Eletroquímica: tudo para você arrebentar no Enem | Stoodi

Eletroquímica é a área da Química que vai lidar com as reações de transferência de elétrons, ou seja, reação de oxirredução.

Essa reação é o processo de doação de elétrons de uma espécie química (átomo, molécula ou íon) para uma outra, que irá receber estes elétrons. Como o próprio nome indica, há duas etapas nessa reação:

  • Oxidação: é a parte do processo que doa os elétrons (sai);
  • Redução: é a parte do processo que recebe esses elétrons (entra).

Igor, o nosso professor de Química, diz que a partir de agora é onde os alunos se confundem bastante, na classificação dos chamados agentes redutores e oxidantes de uma reação de oxirredução.

“Os alunos têm bastante dificuldade em relação a este tipo de questão e os vestibulares exploram muito estas definições nas questões de eletroquímica”, afirma o professor.

Dica do Stoodi: aproveite para dominar muito bem os temas em que os alunos mais têm dificuldades, pode ser um diferencial para sua prova!

Para entender bem esse conceito, veja as dicas que o Prof. Igor separou para você:

  1. O agente sempre está no reagente da reação
  2. Como diz o professor Igor em suas aulas: “eu sou agente contrário daquilo que eu sofro!”

Se eu sofro oxidação, sou chamado de agente redutor (ou simplesmente redutor).
Se eu sofro redução, sou chamado de agente oxidante (ou simplesmente oxidante).

 

Eletroquímica: como pode cair no Enem

Em 2015, tivemos várias questões envolvendo a Eletroquímica direta ou indiretamente. De acordo com o professor, é muito importante que você saiba identificar os principais agentes oxidantes utilizados na Química como, por exemplo:

  •   – conhecido pelo nome permanganato de potássio.
  • Ou então o   – dicromato de potássio.

Um outro ponto interessante e que você deve ficar esperto é saber interpretar e utilizar bem a tabela de potenciais de redução que foi colocada nas provas de 2015, 2014 e também em 2012.

“A tabela de potenciais de redução é uma ferramenta fundamental na Eletroquímica, pois assim o químico consegue prever se uma reação pode ser espontânea ou não, e ainda consegue tomar decisões quanto à proteção de um metal frente ao processo de oxidação (corrosão) ”, conta Igor.

O professor explica que é importantíssimo que você dê uma boa revisada nos conceitos de número de oxidação, reações de oxirredução, estudar bem a tabela de potenciais de redução e seus usos, espontaneidade de reações redox e também os principais métodos de prevenção de oxidação de metais no ambiente.

Eletrólise: veja o que estudar

“Questões sobre eletrólise não costumam aparecer tanto no Enem, mas o aluno deve ficar atento a este tipo de processo também, uma vez que envolve vários aspectos do cotidiano como consumo de energia e poluição ambiental”, sugere o professor.

O que é interessante que você saiba é a diferença entre a eletrólise e a pilha.

Pilha

É o processo que transforma energia química em energia elétrica, de maneira espontânea.

Ela é formada por um eletrólito e dois eletrodos, produzindo energia elétrica. Se esse processo for encadeado, pode-se formar uma bateria.

No eletrodo pode ocorrer redução e oxidação. Contudo, só ocorre oxidação se este for o polo negativo da pilha, ou seja, o anodo. Para ocorrer redução, deve ser o polo positivo da pilha, o catodo.

Veja uma representação da fórmula de cada um dos exemplos:

Tenha acesso GRATUITO a mais de 6 mil videoaulas, 30 mil exercícios, resumos teóricos e materiais complementares pra download!

Cátodo: Cu2+(aq) + 2e | → Cu0(s)|
Ânodo: Zn0(s) | → Zn2(aq) + 2e|
Equação Geral: Zn0(s) + Cu2+(aq) | → Cu0(s) + Zn2+(aq)|

Eletrólise

É o processo que transforma energia elétrica em energia química, de maneira não espontâneaO Professor comenta que é um dos processos eletrolíticos mais importantes.

A eletrólise ígnea do óxido de alumínio () é extraído da bauxita para fabricação de alumínio metálico. Neste processo, o gasto energético é muito grande e este é um dos motivos pelo qual o Brasil é campeão mundial em reciclagem deste metal.

Vale a pena ressaltar também que a extração do minério de alumínio (bauxita) pode causar grandes impactos ambientais. “Em 2010, por exemplo, a Hungria esteve envolvida num episódio conhecido como ‘lama vermelha’, um derramamento de resíduos do processo produtivo do alumínio, exemplifica o prof. Igor.

  • Quer ver se você está por dentro da matéria? Faça alguns exercícios de eletroquímica e teste seus conhecimentos:

Exercícios Eletroquímica – Conceitos Gerais

Exercícios Eletroquímica – Pilhas

Gostou das dicas e quer saber mais sobre o mundo dos vestibulares? Cadastre-se gratuitamente no Stoodi!

Você pode gostar também