Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

Exercícios de Nematelmintos

Voltar para exercícios de Biologia

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de Nematelmintos dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude Biologia com esses e mais de 30000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página
  1. 61. FCMMG 2008
    Os Nematelmintos parasitas possuem uma “política” de “não matar quem nos dá casa e comida”, o que reflete sua grande adaptação à vida parasitária. No entanto, existem situações graves que às vezes comprometem a vida dos hospedeiros.   No caso específico de pacientes parasitados pelo Ascaris lumbricoides, também conhecido como lombriga, são situações de risco, EXCETO: 
  2. 62. UEG 2003
    As doenças parasitárias são um indicador das condições de vida das populações e representam um dos mais sérios problemas de saúde pública. Essas doenças afetam principalmente os países menos desenvolvidos, mantendo e agravando o ciclo pobreza–doença. Sobre as causas, características e profilaxia das principais parasitoses de ocorrência no Brasil, marque a alternativa INCORRETA:
  3. 63. UEL 2008
     Leia o texto a seguir: “Assim como diversos outros povos, os indígenas que viviam no vale de Lluta, no nordeste do Chile, foram conquistados pelos Incas,cujo império  seestendeu pela América do Sul entre os séculos XIII e XVI. As mudanças culturais impostas pelos Incas provocaram o aumento de infecções parasitárias na região. Segundo alguns pesquisadores, padrões de alimentação, saneamento, higiene e densidade populacional das cidades antigas podem ser descobertos por meio do exame dos parasitas identificados nas fezes fossilizadas, também chamados de coprólitos [...] Anterior à conquista dos Incas no vale de Lluta, foram encontradas amostras com ovos do verme Trichuris trichiura e do parasita Hymenolepis nana. Após a invasão dos Incas foram observados ovos de Diphyllobothrium pacificum, de Trichuris trichiura e de Enterobius vermicularis.” (Adaptado de: AGÊNCIA FIOCRUZ DE NOTÍCIAS - Saúde e ciências para todos. MARQUES, F. Incas tinham alta prevalência de doenças parasitárias. 2003. Disponível em: www.fiocruz.org.br. Acesso em: 18 jun. 2007.)  Com base no texto e nos conhecimentos sobre o tema, considere as afirmativas. I. Trichuris trichiura pode parasitar o intestino grosso em humanos, se reproduz sexuadamente e os ovos são eliminados para o meio externo com as fezes, podendo contaminar alimentos sólidos e líquidos. II. Enterobius vermicularis pertence à família Oxyuridae, tem alta prevalência nas crianças em idade escolar, é de transmissão eminentemente doméstica ou de ambientes coletivos fechados, cujo mecanismo de infecção ocorre com a ingestão de ovos. III. Hymenolepis nana é uma espécie cosmopolita, atingindo roedores, humanos e outros primatas cujo mecanismo mais frequente de transmissão é a ingestão de ovos presentes em alimentos contaminados e nas mãos, principalmente de pessoas que vivem em baixas condições sanitárias. IV. Enterobius vermicularis, é uma doença popularmente conhecida no Brasil como “xistose”, ou “mal do caramujo”, cuja transmissão se dá pelas cercárias que penetram mais frequentemente nos pés e nas pernas, áreas do corpo que mais ficam em contato com águas contaminadas. Assinale a alternativa que contém todas as afirmativas corretas. 
  4. 64. UNIFENAS 2017
    Analise as doenças abaixo: I- Febre maculosa brasileira é uma doença transmitida pelo carrapato-estrela da espécie Amblyomma cajennense infectado pelo patógeno. Esse carrapato hematófago pode ser encontrado em animais de grande porte (bois cavalos, etc.), cães, aves domésticas, roedores e, especialmente, na capivara, o maior de todos os reservatórios naturais. Para haver transmissão da doença, o carrapato infectado precisa ficar pelo menos quatro horas fixado na pele das pessoas. Os mais jovens e de menor tamanho são vetores mais perigosos, porque são mais difíceis de serem vistos. Não existe transmissão da doença de uma pessoa para outra. II- A transmissão do nematelminto monóxeno é variada. Pode ser de forma direta, onde a criança ao coçar a região anal, coloca a mão infectada pelo verme na boca. Também pode acontecer indiretamente pela contaminação da água ou alimento, ao se cumprimentar uma pessoa que esteja com a mão suja contendo ovos do verme. É muito comum, em ambientes que possuam pessoas que tenham a doença encontrar ovos do verme em roupas de cama, nas toalhas, no chão e nos objetos da casa, sendo frequentes as pequenas epidemias entre aqueles que habitam a mesma residência. A verminose pode causar diversos sintomas no indivíduo, tais como diarreias contendo muco, cólicas abdominais, náuseas, vômitos, prurido anal intenso (sintoma mais marcante), inflamação da região anal. III- No local da penetração das larvas filarioides, ocorre uma reação inflamatória (pruriginosa). No decurso, pode ser observada tosse ou até pneumonia (passagem das larvas pelos pulmões). Em seguida, surgem perturbações intestinais que se manifestam por cólicas, náuseas e hemorragias decorrentes da ação espoliadora dos dentes ou placas cortantes existentes na boca destes vermes. Estas hemorragias podem durar muito tempo, levando o indivíduo a uma anemia intensa, o que agrava mais o quadro. Os agentes etiológicos de I, II e III são, respectivamente:
  5. 65. UPE 2016
    Na porta de casa, Matheus Moraes... Descalço... aparentava menos de seis anos. As mãos sujas seguravam a irmã menor, de 2 anos, cujos pés também tocavam diretamente o chão. Com a chegada de Matuzalém de 8 anos, os três formavam um exemplo de família da periferia de Belém, cenário que expõe todos os dias milhares de crianças ao contágio de várias doenças, sendo mais comuns as parasitoses. A transmissão depende das condições sanitárias e de higiene das comunidades. Disponível em: http://diariodopara.diarioonline.com.br/N-155945.html Acesso em: julho 2015   Em relação às parasitoses causadas por vermes, assinale a alternativa na qual todas as doenças podem ser contraídas por contato com o solo contaminado.
  6. 66. ACAFE 2015
    O parasitismo é uma relação ecológica onde o parasita pode provocar uma série de danos ao hospedeiro, caso não haja tratamento adequado. Analise as afirmações a seguir e marque com V as verdadeiras e com F as falsas. ( ) O Plasmodium, protozoário causador da malária, vive na forma de esporozoítos na glândula salivar do mosquito Anopheles ( ) A diarreia é um dos sintomas da infestação da Entamoeba histolytica. Os cistos dessa bactéria chegam ao intestino pela ingestão de água ou alimento contaminados. ( ) A cisticercose é contraída pelo homem quando esse ingere carne de boi ou de porco mal cozida, contendo o cisticerco. ( ) O verme nematelminto Ancylostoma duodenale (ou Necator americanus) ataca o intestino delgado, provocando feridas que fazem com que o indivíduo parasitado perca sangue, o que pode causar anemia. ( ) A esquistossomose é uma doença parasitária causada pelo verme platelminto chamado Schistosoma mansoni, que se aloja nos vasos sanguíneos do fígado. A sequência correta, de cima para baixo, é:
  7. 67. UFF 2009
    Mais de 4 mil e 400 índios das etnias Yanomami e Ye’Kuana, que habitam o norte do Amazonas e leste de Roraima até a fronteira com a Venezuela, sofrem de oncocercose, uma doença parasitária conhecida como “cegueira dos rios”. O parasita pode invadir o globo ocular, causando reações que podem levar à cegueira (Adaptado: IBICT, Canal Ciência). Assinale a opção que apresenta, respectivamente, a família e o nome vulgar do inseto vetor desta filariose.
  8. 68. UFES 2009
    Texto XI   Ocorreram longas expedições escravistas no Novo Mundo. Dentre elas, destacam-se as seguintes: a expedição bugreira do autonomismo paulista, na qual duas colunas de duzentos bandeirantes e mais de mil guerreiros indígenas vaguearam durante três anos pelo Oeste e pelo Norte; a expedição negreira do expansionismo colonial fluminense, a qual visava reinserir a América portuguesa na zona sul-atlântica da economia-mundo. Essas duas expedições representaram dois roteiros geográficos distintos, duas políticas diferentes de exploração colonial que foram unificadas pelo mercado atlântico nas últimas décadas do século XVII, durante o período do tráfico negreiro.     (ALENCASTRO, Luiz Felipe de. O trato dos viventes : formação do Brasil no Atlântico Sul. São Paulo: Companhia das Letras, 2000. p. 256-266. Adaptado.)    Com o tráfico negreiro, muitas espécies exóticas de animais e plantas foram introduzidas, intencional ou acidentalmente, no continente americano, e, entre elas, alguns parasitas de humanos. A Wulchereria bancrofti , espécie causadora da elefantíase, foi um deles. Sobre esse parasita, é CORRETO afirmar:  
Gerar PDF da Página
Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login