Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

Exercícios de Dinâmica das Populações e Comunidades

Voltar para exercícios de Biologia

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de Dinâmica das Populações e Comunidades dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude Biologia com esses e mais de 30000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página
  1. 1. UDESC 2014
    Analise a alternativa correta quanto às relações entre os seres vivos.
  2. 2. UPE 2011
    Na tirinha, Calvin se reporta ao crocodilo (quadrinho 1), (quadrinho 3). Embora saibamos que os crocodilos verdadeiros não vivem na Amazônia (quadrinho 1) e sim, na África, podemos fazer um paralelo com nossos jacarés, distribuídos por todo o Brasil, que são predadores, embora também convivam em colaboração com aves que entram em sua boca e se alimentam, removendo detritos e sanguessugas das suas gengivas. Abaixo, estão relacionados alguns tipos de relação ecológica interespecíficas e de adaptações decorrentes da seleção natural (ambos representados por algarismos romanos) e as definições e/ou exemplos correspondentes (representado(as) por letras). I. Inquilinismo II. Mutualismo III. Predação IV. Protocooperação V. Camuflagem VI. Coloração de aviso VII. Homeostase VIII. Mimetismo A. Aumento da quantidade de hemácias em resposta à variação de altitude, compensando a menor compensação de oxigênio. B. Carcará, que devora um roedor. C. Duas espécies diferentes assemelham-se em determinadas características. D. Os indivíduos associados se beneficiam, e a associação não é obrigatória. E. Os indivíduos associados se beneficiam, sendo essa associação fundamental à sobrevivência de ambos. F. Plantas epífitas sobre as árvores. G. Propriedade de os membros de determinada espécie apresentarem características que os assemelhem ao ambiente em que vivem. H. Rãs e sapos coloridos, cujo padrão de cores vivas alerta sobre sua toxicidade. Assinale a alternativa que mostra a correta associação entre tipo de relação e/ou adaptação e seus respectivos exemplos.  
  3. 3. ENEM 2017
    Dados compilados por Jeremy Jackson, do Instituto Scripps de Oceanografia (EUA), mostram que o declínio de 90% dos indivíduos de 11 espécies de tubarões do Atlântico Norte, causado pelo excesso de pesca, fez comque a população de uma arraia, normalmente devorada por eles, explodisse para 40 milhões de indivíduos. Doce vingança: essa horda de arraias é capaz de devorar 840 mil toneladas de moluscos por ano, o que provavelmente explica o colapso da antes lucrativa pesca de mariscos na Baía de Chesapeake (EUA). LOPES, R. J. Nós, o asteroide. Revista Unesp Ciência, abr. 2010. Disponível em: https://issuu.com. Acesso em: 9 maio 2017 (adaptado) Qual das figuras representa a variação do tamanho populacional de tubarões, arraias e moluscos no Atlântico Norte, a partir do momento em que a pesca de tubarões foi inciada (tempo zero)?    
  4. 4. UDESC 1996
    Observe o gráfico a seguir, que apresenta a curva de crescimento de uma população de coelhos. Baseado no gráfico, assinale o item CORRETO.
  5. 5. UDESC 2015
    Em uma comunidade biológica os organismos interagem entre si nas chamadas relações ecológicas. Com respeito a estas interações, associe as colunas A e B. Assinale a alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo.
  6. 6. UFSM 2001
    Escolha a alternativa que completa a frase a seguir. __________ e __________ aumentam o tamanho de uma população.
  7. 7. UFSM 2012
    A vida em sociedade não é uma característica só dos seres humanos. Os animais também vivem em grupo ou em associação, sob diversas formas, como as chamadas relações ecológicas. Essas relações podem ocorrer entre os indivíduos de uma mesma espécie ou entre indivíduos de espécies diferentes e podem ainda ter efeitos positivos ou negativos nos organismos envolvidos. Observe as imagens: Considerando as relações ecológicas intraespecíficas e interespecíficas, analise as afirmativas. I. A competição só ocorre entre indivíduos de espécies diferentes. II. Colônia se refere a um grupo de indivíduos de espécies diferentes que interagem mutuamente, com divisão de trabalho entre seus componentes. Os corais são exemplos desse tipo de interação. III. Sociedade se refere a um grupo de organismos da mesma espécie que manifestam certo grau de cooperação, comunicação e divisão de trabalho, conservando relativa independência entre eles. Há vários exemplos deles entre os Hymenoptera, como as vespas. Está(ão) correta(s)
  8. 8. UFPA 2016
     A respeito das interações entre os seres vivos, considere os seguintes enunciados: I. Na natureza, as diversas populações que formam um(a) _____1_____ estabelecem entre si relações mais ou menos íntimas. II. As _____2_____ compreendem as relações estabelecidas entre indivíduos pertencentes à mesma espécie. Exemplos: colônias e sociedades. III. As _____3_____ compreendem as interações nas quais não se verifica nenhum tipo de prejuízo entre os organismos associados e pelo menos uma espécie é beneficiada. IV. As _____4_____ são as relações nas quais pelo menos uma espécie é prejudicada. A única alternativa que completa corretamente as lacunas enumeradas de 1 a 4 nos enunciados acima é, respectivamente,
  9. 9. UERN 2015
    Observe as figuras. Assinale os tipos de relações entre os seres vivos que são observados nas figuras anteriores, respectivamente.
  10. 10. PUC-RS 2014
    Responda à questão considerando o quadro que mostra os diferentes tipos de interação ecológica. Os tipos de interação ecológica que substituem os números 1,2, 3 e 4 da tabela são, respectivamente,
  11. 11. ENEM 2014
    Existem bactérias que inibem o crescimento de um fungo causador de doenças no tomateiro, por consumirem o ferro disponível no meio. As bactérias também fazem fixação de nitrogênio, disponibilizam cálcio e auxinas, substâncias que estimulam diretamente o crescimento do tomateiro. PELZER, G. Q. et al. Mecanismos de controle da murcha-de-esclerócio e promoção de crescimento em tomateiro mediados por rizobactérias. Tropical Plant Pathology, v. 36, n. 2, mar.-abr. 2011 (adaptado). Qual dos processos biológicos mencionados indica uma relação ecológica de competição?
  12. 12. PUC-RS 2014
    Certas borboletas inofensivas e palatáveis evoluíram morfologicamente para se tornarem semelhantes a outra espécie, perigosa e não palatável. A estratégia, que possibilita a essas borboletas ludibriarem seus predadores, é classificada como
  13. 13. UFSM 2006
    TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO: A história da maioria dos municípios gaúchos coincide com a chegada dos primeiros portugueses, alemães, italianos e de outros povos. No entanto, através dos vestígios materiais encontrados nas pesquisas arqueológicas, sabemos que outros povos, anteriores aos citados, protagonizaram a nossa história. Diante da relevância do contexto e da vontade de valorizar o nosso povo nativo, "o índio", foi selecionada a área temática CULTURA e as questões foram construídas com base na obra Os Primeiros Habitantes do Rio Grande do Sul (Custódio, L. A. B., organizador. Santa Cruz do Sul: EDUNISC; IPHAN, 2004).   "Há mais de 3 milhões de anos, apareciam os seres humanos na Terra, radicados na África." Os primeiros habitantes das Américas vieram da Ásia através do Estreito de Behring há poucos milhares de anos. Esse fenômeno chama-se "dispersão", que ecologicamente se diferencia de "migração". Sobre ecologia de populações, assinale a alternativa correta.  
  14. 14. PUCCAMP 1998
    Considere o texto a seguir. "Em experimentos com ratos verificou-se que, quando as gaiolas de criação se tornam superpovoadas, mesmo que haja alimento em abundância, a taxa de natalidade pode cair a zero: os filhotes morrem no interior do corpo da mãe." O fator que limita o crescimento das populações dos ratos em estudo é
  15. 15. FGV 2014
    Analise os gráflcos a seguir, os quais ilustram três interações ecológicas entre espécies diferentes. O estudo envolveu seis espécies (A e B; C e D; E e F) criadas em hábitats isolados, conforme ilustrado nos três gráficos à esquerda, e criadas unidas no mesmo habitat, conforme ilustrado nos gráficos à direita. As interações I, II e III, respectivamente, são classificadas como
  16. 16. IMED 2016
    Quanto às sucessões ecológicas e a sua relação com os diferentes ambientes, analise as assertivas abaixo: I. Em dunas, podemos observar a ocorrência de sucessão primária. II. Em lavas solidificadas de vulcões, podemos observar a ocorrência de sucessão secundária. III. Em campos de cultivo abandonados, podemos observar a ocorrência de sucessão secundária. IV. A sucessão em um campo de cultivo abandonado, onde anteriormente havia uma floresta, tenderá a atingir esse mesmo tipo de comunidade final. Quais estão corretas?
  17. 17. UNESP 2014
    Leia os três excertos que tratam de diferentes métodos para o controle da lagarta da espécie Helicoverpa armigera, praga das plantações de soja. Texto 1   Produtores de soja das regiões da BA e MT começam os trabalhos de combate à praga. Um dos instrumentos para isso é a captura das mariposas. O trabalho é feito com uma armadilha. As mariposas são atraídas pela luz, entram na armadilha e ficam presas em uma rede. (Lagarta helicoverpa atrapalha produção de soja no MT e na BA. http://g1.globo.com) Texto 2 A INTACTA RR2 PRO, nova soja patenteada pela multinacional Monsanto, passa a ser comercializada na safra 2013/2014 no país. A inovação da nova semente é a resistência às principais lagartas que atacam o cultivo. Um gene inserido faz a soja produzir uma proteína, que funciona como inseticida, matando a lagarta quando tenta se alimentar da folha. (www.abrasem.com.br. Adaptado.) Texto 3 A lagarta que está causando mais de um bilhão de prejuízo nas lavouras no país pode ser controlada por minúsculas vespas do gênero Trichogramma, segundo pesquisador da Embrapa. (Pesquisador da Embrapa aposta no controle biológico contra lagarta helicoverpa. www.epochtimes.com.br) Sobre os três métodos apresentados de controle da praga, é correto afirmar que o método referido pelo texto
  18. 18. UCS 2015
    Um cientista colocou em uma caixa uma certa quantidade de alimento, em outra caixa idêntica ele colocou quatro vezes mais alimentos do que na primeira. Adicionou às caixas o mesmo número de uma espécie de coleópteros. Após 150 dias, contando diariamente os insetos, observou que o tamanho das populações variou de acordo com o alimento. Pode-se concluir que
  19. 19. ENEM 2016
    Uma nova estratégia para o controle da dengue foi apresentada durante o Congresso Internacional de Medicina Tropical, no Rio de Janeiro, em 2012. O projeto traz uma abordagem nova e natural para o combate à doença e já está em fase de testes. O objetivo do programa é cessar a transmissão do vírus da dengue pelo Aedes aegypti, a partir da introdução da bactéria Wolbachia – que é naturalmente encontrada em insetos – nas populações locais de mosquitos. Quando essa bactéria é introduzida no A. aegypti, atua como uma “vacina”, estimulando o sistema imunológico e bloqueando a multiplicação do vírus dentro do inseto. Disponível em: http://portalsaude.saude.gov.br. Acesso em: 20 dez. 2012 (adaptado).   Qual o conceito fundamental relacionado a essa estratégia?
  20. 20. FUVEST 2014
    Considere as seguintes comparações entre uma comunidade pioneira e uma comunidade clímax, ambas sujeitas às mesmas condições ambientais, em um processo de sucessão ecológica primaria: I. A produtividade primaria bruta é maior numa comunidade clímax do que numa comunidade pioneira. II. A produtividade primaria líquida é maior numa comunidade pioneira do que numa comunidade clímax. III. A complexidade de nichos é maior numa comunidade pioneira do que numa comunidade clímax. Está correto apenas o que se afirma em
  21. 21. UEL 2017
    Mimetismo é um termo utilizado em biologia, a partir da metade do século XIX, para designar um tipo de adaptação em que uma espécie possui características que evoluíram para se assemelhar com as de outra espécie. As observações do naturalista Henry Walter Bates, estudando borboletas na Amazônia, levaram ao desenvolvimento do conceito de mimetismo batesiano.   É correto afirmar que o mimetismo batesiano é uma adaptação em que
  22. 22. FUVEST 2017
    A figura representa a estrutura de três populações de plantas arbóreas, A, B e C por meio de pirâmides etárias. O comprimento das barras horizontais corresponde ao número de indivíduos da população em cada estágio, desde planta recém-germinada (plântula) até planta senescente. A população que apresenta maior risco de extinção, a população que está em equilíbrio quanto à perda de indivíduos e a população que está começando a se expandir são, respectivamente,
  23. 23. UERJ 2012
    Em um ecossistema lacustre habitado por vários peixes de pequeno porte, foi introduzido um determinado peixe carnívoro. A presença desse predador provocou variação das populações de seres vivos ali existentes, conforme mostra o gráfico a seguir. A curva que indica a tendência da variação da população de fitoplâncton nesse lago, após a introdução do peixe carnívoro, é a identificada por:
  24. 24. UPE 2014
    Leia o texto a seguir Com base em análises estatísticas, genéticas e em modelos evolutivos, Mauro Galetti (UNESP) e sua equipe estudaram uma palmeira - palmito-juçara (Euterpe edulis) - importante fonte de alimento para mais de 50 espécies de aves da Mata Atlântica, como papagaios, sabias e tucanos, que se alimentam de seus frutos, além de ter importância económica. Para isso, coletaram nove mil sementes de 22 populações da palmeira espalhadas ao longo da costa sudeste do Brasil. Ao combinarem todos esses dados, os pesquisadores verificaram que, em locais onde as aves de maior porte haviam sido extintas há mais de 50 anos, tanto pela caça predatória quanto pelo desmatamento, as populações das palmeiras produziam apenas frutos pequenos, enquanto em áreas de floresta mais conservada e com quantidade de aves suficiente para desempenhar sua função ecológica de dispersão de sementes, as palmeiras produziam frutos de tamanhos mais variados, com sementes pequenas e grandes. Fonte: Adaptado de Andrade, R. O. Escassez de aves pode afetar evolução de plantas. Edição Online 16:47 30 de maio de 2013 disponível em: http://revistapesquisa.fapesp.br/201 3/05/30/escasse2-de-aves-pode-afetar- evolucao-de-plantas/ Sobre aspectos relacionados à coevolução da planta e do disseminador de sementes, assinale a alternativa CORRETA.
  25. 25. ENEM 2017
    A Mata Atlântica caracteriza-se por uma grande diversidade de epífitas, como as bromélias. Essas plantas estão adaptadas a esse ecossistema e conseguem captar luz, água e nutrientes mesmo vivendo sobre as árvores. Disponível em: www.ib.usp.br. Acesso em: 23 fev. 2013 (adaptado). Essas espécies captam água do(a)
  26. 26. PUC-RJ 2015
    "Krakatau, uma ilha do tamanho de Manhattan, localizada entre Java e Sumatra, foi destruída em 1883 após uma série de poderosas erupções vulcânicas. Apenas um pequeno pedaço da ilha original permaneceu acima do nível do mar. Essa pequena ilha, chamada de Rakata, não possuía qualquer vida, era uma ilha estéril. Mas a vida logo começou a surgir novamente..." WILSON, E. O. Diversidade da vida. Companhia das Letras, 1992. Adaptado. Quando o biólogo E. O. Wilson diz que "a vida logo começou a surgir novamente", ele estava se referindo a que fenômeno ecológico?
  27. 27. PUC-PR 2015
    Na planície africana, dois leões competem por uma zebra (I). O que ganha a disputa alimenta-se dela (II) e, uma vez que se satisfaz, um bando de hienas “limpa” os restos que ficaram (III). Considerando as relações ecológicas descritas, podemos afirmar que elas são:
  28. 28. FATEC 1998
    A seleção natural origina mecanismos que garantem a adaptação das espécies ao seu ambiente. Mimetismo, coloração de aviso e mimecria são exemplos desses mecanismos. I. Mimetismo II. Coloração de aviso III. Mimecria A - A espécie se adapta imitando o ambiente. B - A espécie possui sabor desagradável ou toxidade e atrai o predador com desenhos e cores marcantes. C - A espécie imita a coloração de aviso de outra espécie. Analise os termos e proposições. Assinale a alternativa que contém as associações corretas.
  29. 29. ENEM 2011
    Os vaga-lumes machos e fêmeas emitem sinais luminosos para se atraírem para o acasalamento. O macho reconhece a fêmea de sua espécie e, atraído por ela, vai ao seu encontro. Porém, existe um tipo de vaga-lume, o Photuris, cuja fêmea engana e atrai os machos de outro tipo, o Photinus fingindo ser desse gênero. Quando o macho Photinus se aproxima da fêmea Photuris, muito maior que ele, é atacado e devorado por ela. BERTOLDI, O. G.; VASCONCELLOS, J. R. Ciência & sociedade: a aventura da vida, a aventura da tecnologia. São Paulo: Scipione, 2000 (adaptado). A relação descrita no texto, entre a fêmea do gênero Photuris e o macho do gênero Photinus, é um exemplo de
  30. 30. UERJ 2018
    Por conta de um incêndio, uma floresta teve sua vegetação totalmente destruída. Ao longo do tempo, foram observadas alterações no número e na diversidade de espécies vegetais no local, conforme ilustra a imagem. Essas alterações caracterizam o fenômeno denominado:
Gerar PDF da Página
Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login