são inodoros e invisíveis ao olho humano.

Características dos gases nobres

  • reatividade nula a outros elementos químicos;
  • ocupam a última fileira da Tabela Periódica, no espaço correspondente à família 18, ou 8A segundo notações antigas;
  • grande estabilidade sem precisar se conectarem a outros elementos para se manterem estáveis;
  • até pouco tempo atrás, pensava-se que era impossível fazerem ligações, mas hoje em dia sabe-se que existem condições em que isso ocorre, como é o caso do composto XeF4.

Quais são os gases nobres

Ao todo, são sete gases nobres conhecidos:

  • hélio – He;
  • argônio – Ar;
  • neônio – Ne;
  • criptônio – Kr;
  • xenônio – Xe;
  • radônio – Rn;
  • ununóctio – Uuo.

Apesar de também serem conhecidos como gases raros, eles podem ser mais presentes na natureza do que imaginamos. O argônio, por exemplo, é presente em abundância no meio ambiente. Outro exemplo interessante é o do hélio. Depois do hidrogênio, ele é o elemento mais presente em toda a natureza.

O que achou de conhecer mais sobre os gases nobres? Temos videoaulas e exercícios para você aprender ainda mais a trabalhar os elementos químicos.

Você pode gostar também