Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

Exercícios de Biotecnologia e Engenharia Genética

Voltar para exercícios de Biologia

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de Biotecnologia e Engenharia Genética dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude Biologia com esses e mais de 30000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página
  1. 31. UEA 2018
    O mosquito Aedes aegypti pode transmitir dengue, febre amarela, zika e chikungunya. Para reduzir a incidência dessas doenças, pesquisadores estão testando formas de reduzir a população desse mosquito. Uma delas é inserir um gene específico nos mosquitos machos, que mata a prole antes da fase adulta. Quando os machos modificados são soltos na natureza e se acasalam, as fêmeas geram filhotes inviáveis. Com isso, a população do mosquito diminui. (Folha de S.Paulo, 07.12. 2016. Adaptado.) Segundo o texto, mosquitos machos receberam artificialmente um segmento de
  2. 32. UFAM 2016
    A produção industrial de medicamentos, hormônios, vitaminas e vacinas, entre outros, são produtos gerados a partir da:
  3. 33. UNAMA 2015
    “Recentemente biólogos anunciaram em artigo publicado na revista Nature Communications o desenvolvimento de uma nova arma contra a malária. Mosquitos geneticamente manipulados, capazes de produzir descendentes machos, poderiam levar ao desaparecimento de uma população inteira de outros mosquitos. A pesquisa [...] de que o aumento da população de machos diminuiria significativamente o de fêmeas, impedindo, consequentemente, a reprodução dos mosquitos. [...] reduzir o risco de que os humanos entrem em contato com o parasita da malária, transmitido pelas fêmeas que se alimentam de sangue, [...] seja uma nova possibilidade de combate ao inseto”. No Brasil, em Campinas, a empresa britânica Oxitec já instalou a primeira fábrica de mosquitos Aedes aegypti, produzindo 500 mil insetos por semana, onde em laboratório, os ovos do A.aegypti recebem uma microinjeção de DNA com um gene que impede que os descendentes desses machos cheguem à fase adulta. Fonte: Texto a Fábrica de mosquitos, de Andrea Crisanti. Revista Vida e Saúde, pag. 29, set. 2014. “... em laboratório, os ovos do A.aegypti recebem uma microinjeção de DNA com um gene para impedir que os descendentes dos machos cheguem à fase adulta...”. Esta técnica genética é chamada de
  4. 34. UEPA 2016
    Por meio da técnica da Clonagem, foi feito o sequenciamento do gene da enzima catalase em ostra do mangue (Crassostrea rhizophorae), com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento de indicadores de saneamento ambiental e saúde pública que possam ser utilizados para informar a comunidade e avaliar a qualidade de vida a partir de intervenções voltadas à proteção e recuperação de mananciais. Adaptado de: http://labcai.paginas.ufsc.br/projetos-em-andamento-2/ acessado em 10/09/2015   Sobre a técnica em destaque no Texto afirma-se que:
  5. 35. UNIFOR 2018
    Principal aposta da medicina para correção de distúrbios genéticos e cura de doenças crônicas, a técnica de edição de genomas CRISPR-Cas9 tem, porém, limitações. Por isso, laboratórios de todo o mundo estão atrás de um aprimoramento da técnica que permita alterar o que está errado sem promover outras alterações na estrutura de dupla hélice. Foi o que conseguiu agora uma equipe do Instituto Salk, da Califórnia, que descreveu o novo método na edição da revista Cell. Os cientistas testaram, com sucesso, a adaptação da técnica em ratos com doença renal aguda, diabetese distrofia muscular. Fonte: https://www.uai.com.br/app/noticia/saude/2017/12/20/noticias-saude,218803/tecnica-de-reparo-do-dna-pode-tratarproblemas-como-doenca-renal-e-dia.shtml Acesso em 12 set. 2017 (com adaptações). Avanços nas técnicas de engenharia genética são importantes para correção de erros no DNA, uma vez que uma característica comumente observada em pessoas afetadas por distúrbios existentes nos sistemas de reparo do DNA é
  6. 36. UNIFOR 2018
    A figura abaixo apresenta uma tirinha em que o personagem Armandinho, criado por Alexander Beck, aborda os transgênicos. Sobre alimentos transgênicos, é correto afirmar:
  7. 37. UNITINS 2018
    O melhoramento genético consiste em produzir organismos com características de interesse para o ser humano. A maioria das plantas e dos animais que constitui a nossa alimentação básica foi “melhorada” geneticamente. Sobre essas técnicas, é correto afirmar que:
  8. 38. ENEM 2018
    Companhias que fabricam jeans usam cloro para o clareamento, seguido de lavagem. Algumas estão substituindo o cloro por substâncias ambientalmente mais seguras como peróxidos, que podem ser degradados por enzimas chamadas peroxidases. Pensando nisso, pesquisadores inseriram genes codificadores de peroxidases em leveduras cultivadas nas condições de clareamento e lavagem dos jeans e selecionaram as sobreviventes para produção dessas enzimas. TORTORA, G. J.; FUNKE, B. R.; CASE, C. L. Microbiologia. Rio de Janeiro: Artmed, 2016 (adaptado). Nesse caso, o uso dessas leveduras modificadas objetiva
  9. 39. FCMMG 2007
    A bactéria Agrobacterium tumefaciens vive no solo e causa tumores na base do caule de vários tipos de plantas. Apesar disso, ela possui um largo emprego na biotecnologia para produção de plantas transgênicas.   Sobre a bactéria e o procedimento tecnológico citados, podemos afirmar:
  10. 40. ACAFE 2015
    Biotecnologia é o conjunto de conhecimentos que permite a utilização de agentes biológicos (organismos, células, organelas, moléculas) para obter bens ou assegurar serviços.   Sobre o tema, analise as afirmações a seguir.   I. As técnicas biotecnológicas possibilitam à Indústria Farmacêutica cultivar microrganismos para produzir os antibióticos, por exemplo. ll. A Engenharia Genética ocupa um lugar de destaque como tecnologia inovadora, seja porque permite substituir métodos tradicionais de produção de hormônio de crescimento e insulina, seja porque permite obter produtos inteiramente novos (Organismos transgênicos). Ill. Hoje, a utilização de plasmídeos bacterianos restringe-se à produção de novos medicamentos. lV. Através de técnicas biotecnológicas é possível o tratamento de despejos sanitários pela ação de microorganismos em fossas sépticas. V. A aplicação da biotecnologia está limitada a área médica e de saúde.   Todas as afirmações corretas estão em:
  11. 41. PUC-RS 2014
    Com a participação de pesquisadores da PUCRS, um projeto de biotecnologia permitiu, neste ano, o nascimen­to da primeira cabra clonada e transgênica da América Latina. Chamada pelos cientistas de Gluca, ela possui uma modificação genética que deverá fazer com que produza em seu leite uma proteína humana chamada glucocerebrosidase, usada no tratamento da doença de Gaucher. A técnica da __________ foi realizada introdu­zindo um __________ humano no núcleo de uma célula de cabra, para que o animal passasse a sintetizar uma proteína humana.
  12. 42. FATEC 2012
    Desde a Antiguidade, os empreendedores já fabricavam vinho, cerveja, pão, queijo e outros produtos por meio da fermentação. De lá para cá, muitas técnicas foram desenvolvidas e aplicadas aos processos biológicos de produção de substâncias para os mais variados fins. É a biotecnologia.   A partir da década de 1970, a biotecnologia concentrou suas atenções nas pesquisas com o DNA (material genético), e com isso foi possível criar os organismos geneticamente modificados, conhecidos como transgênicos.   Depois do sucesso obtido na transferência de genes de uma espécie para outra, foi possível evoluir e aplicar técnicas para a criação de medicamentos, hormônios, plantas modificadas e outros produtos.   Analise as afirmações a seguir e assinale a correta.
  13. 43. UNESP 2009
    Empresa coreana apresenta cães feitos em clonagem comercial. Cientistas sul-coreanos apresentaram cinco clones de um cachorro e afirmam que a clonagem é a primeira realizada com sucesso para fins comerciais. A clonagem foi feita pela companhia de biotecnologia a pedido de uma cliente norte-americana, que pagou por cinco cópias idênticas de seu falecido cão pit bull chamado Booger. Para fazer o clone, os cientistas utilizaram núcleos de células retiradas da orelha do pit bull original, os quais foram inseridos em óvulos anucleados de uma fêmea da mesma raça, e posteriormente implantados em barrigas de aluguel de outras cadelas. (Correio do Brasil, 05.08.2008. Adaptado.)   Pode-se afirmar que cada um desses clones apresenta
  14. 44. UEL 2009
    Com base nos conhecimentos sobre biotecnologia, considere as afirmativas.   I - Na biotecnologia aplicada, os organismos transgênicos, como, por exemplo, bactérias, fungos, plantas e animais geneticamente melhorados, podem funcionar para a produção de proteínas ou para propósitos industriais. II - Organismos transgênicos caracterizam-se pela capacidade de produzir em grandes quantidades a proteína desejada, sem comprometer o funcionamento normal de suas células, e de transferir essa capacidade para a geração seguinte. III - O melhoramento genético clássico consiste na transferência do material genético de um organismo para outro, permitindo que as alterações no genoma sejam previsíveis; já a engenharia genética mistura todo o conjunto de genes em combinações aleatórias por meio de cruzamentos. IV - A engenharia genética compreende a manipulação direta do material genético das células, sendo que o gene de qualquer organismo pode ser isolado e transferido para o genoma de qualquer ser vivo, por mais divergentes que estes seres estejam na escala evolutiva.   Assinale a alternativa CORRETA.
  15. 45. UFABC 2009
    Animais produtores de fármacos   Muitos animais têm sido usados na biotecnologia para a produção de substâncias de interesse na área médica. Muitos pesquisadores estão utilizando animais como cabras, camundongos e vacas para produzir hormônio de crescimento, insulina e outras substâncias humanas. Utilizam uma técnica em que um gene humano que codifica determinada proteína é inserido no embrião do animal estudado e, com isso, é obtido um DNA recombinante.     Considerando o texto e o conhecimento da técnica utilizada, pode-se afirmar que
  16. 46. UFES 2009
    Com o avanço das técnicas de engenharia genética, a expansão da produção de soja se deveu à introdução do gene de resistência a herbicidas (malatiol) na soja, gerando organismos geneticamente modificados (OGMs). Sobre o mecanismo genético envolvido na produção e funcionamento do genoma de OGMs, considere as seguintes afirmações:   I. O gene de resistência ao malatiol, inserido em pequenas moléculas de DNA bacteriano, é usado como molde por uma enzima polimerase e para a produção de um polipeptídio. II. Ribossomos e RNAs transportadores, utilizados no processo, são de origem bacteriana. III. Uma mutação que altere a seqüência do gene de resistência ao malatiol, correspondente ao códon de parada, acarretará a perda da resistência ao herbicida dos indivíduos afetados.      É CORRETO o que se afirma em 
  17. 47. CESGRANRIO 2011
    A Lei de Biossegurança tenta regulamentar duas questões polêmicas no Brasil e no mundo: a produção e comercialização de organismos geneticamente modificados e a pesquisa com células-tronco. A esse respeito, analise as afirmações a seguir.   I. Células-tronco são células neutras que ainda não possuem características que as diferenciem como uma célula especializada de um determinado tecido e que podem ser usadas para gerar outro órgão. II. Os transgênicos são aqueles produtos acrescidos de um novo gene ou fragmento de DNA para que desenvolvam uma característica em particular, como mudanças do valor nutricional ou resistência a pragas. III. Muitos ambientalistas e alguns pesquisadores receiam que alimentos transgênicos possam prejudicar a saúde humana e modificar o meio ambiente. IV. O principal objetivo das pesquisas com células-tronco é o seu uso para recuperar tecidos danificados por doenças cardiovasculares, neurovegetativas, diabetes, acidentes cerebrais, traumas na medula espinhal, dentre outras.   Está correto o que se afirma em
  18. 48. UECE 2015
    O fenômeno da totipotência permite que plantas transgênicas sejam obtidas de células originalmente transformadas com o DNA exógeno (EMBRAPA, 1998). Totipotência significa
  19. 49. PUC-RS 2012
    A Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio) aprovou em setembro de 2011 a produção comercial no Brasil de um feijão geneticamente modificado desenvolvido pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). A alteração genética no feijão impede que a planta contraia a doença conhecida como mosaico dourado, capaz de dizimar plantações inteiras. Esta doença é causada por um vírus que promove danos em quase todas as regiões onde se cultiva feijão nas Américas. Este vírus é transmitido pela mosca branca (Bermisia tabaci) que, ao se alimentar das plantas, acaba transferindo o vírus. O principal método para o controle da mosca branca é o uso frequente de inseticidas nas lavouras. Contudo, poucos inseticidas têm se mostrado eficientes no controle da praga, elevando os custos de produção sem reduzir a taxa de transmissão do vírus. Para combater o vírus, os pesquisadores da Embrapa introduziram nas plantas de feijão um gene que é transcrito em um RNA de interferência, que possui a capacidade de promover a degradação de um mRNA viral específico. O mRNA viral, alvo da degradação, é responsável pela síntese de uma proteína necessária para que ocorra a multiplicação do vírus na célula vegetal (proteína Rep). Desta forma, o feijoeiro transgênico impede a multiplicação do vírus e evita a doença. (Adaptado de http://www.ctnbio.gov.br/index.php/content/ view/16501.html)   Com referência ao efeito esperado do feijoeiro geneticamente modificado sobre a população de mosca branca e ao controle da doença do mosaico dourado, afirma-se: I. O feijoeiro transgênico está protegido do mosaico dourado, mesmo na presença da mosca branca. II. A manipulação genética das plantas interfere na multiplicação da mosca branca. III. A transmissão do vírus será reduzida devido à diminuição da população de moscas brancas hospedeiras. IV. A ausência da produção da proteína Rep nas células do vegetal impede a proliferação viral no feijoeiro. Estão corretas apenas as afirmativas
  20. 50. UNICENTRO 2004
    O jornal britânico "The guardian" estava certo quando adiantou, há 15 dias, os resultados dos maiores estudos de campo sobre os efeitos ambientais de alguns organismos geneticamente modificados: pelo menos em dois (canola e beterraba) dos três casos específicos estudados, eles prejudicam a vida selvagem. Todos os três vegetais estudados eram resistentes a herbicidas: a canola e a beterraba são imunes ao glifosato (a mesma substância associada com a soja transgênica brasileira) e o milho é resistente ao glufosinato. Graças à resistência adquirida pelos vegetais, os campos podem ser tratados com os herbicidas, mesmo quando as plantas de cultivo já emergiram. O veneno só mata as ervas daninhas. Os estudos investigaram unicamente o efeito dos três sistemas transgênicos sobre as populações de ervas daninhas e de invertebrados (insetos e lesmas, por exemplo) nos campos e na sua vizinhança. Elas foram comparadas com as de terrenos de mesmo tamanho e no mesmo local, nos quais as mesmas culturas foram plantadas pelo método convencional (ou seja, variedades não transgênicas). Verificou-se, como seria de esperar, uma população diminuída de ervas daninhas nos campos de canola e beterraba. Mais que isso, sobraram 20% menos sementes de ervas na terra depois da colheita. (Leite. In: Folha de S. Paulo, p. B 10) O desenvolvimento de organismos transgênicos se fundamenta em
  21. 51. UNICENTRO 2005
    Transgenia e clonagem são técnicas biotecnológicas que estão ocupando importante espaço na mídia internacional. Sobre estes temas, considere as afirmativas a seguir. I. Genes clonados em bactérias podem ser transferidos para indivíduos de uma outra espécie. II. Organismos que recebem e incorporam genes de outra espécie são denominados transgênicos. III. Clones de animais, como a ovelha Dolly, são indivíduos originados a partir do patrimônio genético de uma célula somática. IV. As bactérias são incapazes de incorporar genes humanos e sintetizar proteínas que lhes são estranhas. Estão corretas apenas as afirmativas:
  22. 52. UNICENTRO 2008
    A necessidade de se fazer uma transição de recursos não-renováveis de carbono para bio-recursos renováveis é inegável. [...]. O grande desafio [...] está em se desenvolver um produto agrícola que apresente o dobro da produção de biomassa, aumentando o valor industrial do produto em termos de extração do bicombustível.[...] A biomassa de uma árvore pode ser aumentada atuando-se, por exemplo, no processo de fotossíntese, aumentando-se a captação inicial de energia da luz, a qual atualmente é de menos de 2%. Outras possibilidades seriam atuar no metabolismo do nitrogênio, tornar a planta mais robusta, por meio do aumento da resistência a doenças e a insetos, tolerância a secas e a grandes variações de temperatura, diminuir o período de dormência da planta durante o inverno, ou eliminar a floração, processo que consome muita energia. FARAH, 2007. p. 357   A partir da análise das informações do texto, pode-se considerar uma estratégia possível:
  23. 53. UEMA 2010
    Os temas associados à genética provocam impactos pelas perspectivas que abrem em relação à sua aplicabilidade prática. Além disso, geram polêmicas e sentimentos que extrapolam o campo das ciências biológicas e avançam para a ética, a religião, a economia e a política etc. A engenharia genética deu seus primeiros passos no início da década de 1970, quando o geneticista Paul Berg desenvolveu um método e obteve o DNA recombinante, que é um DNA
  24. 54. OBB 2016
    A CRISPR é uma nova ferramenta de edição de genoma que pode transformar esse campo da biologia e um recente estudo feito em embriões humanos geneticamente modificados pode ajudar a transformar essa promessa em realidade. Mas cientistas querem mexer com genoma há décadas. Por que a CRISPR de uma hora para outra se tornou uma grande esperança? Uma explicação rápida para isso é que a CRISPR permite que cientistas modifiquem genomas com uma precisão nunca antes atingida, além de eficiência e flexibilidade. Os últimos anos foram cheios de conquistas para a CRISPR, que criou macacos com mutações programadas e também evitou a infecção do HIV em células humanas. No começo deste mês, cientistas chineses anunciaram que aplicaram a técnica em embriões humanos, o que dá uma dica dos potenciais da CRISPR para curar qualquer doença genética. E sim, isso pode nos levar à era do design de bebês (no entanto, como os resultados desse estudo nos mostram, ainda estamos longe de conseguir levar essa tecnologia para a medicina). A CRISPR é na verdade um mecanismo de defesa antigo e natural encontrado em diversas bactérias. Nos anos 1980, cientistas observaram um padrão estranho em alguns genomas bacterianos. Uma sequência de DNA poderia ser repetida diversas vezes, com sequências únicas entre as repetições. Eles chamaram essa configuração estranha de “agrupados de curtas repetições palindrômicas regularmente interespaçadas”, ou CRISPR, na sigla em inglês. Isso era um enigma até os cientistas perceberem que as sequências únicas entre as repetições combinavam com o DNA de vírus. A CRISPR é uma parte do sistema imunológico bacteriano, que mantém partes de vírus perigosos ao redor para poder reconhecer e se defender dessas ameaças durante os próximos ataques. A segunda parte desse mecanismo de defesa é um conjunto de enzimas chamadas Cas (proteínas associadas à CRISPR), que podem cortar precisamente o DNA e eliminar vírus invasores. Convenientemente, os genes que codificam para o Cas são sempre os que estão próximos às sequências CRISPR. Fonte: http://gizmodo.uol.com.br   Enzimas que cortam o DNA em segmentos específicos são utilizadas há décadas em biologia molecular. Um exemplo de produto biotecnológico ou organismo obtido a partir do uso destas enzimas é:
  25. 55. UNAMA 2015
    “Recentemente biólogos anunciaram em artigo publicado na revista Nature Communications o desenvolvimento de uma nova arma contra a malária. Mosquitos geneticamente manipulados, capazes de produzir descendentes machos, poderiam levar ao desaparecimento de uma população inteira de outros mosquitos. A pesquisa [...] de que o aumento da população de machos diminuiria significativamente o de fêmeas, impedindo, consequentemente, a reprodução dos mosquitos. [...] reduzir o risco de que os humanos entrem em contato com o parasita da malária, transmitido pelas fêmeas que se alimentam de sangue, [...] seja uma nova possibilidade de combate ao inseto”. No Brasil, em Campinas, a empresa britânica Oxitec já instalou a primeira fábrica de mosquitos Aedes aegypti, produzindo 500 mil insetos por semana, onde em laboratório, os ovos do A. aegypti recebem uma microinjeção de DNA com um gene que impede que os descendentes desses machos cheguem à fase adulta. Texto A Fábrica de mosquitos, de Andrea Crisanti. Revista Vida e Saúde, pag. 29, set. 2014.   “... em laboratório, os ovos do A.aegypti recebem uma microinjeção de DNA com um gene para impedir que os descendentes dos machos cheguem à fase adulta...”. Esta técnica genética é chamada de
  26. 56. UFF 2005
    Recentes descobertas têm provocado grande discussão por poderem alterar o futuro do esporte. Nessas pesquisas, foi mostrada a existência de duas proteínas que atuam regulando o crescimento das células musculares: o fator de crescimento IGF-1 e a miostatina. O crescimento muscular é estimulado pelo fator IGF-1 e limitado pela miostatina. A partir desse conhecimento é possível modular o crescimento muscular por meio de vários procedimentos. Scientific American Brasil, 08/2004 Analise os procedimentos abaixo e aponte aquele que poderia promover o desenvolvimento mais duradouro da massa muscular, em indivíduos sedentários, se executado uma única vez, sem deixar vestígios detectáveis em exames de sangue ou urina.  
  27. 57. MACKENZIE 2001
    Atualmente, os alimentos transgênicos representam um tema de grande discussão. A esse respeito, considere as seguintes afirmações. I - Trata-se de alimentos fabricados com produtos geneticamente modificados. II - Pode-se gerar um animal transgênico que tenha a capacidade de produzir maior quantidade de leite com menor taxa de gordura. III - Não se sabe quais serão as possíveis conseqüências da ingestão desses alimentos. IV - Os ecologistas temem que as plantas transgênicas possam afetar o equilíbrio ecológico. Estão corretas:
  28. 58. UFMG 1999
    Todas as alternativas apresentam aplicações da tecnologia do DNA recombinante nas duas últimas décadas, EXCETO
  29. 59. OBB 2017
    O PCR (reação em cadeia de polimerase) em tempo real quantitativo, foi descrito pela primeira vez em 1993 por Russell Higuchi e seus colaboradores. Eles acoplaram uma câmara de vídeo monitorando a PCR durante todos os ciclos para detectar a fluorescência em moléculas de DNA recém-sintetizadas ligadas ao brometo de etídio. Por ser uma técnica de elevada sensibilidade, a PCR em tempo real tem sido uma ferramenta aplicada em diversas áreas biomédicas, destacando-se na pesquisa básica e no diagnóstico clínico-laboratorial. Com relação a esta técnica, podemos afirmar que:
  30. 60. ENEM 2005
    A Embrapa possui uma linhagem de soja transgênica resistente ao herbicida IMAZAPIR. A planta está passando por testes de segurança nutricional e ambiental, processo que exige cerca de três anos. Uma linhagem de soja transgênica requer a produção inicial de 200 plantas resistentes ao herbicida e destas são selecionadas as dez mais “estáveis”, com maior capacidade de gerar descendentes também resistentes. Esses descendentes são submetidos a doses de herbicida três vezes superiores às aplicadas nas lavouras convencionais. Em seguida, as cinco melhores são separadas e apenas uma delas é levada a testes de segurança. Os riscos ambientais da soja transgênica são pequenos, já que ela não tem possibilidade de cruzamento com outras plantas e o perigo de polinização cruzada com outro tipo de soja é de apenas 1%. A soja transgênica, segundo o texto, apresenta baixo risco ambiental porque
Gerar PDF da Página
Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login