Correção de Redação

O processo de prevenção e recuperação das ações de bullying no contexto escolar brasileiro Stoodi

A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo em modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema "O processo de prevenção e recuperação das ações de bullying no contexto escolar brasileiro", apresentando proposta de intervenção que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa do seu ponto de vista.

TEXTO I

TEXTO II
Um em cada dez estudantes brasileiros é vítima de bullying – anglicismo que se refere a atos de intimidação e violência física ou psicológica, geralmente em ambiente escolar. O dado foi divulgado esta semana pelo Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa) 2015.
[...]
A Lei no 13.185, em vigor desde 2016, classifica o bullying como intimidação sistemática, quando há violência física ou psicológica em atos de humilhação ou discriminação. A classificação também inclui ataques físicos, insultos, ameaças, comentários e apelidos pejorativos, entre outros.
(Disponível em: http://portal.mec.gov.br/component/tags/tag/34487 - Acesso em: 22 mar. 2019).

TEXTO III
“Os efeitos prejudiciais do bullying mostram que é preciso fazer mais para ajudar crianças vitimizadas. Além das intervenções que buscam evitar a ocorrência de bullying, devemos também dar apoio às crianças que estão passando por isso, para ajudá-las em seu processo de resiliência no caminho da recuperação. Nossas descobertas destacam a importância de um suporte contínuo à saúde mental de crianças e adolescentes”, observa Jean-Baptiste Pingault (pesquisador do departamento de psicologia e ciências da linguagem da Universidade da Califórnia, em Los Angeles (EUA))
[...]
A capacidade de se recuperar de problemas é o que determina a forma como a vítima de bullying vai ser afetada por essa experiência, explica Sameer Hinduja, codiretor do Centro de Pesquisa em Cyberbullying da Faculdade Flórida Atlântica e coautor de um estudo sobre o tema publicado na revista Child Abuse & Neglect. “A resiliência é um potente fator protetivo, tanto para prevenir quanto para mitigar o efeito do bullying. Crianças resilientes são aquelas que, por uma variedade de motivos, lidam melhor com pressões e contratempos externos e são impactadas menos negativamente em suas atitudes e ações que os colegas menos equipados nesse sentido quando enfrentam esse tipo de vitimização”, afirma.
(Disponível em: https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/ciencia-e-saude/2017/10/29/interna_ciencia_saude,637200/cicatrizes-do-bullying-efeitos-negativos-podem-perdurar-por-cinco-ano.shtml - Acesso em: 22 mar. 2019).

+ Compre créditos para enviar a sua redação.
Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login