Redação Enem: 7 passos para construir seu texto

O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) é a porta de entrada para a maioria dos estudantes brasileiro entrarem em uma universidade. Dentre as provas que devem ser feitas no exame a que mais importante para os alunos é a redação do Enem.

Uma das razões para isso é que na redação não dá para saber se acertou ou errou porque depende da correção do avaliador. Diferente das questões que para saber os acertos a basta conferir o gabarito.

Fato é que os estudantes passam o ano inteiro se preparando para a prova que acontece uma vez ao final do ano. Seja por meio de cursinho ou estudando sozinho, os alunos tentam se preparar para poder argumentar sobre o tema que será proposto na redação do exame.

Como funciona o exame?

O Enem é aplicado, desde 2017, em dois domingos consecutivos, geralmente entre outubro e novembro. Ao todo a prova tem 180 questões, 45 para cada área de conhecimento. Além disso, a prova é dividida em 4 áreas de conhecimento: 

  • Ciências Humanas e suas Tecnologias;
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias;
  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias;
  • Matemática e suas Tecnologias.

A primeira contém as questões sobre história, geografia, filosofia e sociologia. Já a ciências da natureza abrange as disciplinas de biologia, física e química. A de linguagens aborda questões sobre português, literatura e a língua estrangeira escolhida pelo candidato, que pode ser inglês ou espanhol.

Por fim, restam as questões de matemática e sua tecnologias e a redação. As questões são objetivas com 5 alternativas da letra A até a E, para cada área do conhecimento o candidato obtém uma nota de 0 a 1000. 

No primeiro dia de prova o aluno responde as provas de Ciências Humanas, Linguagens, Códigos e sua tecnologias mais a redação. Para tudo isso o tempo total é de cinco horas e meia. 

Já no segundo dia, são feitas as provas de Ciências da natureza e Matemática e suas tecnologias como o tempo total de prova de cinco horas. Esse é o tempo para que o aluno resolva as questões, passe para o cartão de respostas e escreva a redação, não são acrescentados tempo a mais para isso. 

Como é a redação?

A redação do Enem é um texto dissertativo-argumentativo e pode ter no máximo 30 linhas. Esse tipo de texto exige que o candidato construa uma argumentação defendendo a sua opinião. 

No caso do Enem, além de defender a opinião é necessário que o candidato também proponha uma proposta de solução para o problema apresentado. 

Além disso, os temas abordados na redação são assuntos relevantes sobre o Brasil podendo ser relacionados com política, cultural ou sociedade. 

Na prova são apresentados textos que servem de base para que o candidato obtenha informações sobre o tema e possa ter uma direcionamento sobre como argumentar sobre o assunto. 

Como fazer a redação?

O texto dissertativo-argumentativo deve conter a estrutura contendo introdução, desenvolvimento e conclusão. Na conclusão deve ser apresentado uma proposta de solução para a situação problema. 

Agora, que você já sabe como funciona a prova e redação do Enem, confira alguma dicas para você fazer o seu texto e adquirir nota máxima no exame. 

Leia os textos bases

Os textos bases são aquele que o Enem disponibiliza para os candidatos se informarem sobre o tema e não ficarem perdidos sobre o que escrever. Assim, esses textos vêm com dados e informações que podem ajudar na hora da dissertação.

Mas atenção, não é permitido copiar trechos do texto bases, isso será desconsiderado na sua prova se você fizer e pode inclusive levar a você tirar uma nota 0. Porém, você pode usar os dados estatísticos que são fornecidos nesses textos desde que apresente a fonte de que foi retirado.

Sendo assim, se o texto base da sua prova fornecer algum dado sobre Tratamento terciário de efluentes você pode utilizar na sua redação desde de que cite de qual fonte você tirou essa informação. 

Reflita sobre o tema  

Antes de começar a escrever reflita sobre o assunto proposto na redação,  isso ajudará a organizar os seus argumentos na estrutura da sua redação.  Desse modo, você vai conseguir escrever o seu texto de forma mais rápida.

Portanto, pense sobre o tema e já elabore uma proposta de intervenção.  Além disso, refletir sobre o tema vai te ajudar pensar nas citações que você vai fazer ao longo da sua argumentação, pense já nos autores que você irá citar. 

Isso é importante principalmente se você não tem nenhuma afinidade com o assunto proposto, por isso, gaste uns 5 minutos refletindo sobre o tema e organizando as suas ideias para que você consiga fazer o texto mais rápido, já que não há muito tempo para isso.

Portanto, se o tema for sobre automação pneumática industrial, depois de ler os textos bases pense sobre o assunto e estruture a sua redação sabendo quais serão os seus argumentos e na solução para a situação.

Defina seu ponto de vista

Agora que você já leu os textos bases e se informou sobre o assunto, defina qual é a sua opinião sobre o tema. Isso é importante para que você saiba qual será a linha de raciocínio que você vai construir no seu desenvolvimento. 

Se o tema for sobre Borracha personalizada escolar  é preciso que você decida se é a favor ou contra, assim, você vai poder expor sua opinião e defender ela ao longo do texto. 

Crie proposta de solução alinhada com os direitos humanos

Ao criar a sua proposta de intervenção é importante que ela tenha ligação com os direitos humanos, ou seja, você não pode sugerir nada que seja contrário a isso, pois isso vai diminuir a sua nota. 

Portanto, seja coerente na sua sugestão de solução para que isso não te prejudique. Sendo assim, se o tema for glaucoma infantil não sugira uma solução que não seja possível ou que não respeite a vida das pessoas. 

Além disso, não se esqueça que não basta você dar a ideia, na proposta você também deve especificar como fazer e quem vai fazer, deve ser detalhada. 

Não esqueça da estrutura

Como já dito o texto deve ter um parágrafo de introdução, alguns parágrafos de desenvolvimento e um de conclusão. Não se esqueça de seguir essas estrutura para que o seu texto não tenha a nota diminuída. 

Na introdução, você apresenta o tema e contextualiza, ao final do parágrafo você apresenta o ponto de vista que você vai defender ao longo do texto. 

Logo em seguida, vem o desenvolvimento é nesse momento que você apresenta seus argumentos a favor ou contra o tema. Aqui você desenvolve a sua opinião e usa citações para dar autoridade para seus argumentos. 

E por fim, você redige um parágrafo de conclusão que contenha a proposta de solução. Aqui você finaliza o texto amarrando as suas ideia. 

Logo, se você for escrever uma redação sobre escola particular fundamental é preciso que você apresente o assunto na introdução, argumente no desenvolvimento e conclua no último parágrafo. 

Use seu repertório cultural

Para dar embasamento no seu texto, utilize o seu repertório cultural, isso quer dizer que você pode fazer citações de autores que você acha que podem contribuir para a sua defesa de argumentos. 

Além de autores, você pode usar livros, filmes, documentários e qualquer coisa que tenha acontecido no mundo para apoiar a sua tese. Dessa forma, você mostra para o corretor da prova que você tem conhecimento de mundo e não tirou a sua opinião do “nada”.

Sendo assim, se você for falar sobre médico ao domicílio você pode usar falas de autores que comentam sobre o assunto para dar a sua opinião sobre o tema. 

Coesão e coerência

Ao construir seu texto tome cuidado para que ele tenha coesão e coerência. É importante que o seu texto não seja confuso e tenha um raciocínio lógico para que quem esteja lendo consiga entender a sua opinião.

Por isso, ao escrever sobre manutenção hospitalar preditiva construa um texto com lógica e linha de argumentação bem estruturada para que não falte coesão e coerência.

Não fuja do tema

Algo muito comum de acontecer no Enem é a pessoa escrever um texto bem estruturado como boa argumentação, mas fugir do tema. Isso pode acontecer de duas maneiras, ou você foge do tema completamente e fala sobre outra coisa ou foge parcialmente. 

Assim, fugir parcialmente, é falar sobre algo que está relacionado com o tema, mas não é totalmente sobre o assunto proposto.

Por isso, se for falar sobre aula de guitarra particular, fale sobre isso e não sobre aula de guitarra no geral ou aluna de aula de guitarra, pois desse modo você estará falando sobre outro assunto e não sobre o tema sugerido. 

Campanha Always On Cronograma