Vem com o Stoodi e garanta sua redação nota mil!

Todos os direitos reservados.

A redação preocupa muitos estudantes que vão fazer o Enem, e não é para menos. Desviar-se do tema proposto, copiar os textos motivadores, escrever menos de sete linhas ou fazer redações diferentes do solicitado pode zerar sua nota e colocar todo seu esforço por água abaixo.

É preciso treinar bastante e ter muito cuidado para não deixar passar nenhum detalhe. Além disso, você precisa construir um texto forte, bem embasado, com uma argumentação que se sustente. Até porque é bem mais comum que a redação cobrada em vários exames e vestibulares seja do tipo dissertativo-argumentativo.

Mas a prática pode assegurar que você se saia bem. Entendendo de redação e treinando muito, aos poucos você vai ver que o texto surgirá naturalmente, sem nenhum “branco” ou medo, afinal, você vai dominar o assunto!

Confira o guia que a Stoodi preparou para você com todos os pontos essenciais para fazer uma redação nota 1000!

O que é redação?

Redação é o processo de escrever um texto, ou seja, de estruturar um discurso escrito. Para que ela consiga passar a mensagem que deseja, precisa ter elementos suficientes para construir um sentido. Isso inclui colocar em prática as normas gramaticais da língua e usar os conectivos certos para garantir que exista coesão entre as ideias apresentadas.

A argumentação da redação também tem que ser consistente. Mesmo sendo uma narrativa ou descrição, as ideias que você apresentar precisam estar de acordo umas com as outras, para que o texto faça sentido para quem lê.

E se você veio até aqui buscando saber como fazer uma redação para Enem, precisamos começar nossa conversa falando sobre os diferentes tipos de redação, pois cada um deles é composto de elementos distintos e pede algumas técnicas de redação diferentes.

Tipos de redação

Como falamos no começo deste guia, a dissertação é um dos tipos de redação mais comuns em provas e concursos. Mas isso não é necessariamente uma regra, ok? Portanto, é preciso conhecer todos os tipos para não ser pego desprevenido na hora da prova.

Cada tipo segue um modelo de redação, por assim dizer. Você não constrói uma narração da mesma forma que uma dissertação. Portanto, precisa conhecer cada um e entender a diferença entre eles para saber por qual caminho precisa seguir para chegar à redação perfeita.

Vamos falar sobre eles?

Redação dissertativa

A dissertação é uma redação argumentativa. Ela procura apresentar uma linha de raciocínio e defender uma ideia, um ponto de vista ou, ainda, questionar uma realidade estabelecida para propor uma linha de pensamento diferente.

Para que seja forte, sua argumentação tem que ser baseada em argumentos sólidos, usando dados de conhecimento público ou estatísticas e estudos. Ela não conta nenhuma história e você, quando escreve, também não pode ter uma posição neutra.

Dissertar é defender um ponto. Você pode até apresentar um lado positivo e outro negativo daquilo que está dizendo ser a solução, mas tem que se posicionar e explicar por que acredita que, apesar de tudo, essa é a melhor opção.

Mas ainda que você esteja defendendo seu ponto de vista, não pode falar na primeira pessoa, porque sua dissertação precisa ser impessoal. Então, não cabe usar expressões como “eu acho que...”, “na minha opinião…”, “de acordo com meus conhecimentos…”. Ao fazer isso, você estaria escrevendo uma dissertação subjetiva, que não é bem-aceita na redação do Enem. Seu texto precisa ser dissertativo objetivo, ou seja, imparcial.

A estrutura da dissertação é a seguinte:

  • introdução — apresenta a tese do texto, ou seja, expõe a ideia central que será defendida;
  • desenvolvimento — explica a ideia apresentada, defendendo uma posição; para isso, você insere informações atuais e cita eventos que apoiem seu ponto de vista;
  • conclusão — fecha a ideia, oferecendo soluções.

Esse modelo é o mais utilizado como estrutura da redação Enem, já que ela é dissertativa-argumentativa.

Quer saber como fazer uma redação dissertativa argumentativa perfeita para tirar nota 1000 no Enem? Continue lendo e, em breve, nós vamos conversar sobre isso também!

Redação narrativa

A redação narrativa é aquela que se baseia em uma sequência de fatos nos quais um ou mais personagens estão envolvidos. Ela pode, inclusive, descrever o espaço e o tempo em que os eventos que foram descritos acontecem. Todos esses pontos são chamados elementos da narrativa.

Quem conta a história é chamado narrador. Ele pode ser um personagem e, nesse caso, a narrativa é feita na primeira pessoa (eu ou nós). Também é possível que o narrador seja um observador, ficando fora dos eventos e fazendo a narrativa em terceira pessoa. Por último, também é possível que o narrador seja onisciente, sabendo de tudo que acontece (no passado, presente e futuro) e conhecendo até os pensamentos dos personagens.

Os textos narrativos podem ser:

  • contos — histórias curtas que narram acontecimentos específicos;
  • crônicas — textos narrativos informais que falam sobre o cotidiano;
  • fábulas — quando há uma “moral da história”;
  • novelas — narrações longas que falam sobre um personagem (ou grupo de personagens) principal;
  • romances — narração longa com várias histórias acontecendo em paralelo.

Uma narração também tem uma estrutura a ser seguida. Veja:

  • apresentação — fase em que o contexto é explicado, com apresentação dos personagens e contextualização do lugar e do tempo, se isso for necessário;
  • desenvolvimento — momento em que os acontecimentos são contados;
  • clímax — ponto de maior emoção, com ocorrência de um fato central ou uma revelação;
  • desfecho — conclusão da história.

Redação descritiva

Uma redação descritiva, também chamada simplesmente de descrição, é o que o próprio nome sugere: uma apresentação de algo, que pode ser uma pessoa, um lugar ou um objeto, por exemplo. Seu objetivo principal é informar sobre características, qualidades e defeitos do que está sendo descrito.

Em outras palavras, é como uma fotografia, mas em forma de palavras. E quanto mais detalhada for (inserindo elementos como cor, tamanho, localização etc.), melhor. Por isso mesmo dizemos que a descrição é um retrato verbal.

Assim, um texto descritivo não tem ação, nem relação temporal entre as frases (antes e depois). Ele usa predominantemente substantivos e adjetivos e pode enumerar características e fazer comparações.

Além disso, a descrição também tem uma estrutura, composta por:

  • introdução: apresentando o que vai ser descrito;
  • desenvolvimento: fazendo as caracterizações;
  • conclusão: finalizando o processo descritivo.

Artigo de opinião

Além dos modelos anteriores que são mais tradicionais, você também precisa conhecer um outro gênero de redação, que é o artigo de opinião. Ele é semelhante a uma dissertação argumentativa.

Nesse tipo de texto, você vai apresentar seu ponto de vista sobre um tema específico, como se faz em um texto jornalístico, com a intenção de informar e convencer o leitor da sua visão sobre o assunto.

O artigo de opinião geralmente fala sobre acontecimentos da atualidade e é muito pedido nas provas e vestibulares. Sua estrutura também é a mesma de um texto dissertativo-argumentativo: introdução, desenvolvimento e conclusão.

São algumas das características desse gênero textual:

  • usa muita argumentação e persuasão;
  • é escrito normalmente em primeira ou terceira pessoa;
  • é muitas vezes assinado pelo autor;
  • tem linguagem simples e objetiva;
  • trata de temas atuais;
  • usa títulos polêmicos e provocativos;
  • utiliza verbos no presente e no imperativo.

Redação Enem: Como deve ser a estrutura de uma redação dissertativa?

brainstorm redações

Agora, vamos a um assunto importante: como fazer uma boa redação que alcance nota 1000 no Enem.

Primeiro, é preciso entender como os avaliadores olham para os textos. De acordo com o Manual de Redação publicado pelo Inep, são avaliadas cinco competências na redação do Enem:

  • domínio da escrita formal da língua portuguesa — ou seja, você tem que escrever sem erros gramaticais e ortográficos;
  • compreensão da proposta da redação — você deve entender bem o que foi pedido e não fugir ao tema;
  • construção da argumentação — aqui, a ideia é avaliar sua capacidade de buscar argumentos nas diversas áreas do conhecimento e organizá-las para defender seu ponto de vista;
  • conhecimento linguístico — você precisa utilizar os mecanismos linguísticos corretos para fortalecer seu argumento;
  • proposição de soluções — também é fundamental apresentar uma proposta de intervenção para o tema, sempre respeitando os direitos humanos.

Isso tudo é possível, quando você estrutura uma redação para o Enem da forma correta, usando os conectivos apropriados e ligando as ideias da introdução, desenvolvimento e conclusão.

Na dissertação, a parte principal é focar nas competências, seguindo a estrutura do texto dissertativo-argumentativo ou do artigo de opinião, ou do que for pedido.

Por isso, vamos falar de forma mais detalhada sobre a estrutura do texto dissertativo, mostrando como começar, desenvolver e concluir uma redação nota 1000 para o Enem.

Introdução de redação

Quando você escolhe as palavras para começar uma redação, está construindo uma introdução. Ela deve apresentar ao leitor a ideia-chave que será exposta, preferencialmente em um único parágrafo, que tenha entre 4 e 6 linhas.

Não basta repetir as questões levantadas no tema proposto. Você deve fazer afirmações que deixem clara sua posição sobre o assunto. As justificativas e a argumentação serão expostas nos parágrafos seguintes.

A introdução de redação é muito importante, pois ela planta, na cabeça do leitor, a sementinha da ideia que será trabalhada a seguir. Se você não for claro quando começar a escrever, quem lê o texto já começa a ficar confuso no primeiro parágrafo, se perguntando: “mas o que o escritor está querendo dizer sobre esse assunto?”.

Desenvolvimento de redação

O desenvolvimento da redação é a parte em que você elabora argumentos para convencer o leitor de sua posição, por isso ela exige uma ótima argumentação. Aqui, você deve expor razões que justifiquem sua opinião e também pode apontar argumentos contrários, desde que explique porque sua tese se opõe à eles.

Devem ser usados cerca de dois parágrafos, com 8 a 12 linhas cada, com uma conexão entre eles. Ou seja, deve ter uma lógica dentro de cada um, mas também entre os dois, pois é importante que eles não pareçam “desconectados”.

Conclusão da redação

Não basta apenas inserir uma frase de efeito para fazer a conclusão da redação. Você precisa acrescentar algo, além dos argumentos já utilizados. A cereja do bolo é a solução para as questões propostas (é uma das competências avaliadas pelo Enem, lembra?). Faça isso no parágrafo final, usando cerca de 4 a 6 linhas.

Conectivos para redação

Além de desenvolver uma boa introdução, argumentos sólidos e uma conclusão inteligente, você também precisa ficar de olho no uso dos conectivos para redação. São as palavras que interligam as frases e os parágrafos, mostrando que as ideias têm uma sequência.

Você pode utilizar conjunções, advérbios e pronomes catafóricos e anafóricos (como isso ou isto) como conectivos textuais. Escolha-os corretamente pois são eles que garantem a coesão textual, facilitando a compreensão da mensagem que você quer passar.

Como fazer uma redação: passo a passo

Ficou tudo claro? Agora, quer saber como elaborar uma redação? Preparamos um passo a passo com dicas importantes para que você produza o melhor texto possível.Confira!

Como fazer uma introdução?

O ponto mais difícil para muita gente é saber como começar uma redação. A introdução é como uma barreira inicial que deve ser rompida para que o texto flua. Depois que as ideias são organizadas, fica mais fácil desenvolver o restante.

Isso é, na verdade, mais simples do que parece. Veja só: você vai desenvolver seus argumentos em dois parágrafos, certo? Então, nesse caso, sua introdução pode ter duas frases (no máximo, três). A primeira, trabalha o argumento que será usado no primeiro parágrafo do desenvolvimento e a próxima, no segundo.

Por exemplo, um tema que pode cair no Enem 2018 é a descriminalização do aborto, pois faz parte das discussões da sociedade brasileira, atualmente. Se você é a favor, pode basear seus argumentos em duas ideias-chaves: a possibilidade de falha dos métodos contraceptivos e o índice de mortalidade das mulheres em clínicas clandestinas. Então, fica mais ou menos assim:

  • você abre seu texto apresentando a ideia em uma frase;
  • explica que há índices consideráveis de falha nos métodos contraceptivos;
  • defende que a alta mortalidade de mulheres realizando abortos clandestinos é um problema de saúde pública.

Três frases, e está pronta sua introdução!

Aqui vão algumas dicas para facilitar esse processo:

  • seja simples e objetivo, preocupe-se apenas em passar seu recado, sem enrolação;
  • procure bons exemplos de introdução em redações nota 1000 de outras edições do Enem;
  • deixe a introdução por último, caso ache melhor. Se você desenvolver o texto primeiro, talvez fique mais fácil escrever o primeiro parágrafo depois.

Como desenvolver uma redação?

No desenvolvimento da redação, o mais importante é fazer uma boa argumentação. Retome as ideias apresentadas na introdução, seguindo a mesma ordem inicial. Utilize, sempre que possível, dados e estatísticas que apoiem sua posição. Mas lembre-se de evitar expressões falaciosas, ok?

Falácias são raciocínios falsos que tentam se passar por verdade. Por exemplo: “Atualmente, praticamente todo mundo tem acesso à internet em casa”. Você não pode provar isso, certo? Até porque é uma ideia falsa! Segundo dados divulgados em novembro de 2017 pelo IBGE, cerca de 63% das residências têm acesso à internet.

Sempre que você generalizar, usando expressões como “todo mundo sabe” e coisas do tipo, vai estar cometendo esse erro, que é uma falha na argumentação.

Tanto na introdução quanto no desenvolvimento e conclusão, lembre-se de usar o tópico frasal: pode ser uma declaração inicial, uma definição, um contraste ou uma interrogação. Ele vai concentrar o núcleo do parágrafo em uma frase de abertura.

Como concluir uma redação?

Se você tem dificuldades em saber como concluir uma redação, pergunte-se: como posso arrematar essa ideia com algo de impacto positivo? Não repita um argumento já utilizado, senão você será redundante. Acrescente alguma coisa nova, que mostre que o texto chegou ao final e reforce tudo que foi dito.

Pode ser uma mensagem otimista para o futuro, uma advertência sobre os riscos do problema apresentado, uma referência ao título do texto ou até uma citação que cause reflexões sobre o assunto.

E, não esqueça, quando concluir sua redação, respire fundo, folheie seu caderno de questões, relaxe os braços e, depois de um tempinho, leia tudo com cuidado, com a mente mais tranquila, para corrigir qualquer falha que tenha deixado passar.

Modelos de redação

  1. Redação pronta – mobilidade urbana
  2. Redação pronta – o dilema da doação de órgãos no Brasil
  3. Redação pronta – Bullying na sociedade brasileira
  4. Redação pronta – Lei seca no Brasil

Como fazer citações na redação

máquina de escrever redações

Já que sugerimos usar citações na redação do Enem, vale a pena falarmos mais um pouco sobre esse assunto.

Você pode usar dois tipos de citação na prova. A primeira é a citação direta, repetindo exatamente o que o autor falou. Coloque o trecho entre aspas e identifique quem disse isso, com nome, profissão e, se for necessário, um contexto:

  • A imaginação é mais importante que o conhecimento.”, Albert Einstein, o mais célebre físico do século XX.

A segunda forma é a citação indireta, em que você traz a ideia do autor sem repetir as palavras que ele usou. Lembre-se de não usar aspas. Veja:

  • Segundo Albert Einstein, famoso físico alemão, imaginar é mais importante do que ter conhecimento, ou seja, precisamos abrir a mente para o inusitado.

Quer alguns exemplos de citações que podem ser interessantes para usar na sua dissertação? Veja algumas dicas para inspirar você!

Sobre meio ambiente

“Inteligência é a habilidade das espécies para viver em harmonia com o meio ambiente.” Paul Watson, um dos fundadores do Greenpeace.

Sobre tolerância

“Devemos promover a coragem onde há medo, promover o acordo onde existe conflito e inspirar esperança onde há desespero.” Nelson Mandela, ex-presidente sul-africano.

“Quando eu estava no exército, me deram uma medalha por matar dois homens e me dispensaram por amar um.” Leonard Matlovich, americano veterano da Guerra do Vietnã, o primeiro militar a se declarar gay enquanto estava em serviço ativo.

“Para ser tolerante, é preciso fixar os limites do intolerável.” Umberto Eco, escritor italiano.

Sobre políticas públicas

“Os Estados não são agentes morais; as pessoas são.” Noam Chomsky, linguista e filósofo americano.

“Eu não acredito em caridade. Eu acredito em solidariedade. Caridade é tão vertical: vai de cima para baixo. Solidariedade é horizontal: respeita a outra pessoa e aprende com o outro.” Eduardo Galeano, jornalista e escritor uruguaio.

Sobre relações familiares

“Uma família não é um grupo de parentes; é mais do que a afinidade do sangue, deve ser também uma afinidade de temperamento. Um homem de gênio muitas vezes não tem família. Tem parentes.” Fernando Pessoa, poeta português.

Temas de redação

Como dissemos, uma forma de fortalecer sua argumentação é utilizar dados que apoiem seu pensamento. Mas para fazer isso, você precisa conhecer bem do assunto, já que não pode consultar a internet na hora da prova.

Olhando por esse lado, fica claro por que é importante pensar nos possíveis temas da redação do Enem. Já notou que eles sempre focam em algum assunto bem atual na sociedade? Veja só:

  • 2017 — desafios para a formação educacional de surdos no Brasil;
  • 2016 — intolerância religiosa;
  • 2015 — violência contra a mulher;
  • 2014 — publicidade infantil;
  • 2013 — lei seca no Brasil;
  • 2012 — imigração no Brasil;
  • 2011 — privacidade na internet.

Viu só? Pensando nisso, trouxemos exemplos de alguns assuntos que podem ser o foco do próximo Enem como proposta de redação. São eles:

  • mobilidade urbana;
  • racismo, preconceito e desigualdade social;
  • educação e bullying;
  • política e corrupção;
  • violência e intolerância;
  • descriminalização do aborto;
  • drogas: combate e legalização;
  • gravidez na adolescência;
  • sustentabilidade, água e meio ambiente;
  • depressão e suicídio;
  • tecnologia, redes sociais e crimes na internet;
  • família;
  • liberdade de expressão;
  • maioridade penal;
  • justiça com as próprias mãos etc.

Pesquise na internet, revistas e jornais assuntos relacionados a esses e outros temas que podem cair na prova do Enem e não seja pego de surpresa quando olhar a proposta de redação.

Quer ver algumas dicas quentes? Confira assuntos da atualidade que têm grandes chances de aparecer na prova do Enem!

Aulas de redação Online

Bom, a importância da redação nós já sabemos, não é mesmo? Isso justifica você não parar de estudar e se exercitar. Quanto mais redações fizer, melhor vai ser seu preparo no dia da prova.

E isso não vale somente para o Enem! As universidades que aplicam vestibular além do Sisu, também têm seus próprios critérios, e é importante se atualizar a respeito daquela que você pretende cursar.

Por isso, não perca as aulas de redação na página de matérias especial do Stoodi! Você vai conhecer técnicas de redação para os diferentes gêneros de que falamos e terá acesso a videoaulas específicas para o Enem e para os principais vestibulares do país. Confira!

Corretor de redação

E, por falar em exercitar-se, nada melhor que receber a opinião de profissionais sobre a sua redação, não é mesmo? Cada vez que você escreve um texto novo e vê os pontos que pode melhorar, está se preparando para fazer algo melhor na próxima tentativa.

Então, aproveite também para praticar usando o corretor de redação do Stoodi. Você envia seu texto e nós devolvemos corrigido em, no máximo, dez dias. Isso vai ajudar você a evoluir sempre mais a qualidade da sua redação!

Buscando um app de redação?

Ainda tem mais: levar seus estudos para qualquer lugar, é isso que você quer? Nós temos o melhor app de estudos! São mais de 3800 videoaulas — inclusive de redação! — direto no seu celular. Você não precisa usar o computador para aprender, pode aproveitar qualquer tempinho que tiver, independentemente da hora ou lugar.

Conheça o Stoodi Mobile e foque em realizar o maior sonho da sua vida!

Ficamos por aqui! Você pode usar este guia como base para seus estudos e consultar os vários posts e aulas que linkamos para facilitar sua busca. Cadastre-se gratuitamente no Stoodi e conheça as principais ferramentas do site para ajudar nos seus estudos.

1 Shares:
Você pode gostar também
Passo a passo para acertar na redação
Leia mais

Passo a passo para acertar na redação

Assim como toda boa história, uma redação também deve ter começo, meio e fim. Pensar na redação do vestibular de forma estruturada contribui para a síntese das ideias e facilita a construção dos parágrafos. Para contribuir com o seu desenvolvimento, a equipe responsável pelas aulas de Português do Stoodi elaborou...