Derivação é o fenômeno da Língua Portuguesa que explica um dos processos de formação das palavras. Você já deve ter reparado que algumas palavras parecem ser formadas pela junção ou subtração de outras, isso já dá uma boa ideia do que significa a derivação.

Aqui, explicaremos os diferentes tipos possíveis desse conceito, complementando com exemplos. Vamos lá?

O que é derivação?

Muitas palavras da Língua são criadas a partir de outras já existentes. Isso acontece porque a língua é um processo que está em constante mutação, de maneira que, se olharmos para a história das palavras, podemos encontrar sentidos até então perdidos. Esse é o significado de derivação, o desenvolvimento das palavras por meio de processos que descreveremos a seguir.

Tipos de derivação

Derivação prefixal

No caso da derivação prefixal, o que é adicionado para criar uma nova palavra é um prefixo. Ou seja, uma partícula no início que dará um novo sentido, que é dado por essas letras iniciais, como autoestima.

Derivação sufixal

Já na derivação sufixal é adicionado um sufixo, uma partícula no final da palavra que dá um novo sentido a ela. Os sufixos podem ser verbais ou nominais, correspondendo respectivamente à criação de palavras a partir de verbos ou então a partir de substantivos e adjetivos, como econômico e economizar, que derivam de economia.

Derivação prefixal e sufixal

Nesse caso, são adicionados um prefixo e um sufixo na formação da palavra, e isso pode ser feito separadamente, como em infelicidade. Tanto existe a palavra com o prefixo, infeliz, quanto com o sufixo, felicidade.

Derivação parassintética

Já no caso da derivação parassintética, ambos os tipos acima são inseridos na nova palavra, que será criada pela adição simultânea tanto de um sufixo quanto de um prefixo. Uma forma interessante de identificá-la é que, diferentemente dos outros, se retirarmos as duas partículas adicionadas, essa nova palavra não fará sentido na língua portuguesa. Veja: a-manh-ecer. Não existe apenas a palavra “manhecer”.

Exemplos de derivação

Aqui vão alguns exemplos de derivação, de acordo com cada um dos tipos mencionados.

Prefixal

  • abdicação;
  • antebraço;
  • internacional.

Sufixal

  • dentuça;
  • grandalhão;
  • barbicha;
  • soneca.

Prefixal e sufixal

  • inconsciente;
  • desonestidade;
  • paradental.

Parassintética

  • desalmado;
  • abençoar;
  • enrijecer

Como você pôde ver até aqui, o processo da derivação é muito importante para compreender o funcionamento da linguagem, podendo mudar radicalmente o sentido das palavras.

Quer organizar melhor o seu tempo de aprendizado? Conheça nossa ferramenta de Plano de Estudos e tenha em mãos tudo o que precisa para mandar muito bem no Enem!

Banner Stoodi Med
Você pode gostar também
Passo a passo para acertar na redação
Leia mais

Passo a passo para acertar na redação

Assim como toda boa história, uma redação também deve ter começo, meio e fim. Pensar na redação do vestibular de forma estruturada contribui para a síntese das ideias e facilita a construção dos parágrafos. Para contribuir com o seu desenvolvimento, a equipe responsável pelas aulas de Português do Stoodi elaborou...