Alimentação adequada pode diminuir o estresse dos vestibulares

Comer de forma saudável ajuda na memorização de conteúdos e concentração dos estudos

 

 

Você sabia que a alimentação pode amenizar o estresse? É isso mesmo.

A quantidade de conteúdos abordados no ENEM e vestibulares são imensos e os alunos precisam se dedicar por muitas horas para seu estudo ser completo. A cobrança interna e externa a respeito desse estudo pode deixar o aluno ainda mais estressado.

Nessas horas, a nutricionista Paula Silva, especialista em Terapia Alimentar, sugere que o aluno evite dietas e alimente-se bem e estar em dia com a sua nutrição.

“Para uma pessoa que está na fase pré-vestibular é necessário que haja um consumo adequado de carboidratos para um melhor fornecimento de energia ao cérebro e bom desempenho na hora da prova”, afirma a nutricionista.

O consumo dos carboidratos complexos – como pães, massas e cereais integrais –, somados a uma quantidade extra de proteínas para impedir o desgaste muscular, podem ajudar (e muito) no combate ao estresse.

De acordo com ela, o ideal é fazer refeições regulares e saudáveis, desde o café da manhã até a ceia. O período mais indicado para intercalar cada refeição é de 3 em 3 horas.

Os alimentos com alto teor de gordura são mais difíceis de fazer a digestão, por isso devem ser evitados. Além deles, também devem ser evitados o álcool, bebidas com cafeína, chás verdes e cigarros, pela presença de substâncias estimulantes.

A alimentação é tão importante na vida do vestibulando porque, fora tudo isso que já foi dito, ela pode “melhorar a memória, a capacidade cardiorrespiratória, a circulação sanguínea e a oxigenação cerebral”.

Resumindo, quem alimenta-se bem: diminui o estresse, melhora a memorização dos conteúdos e aumenta a concentração.
 

*Paula Silva é nutricionista, especializada em Terapia Alimentar. Além disso, ela atua na área da Auriculoterapia, Terapias Orientais e Terapias Energéticas. CRN 3: 13802

 

Campanha Always On Cronograma