O Sistema de Seleção Unificada, Sisu, é um instrumento de apuração de notas que o MEC criou para selecionar os estudantes para as universidades públicas, de acordo com a sua média geral na prova do Enem. Existem várias faculdades Sisu espalhadas por todo o país, o que viabiliza, por exemplo, a aprovação de um aluno de Curitiba em uma universidade de Belo Horizonte, sem que o mesmo tenha que se deslocar para realizar outra prova.

Cada vez maior e mais dinâmico, o modelo de seleção Sisu vem constantemente substituindo os vestibulares tradicionais, aqueles que eram organizados pelas próprias universidades. Dessa forma, ao estudante que realizou o Enem 2019, cabe saber quais são as faculdades que aceitam Sisu, bem como se elas oferecem o seu curso de preferência.

Sendo assim, confira a lista Sisu de faculdades participantes 2020, separadas por região:

Centro-oeste

Universidades em que todas as vagas são pelo SiSU

  • Universidade Federal de Goiás (UFG);
  • Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD);
  • Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT);
  • Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul (UEMS);
  • Universidade do Estado do Mato Grosso (Unemat);
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás (IFG);
  • Instituto Federal do Mato Grosso do Sul (IFMS).

Universidades que destinam apenas uma porcentagem de suas vagas ao Sisu

  • Instituto Federal Goiano (IF Goiano): 30%;
  • Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS): 30%;
  • Instituto Federal do Mato Grosso (IFMT): 50%.

Norte

Universidades em que todas as vagas são pelo Sisu

  • Universidade Federal do Acre (UFAC);
  • Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa);
  • Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA);
  • Universidade Federal do Tocantins (UFT);
  • Instituto Federal do Acre (IFAC);
  • Instituto Federal do Amapá (IFAP);
  • Instituto Federal do Pará (IFPA);
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (IFAM);
  • Universidade Federal de Roraima (UFRR).

Universidades que destinam apenas uma porcentagem de suas vagas ao SiSU

  • Universidade Federal do Amazonas (UFAM): 50%;
  • Universidade Federal do Amapá (Unifap): 50%;
  • Universidade Federal do Pará (UFPA): 20%;
  • Instituto Federal do Tocantins (IFTO): parte das vagas;
  • Instituto Federal de Rondônia (IFRO): 50%;
  • Instituto Federal de Roraima (IFRR) 50%;

Nordeste

Universidades em que todas as vagas são pelo SiSU

  • Universidade Federal de Alagoas (UFAL);
  • Universidade Federal da Bahia (UFBA);
  • Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB);
  • Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB);
  • Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB);
  • Universidade Federal do Ceará (UFC);
  • Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro–Brasileira (Unilab);
  • Universidade Federal da Paraíba (UFPB);
  • Universidade Federal de Campina Grande (UFCG);
  • Universidade Federal do Maranhão (UFMA);
  • Universidade Federal de Pernambuco (UFPE);
  • Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE);
  • Universidade Federal de São Francisco (Univasf);
  • Universidade Federal do Piauí (UFPI);
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN);
  • Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa);
  • Universidade Federal de Sergipe (UFS);
  • Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC);
  • Universidade Estadual da Paraíba (UEPB);
  • Universidade Estadual do Piauí (UESPI);
  • Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN);
  • Instituto Federal de Alagoas (IFAL);
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano (IF Baiano);
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE);
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB);
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sertão Pernambucano (IF Sertão-PE);
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí (IFPI);
  • Universidade do Estado da Bahia (UNEB).

Universidades que destinam apenas uma porcentagem de suas vagas ao SiSU

  • Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB): 50%;
  • Universidade do Estado do Ceará (UECE): 25%;
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA): 60%;
  • Instituto Federal de Pernambuco (IFPE): apenas vagas do segundo semestre;
  • Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN): a porcentagem exata final não foi informada;
  • Instituto Federal de Sergipe (IFS): 50%;
  • Universidade de Pernambuco (UPE): 50%.

Sul

Universidades em que todas as vagas são pelo SiSU

  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR);
  • Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila);
  • Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA);
  • Universidade Federal de Santa Maria (UFSM);
  • Universidade Federal de Pelotas (UFPel);
  • Universidade Federal do Rio Grande (FURG);
  • Universidade Federal do Pampa (Unipampa);
  • Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS);
  • Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS);
  • Instituto Federal do Paraná (IFPR);
  • Instituto Federal Farroupilha (IF-Farroupilha);
  • Instituto Federal Catarinense (IFC).

Universidades que destinam apenas uma porcentagem de suas vagas ao SiSU

  • Universidade Federal do Paraná (UFPR): 30%;
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS): 30%;
  • Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC): 30%;
  • Universidade Estadual de Londrina (UEL): 17,5%;
  • Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP): entre 10 e 36%;
  • Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste): 50%;
  • Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc): 25%;
  • Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS): 50%;
  • Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC): 50%;
  • Instituto Federal Sul-rio-Grandense (IFSul): 50%.

Sudeste

colegas faculdades participantes do sisu

Universidades em que todas as vagas são pelo SiSU

  • Universidade Federal do Espírito Santo (UFES);
  • Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG);
  • Universidade Federal de Alfenas (Unifal);
  • Universidade Federal de Itajubá (Unifei);
  • Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP);
  • Universidade Federal de São João Del Rei (UFSJ);
  • Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM);
  • Universidade Federal de Uberlândia (UFU);
  • Universidade Federal de Viçosa (UFV);
  • Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio);
  • Universidade Federal Fluminense (UFF);
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ);
  • Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ);
  • Universidade Federal do ABC (UFABC);
  • Universidade Federal de São Carlos (UFSCar);
  • Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF);
  • Instituto Federal do Espírito Santo (IFES);
  • Instituto Federal do Triângulo Mineiro (IFTM);
  • Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet-MG);
  • Instituto Federal de São Paulo (IFSP);
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ);
  • Centro Federal de Educação Tecnológica do Rio de Janeiro (Cefet-RJ);
  • Universidade Estadual da Zona Oeste (UEZO).

Universidades que destinam apenas uma porcentagem de suas vagas ao SiSU

  • Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF): 70%;
  • Universidade Federal de Lavras (UFLA): 60%;
  • Universidade Federal dos Vales Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM): 50%;
  • Universidade Federal de São Paulo (Unifesp): apenas alguns cursos;
  • Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG): 50%;
  • Instituto Federal Sudeste de Minas Gerais (IF SudesteMG): 50%;
  • Instituto Federal do Sul de Minas Gerais (IF Sul de Minas): 50%;
  • Instituto Federal de Minas Gerais (IFMG): 50%;
  • Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (IFNMG): a porcentagem exata final não foi informada;
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense (IFF): a porcentagem exata final não foi informada.

Concorrência

Uma dúvida que os candidatos costumam ter é: em quantas faculdades posso me inscrever pelo Sisu? É claro que, por ser um sistema unificado, contemplando as melhores universidades do país, é de se esperar uma grande procura pelo Sisu.

As inscrições podem ser feitas duas vezes ao ano e o candidato, por meio do número de inscrição do último Enem e da senha, pode escolher até duas opções de curso. Dessa maneira, entenda mais sobre o perfil da concorrência que você poderá enfrentar.

Portanto, agora que você já sabe quais são as faculdades Sisu, é importante também verificar se essas instituições oferecem o seu o curso de preferência, bem como pesquisar a sua nota de corte. Dessa forma, você já fica por dentro de todas as informações do processo seletivo que enfrentará e tem noção do nível da concorrência naquela universidade.

Quer aprender mais e ficar por dentro de tudo sobre os vestibulares e o Enem? Faça seu cadastro gratuito no Stoodi. Lá você tem acesso a videoaulas e ainda pode testar seus conhecimentos a partir de vários exercícios que a plataforma disponibiliza.

Banner Stoodi Med
Banner_Redação
Você pode gostar também
PUC-PR abre as inscrições para o vestibular 2016 de Medicina
Leia mais

PUC-PR abre as inscrições para o vestibular 2016 de Medicina

Candidato tem até o dia 7 de outubro para realizar a inscrição. O valor da taxa varia entre R$ 220 até R$ 400 Até 7 de outubro a Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR) recebe inscrições para o processo seletivo que irá ofertar 101 vagas para ingresso no primeiro semestre...
Abre inscrições para Fuvest 2016
Leia mais

Abre inscrições para Fuvest 2016

Período para se inscrever no vestibular vai até 9 de setembro. Valor cobrado para realizar a prova é de R$ 145,00 Foto: Marcos Santos/USP Imagens Foram abertas as inscrições para o vestibular Fuvest 2016 da Universidade de São Paulo (USP) nesta sexta-feira (21). O período de inscrição se encerra em...