Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

ENEM 2019

O cristianismo incorporou antigas práticas relativas
ao fogo para criar uma festa sincrética. A igreja retomou
a distância de seis meses entre os nascimentos de Jesus
Cristo e João Batista e instituiu a data de comemoração
a este último de tal maneira que as festas do solstício de
verão europeu com suas tradicionais fogueiras se tornaram
“fogueiras de São João”. A festa do fogo e da luz no entanto
não foi imediatamente associada a São João Batista.
Na Baixa Idade Média, algumas práticas tradicionais da
festa (como banhos, danças e cantos) foram perseguidas
por monges e bispos. A partir do Concílio de Trento
(1545-1563), a Igreja resolveu adotar celebrações em
torno do fogo e associá-las à doutrina cristã.
CHIANCA, L. Devoção e diversão: expressões contemporâneas de
festas e santos católicos. Revista Anthropológicas,
n. 18, 2007 (adaptado).


Com o objetivo de se fortalecer, a instituição mencionada no texto adotou as práticas descritas, que consistem em

Escolha uma das alternativas.