Correção de Redação

Os efeitos da regulamentação da lei antifumo no Brasil Stoodi

A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo em modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema "Os efeitos da regulamentação da lei antifumo no Brasil", apresentando proposta de intervenção que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa do seu ponto de vista.

TEXTO I
A Lei Antifumo no estado de São Paulo completa dez anos em maio e mostra queda no número de fumantes na capital paulista. Nos primeiros oito anos da lei, segundo o Ministério da Saúde, os consumidores de cigarro na cidade diminuíram em cerca de 300 mil pessoas.
Em 2009, 18,8% dos 11 milhões de paulistanos eram fumantes, por volta de 2 milhões de pessoas. Já em 2017, o percentual de consumidores de cigarro entre os 12,2 milhões de pessoas da capital caiu para 14,2%, cerca de 1,7 milhão de pessoas.
[...]
São Paulo acabou virando exemplo para o país todo. Dois anos depois, em 2011, uma nova lei federal unificou a legislação em todo o Brasil, com um pouco mais de restrições, como não poder fumar debaixo de toldos. A legislação foi regulamentada em 2014.
(Disponível em: https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2019/05/28/lei-antifumo-completa-dez-anos-e-reduz-numero-de-fumantes-em-sp.ghtml - Acesso em 29 jul. 2019).

TEXTO II
Aprovada em 2011, mas regulamentada em 2014, a Lei 12.546 proíbe o ato de fumar cigarrilhas, charutos, cachimbos, narguilés e outros produtos em locais de uso coletivo, públicos ou privados, como halls e corredores de condomínios, restaurantes e clubes – mesmo que o ambiente esteja parcialmente fechado por uma parede, divisória, teto ou toldo.
Em caso de desrespeito à norma, os estabelecimentos comerciais podem ser multados e até perder a licença de funcionamento.
(Disponível em: http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2014-12/lei-antifumo-passa-valer-partir-de-hoje - Acesso em 29 jul. 2019).

TEXTO III
Segundo o Ministério da Saúde, o tabagismo mata cerca de 200 mil pessoas por ano no Brasil. Para a Sociedade Brasileira de Pneumologia, a regulamentação da lei, que também proíbe todo tipo de propaganda ligada ao fumo, é um grande avanço.
“Todas as formas de fumo, elas produzem efeitos na saúde. E as principais são o câncer, especialmente o câncer de pulmão, o acidente vascular cerebral, conhecido popularmente como derrame cerebral, o infarto agudo do miocárdio e a doença pulmonar obstrutiva crônica”, explica Alberto José Araújo, da Comissão Antifumo da Sociedade Brasileira de Pneumologia.
(Disponível em: http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2014/12/lei-antifumo-regulamentacao-reduz-ainda-mais-espaco-para-fumantes.html - Acesso em 29 jul. 2019).

TEXTO IV
O tabagismo é reconhecido como uma doença crônica causada pela dependência à nicotina presente nos produtos à base de tabaco.
[...]
O tabagismo é considerado uma doença pediátrica, pois 80% dos fumantes começam a fumar antes dos 18 anos. No Brasil, 20% dos fumantes começaram a fumar antes dos 15 anos.Os produtos de tabaco matam seis em cada dez consumidores. Todos os anos sete milhões de mortes são causadas pelo tabagismo, e há um custo global em saúde e perda de produtividade para os governos de 1,4 trilhões de dólares.
(Disponível em: https://www.inca.gov.br/tabagismo - Acesso em 29 jul. 2019).

TEXTO V

(Campanha UNIMED Antifumo. Disponível em: https://juliades.wordpress.com/2012/01/25/campanha-unimed-anti-fumo/ - Acesso em 29 jul. 2019).

+ Compre créditos para enviar a sua redação.
Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login