Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

G1 - CPS 2014

Na maior parte do Brasil, alguns tipos de peixes nadam rio acima, contra a correnteza, e este movimento migratório, no período de reprodução, é chamado piracema.
Nessa viagem, peixes como o curimbatá e o dourado viajam mais de 600 quilômetros até o local da reprodução.
O esforço contra a corrente é essencial para o processo, pois os peixes queimam gordura, o que estimula a produção de hormônios responsáveis pelo amadurecimento dos órgãos sexuais.
Os testículos dos machos aumentam de tamanho, ficam esbranquiçados e repletos de sêmen. Nas fêmeas, o aspecto amarelado das ovas indica a presença de vitelo, reserva de alimento nos óvulos, que sustentara os futuros peixinhos.
Na hora da fecundação, a fêmea lança seu conjunto de óvulos no rio. Em seguida, os machos lançam seus espermatozoides sobre os óvulos, dando origem a óvulos fecundados, que são levados pela correnteza e, depois disso, os peixes adultos iniciam o caminho de volta.
Cerca de 20 horas após a fecundação, os ovos eclodem em alevinos (larvas de peixes), que irão se transformar em peixinhos e crescerão em lagoas marginais até o outro período de cheia, quando irão para o leito do rio. Com o passar dos anos, e atingindo o grau de maturação para a reprodução, repetirão o mesmo ciclo de seus pais.

Baseando-se no texto, pode-se afirmar corretamente que:

Escolha uma das alternativas.