Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

Banco de Exercícios

Lista de exercícios

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de Migrações dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude Geografia com esses e mais de 30000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página

Conteúdo exclusivo para assinantes

Assine um de nossos planos para ter acessos exclusivos e continuar estudando em busca da sua aprovação.

Ver planos

  1. 31

    UFU 2015

    O intenso processo de imigração no Brasil, principalmente entre a segunda metade do século XIX e primeiras décadas do século XX, deixou fortes marcas de mestiçagem e hibridismo cultural, constituindo um importante fator na demografia, cultura, economia e educação deste país. Fonte: Acesso em: 25 de fev.2015. O processo de imigração retratado teve como principal atrativo a

  2. 32

    UEL 2013

    O surgimento da bioética coincidiu com o clamor generalizado levantado pelos horrores da Segunda Guerra Mundial, reação que culminou com a Declaração Universal dos Direitos Humanos. O objetivo primordial da bioética se baseia no princípio humanista de afirmar a primazia do ser humano e defender a dignidade e a liberdade inerentes ao mero fato de pertencer à espécie. (Adaptado de: BERGEL, S. Desafios da bioética. Planeta. ano 40, 472.ed., jan. 2012, p.70.) No Brasil, os fluxos migratórios no século XIX e início do século XX marcaram a política de construção de uma “identidade brasileira” que se assentava na ideia de “branqueamento da raça”. Com relação à influência dos processos migratórios desse período na formação populacional brasileira, atribua V (verdadeiro) ou F (falso) às afirmativas a seguir. (     ) As políticas migratórias oficiais, na segunda metade do século XIX, ressaltaram o interesse de preservar a ascendência europeia na composição étnica da população. (     ) As políticas migratórias pautavam-se por um “modelo ideal de trabalhador”, no qual predominava a forma capitalista de produção. (     ) As imigrações europeia e asiática tiveram como propósito a ocupação das vagas ociosas na indústria nascente, diante da ausência de qualificação dos ex-escravos. (     ) A imigração japonesa no Paraná foi favorecida pela fácil adaptação dos japoneses aos costumes ocidentais e por serem habituados ao trabalho com as monoculturas. (     ) O direcionamento dos fluxos migratórios fez com que existisse maior concentração de afrodescendentes nas regiões Sul e Centro-oeste. Assinale a alternativa que contém, de cima para baixo, a sequência correta.

  3. 33

    UERJ 2015

    Com base na análise dos mapas e dos dados, o fluxo de jogadores identifica-se com a ocorrência do seguinte tipo de deslocamento populacional:

  4. 34

    FGV 2015

    Dezenas de milhares de migrantes sul-americanos chegaram ao Brasil a partir dos anos 1990, de forma lenta e contínua. Ou talvez centenas, não se sabe bem. Deles ouvimos falar pouco e, em geral, pejorativamente [...]. Com a crise econômica no Velho Continente, nos últimos anos, cresceu igualmente a migração de europeus. Mas foi a recente chegada de alguns milhares de migrantes negros que levou a política migratória brasileira à pauta das grandes redações, quase sempre apresentando a migração como "problema" ou "crise" a solucionar. http://www.cartacapital.com.br/sociedade/divida-historica-uma-lei-de-migracoes-para-o-brasil-9419.html Sobre esse tema, é correto afirmar:

  5. 35

    UFSM 2015

    Observe o mapa: Os termos emigração, imigração e migração têm significados distintos. Emigração é o movimento de saída de população. Imigração é o movimento de chegada de população. Migração é o termo genérico para qualquer deslocamento populacional. Fonte: TAMDJIAN, J.O.; MENDES, I.L. Geografia Geral e do Brasil: estudos para a compreensão do espaço - ensino médio. São Paulo: FTD, 2005. p.96. Com base no mapa e em seus conhecimentos sobre migrações, assinale verdadeira (V) ou falsa (F) em cada afirmativa a seguir. (     ) O modelo econômico brasileiro praticado entre as décadas de 1970 — 1980 induziu a população a migrar para regiões cujo meio ambiente estava preservado, o qual agora sofre um grave processo de devastação. (     ) Os fluxos migratórios para o interior do território brasileiro são uma comprovação cada vez mais intensa da presença de atividades econômicas, como, por exemplo, a pecuária e a agricultura em regiões antes íntegras, como o domínio dos Cerrados e o da Amazônia. (     ) As migrações indicam a inserção de diversas regiões na lógica econômica brasileira como um sintoma de amadurecimento político e econômico do país. (     ) A ocupação do território brasileiro é muito irregular, e essa distribuição mantém uma relação direta com a dispersão das atividades econômicas pelo território. A sequência correta é

  6. 36

    FGV-RJ 2015

    Mais de três quartos dos migrantes internacionais vão para um país com um nível mais elevado de desenvolvimento humano do que o do seu país de origem. Porém, são significativamente restringidos por políticas que impõem obstáculos à sua entrada e pela escassez de recursos disponíveis que lhes permitam a deslocação. As pessoas de países pobres são as que menos se mudam: por exemplo, o número de africanos que se mudou para a Europa é inferior a 1%. ONU/PNUD. Relatório de Desenvolvimento Humano 2009. Ultrapassar barreiras: mobilidade e desenvolvimento humano. Coimbra: Almedina, 2009. p. 2 Considerando o texto e os seus conhecimentos sobre os deslocamentos populacionais, assinale a alternativa correta:

  7. 37

    UFPEL 2006

    Diariamente, milhares de alunos se deslocam dos municípios próximos a Pelotas para frequentar diversos cursos da rede educacional pelotense. No mapa a seguir, está traçada uma linha reta ligando Pelotas a uma das cidades da região com intensos deslocamentos estudantis. Considere a distância gráfica entre Pelotas e Canguçu, marcada no mapa, e a escala desse mapa. Com base nos textos e em seus conhecimentos, é correto afirmar que o movimento migratório referido e a distância real entre as duas cidades, na linha reta, são, respectivamente,

  8. 38

    UEMG 2015

    A partir da leitura do texto a seguir, analise o crescimento significativo das migrações internacionais e os desafios para o século XXI. Nos últimos anos, o tema das migrações e da mobilidade humana se tornou mais complexo e desafiador. Assim, olhar para o fenômeno migratório não significa tirar uma fotografia de algo que pode ser visto da mesma maneira, por qualquer pessoa. Nesse processo entram em jogo não apenas fatores racionais, mas também afetivos, emocionais, comportamentais e culturais. O relatório Ultrapassar Barreiras: Mobilidade Humana e Desenvolvimento Humano (ONU, 2009) estimava em 200 milhões o número de pessoas migrantes internacionais. Atualmente a estimativa já subiu para mais de 214 milhões de pessoas. Este número indica continuidade na mobilidade e, nesta perspectiva, identifica-se também novos caminhos para direções diversas. O Brasil está sendo um destes novos destinos. Nos últimos anos, a chegada de haitianos, senegaleses e ganeses é um indicativo. Migrantes legais e refugiados embarcam da mesma forma em uma travessia, em busca da garantia mínima da própria dignidade. As migrações internacionais, atualmente, mais que um fluxo natural de mobilidade humana, constituem um espelho das assimetrias das relações socioeconômicas vigentes em nível planetário. São termômetros que apontam as contradições das relações internacionais e da globalização neoliberal (...) http://www.mundojovem.com.br/artigos/entendendo-a-mobilidade-humana-e-as-migracoes. Acesso em 21/8/2014. (Texto adaptado) Sobre o processo das migrações internacionais no contexto atual, a que se refere o texto, é CORRETO afirmar que

  9. 39

    FUVEST 2015

    Um tema recorrente no debate contemporâneo é a migração global. A Organização das Nações Unidas estima que existam 232 milhões de migrantes em todo o mundo (ONU, 2013). Há, atualmente, mais mobilidade que em qualquer outra época da história mundial.   Comparando a migração atual com a do século XIX, pode-se inferir que:

  10. 40

    UNICAMP 2016

    Imigrantes cruzam a Macedônia para chegar ao Norte da Europa. Indique a afirmação correta a respeito dos grandes fluxos migratórios atuais no contexto da globalização.

  11. 41

    UNICENTRO 2012

    Um trabalhador mora em Campo Magro e trabalha em Curitiba. Diariamente, ele se desloca para a capital, retornando à noite, após sua jornada de trabalho. O movimento por ele realizado é o de

  12. 42

    UNICENTRO 2012

    O êxodo rural em um sistema capitalista periférico está, principalmente, relacionado

  13. 43

    UFRR 2016

    Paratodos, Chico Buarque    “ O meu pai era paulista Meu avô, pernambucano O meu bisavô, mineiro Meu tataravô, baiano Meu maestro soberano Foi Antônio Brasileiro...”  Disponível em: http://www.chicobuarque.com.br. Acesso em: 15 out. 2015.     Essa estrofe da letra da música Paratodos, de Chico Buarque, sugere o contexto: 

  14. 44

    UFV 2012

    O crescimento das cidades de médio porte tem viabilizado uma dinâmica social e econômica sobre o espaço. O município de Viçosa, com a expansão da Universidade Federal de Viçosa, apresenta um processo de valorização do preço da terra, bem como dos imóveis. Além disso, o setor de serviços cresceu muito, atraindo trabalhadores de outros municípios. A consequência disso foi a ampliação da frota de veículos no período da manhã (sentido Viçosa) e no horário de saída do trabalho.   Sobre o deslocamento da população, é CORRETO afirmar que o movimento migratório que explica a ligação entre Teixeiras e Viçosa é:

  15. 45

    FCMS-JF 2017

    Música: Fotografi a 3x4 (Belchior) Eu me lembro muito bem do dia em que eu cheguei  Jovem que desce do norte pra cidade grande. Os pés cansados e feridos de andar légua tirana.  E lágrima nos olhos de ler o Pessoa  e de ver o verde da cana.  Em cada esquina que eu passava  um guarda me parava, pedia os meus documentos e depois  sorria, examinando o três por quatro da fotografia  e estranhando o nome do lugar de onde eu vinha.  Pois o que pesa no norte, pela lei da gravidade,  disso Newton já sabia! Cai no sul grande cidade  São Paulo violento, Corre o rio que me engana.  Copacabana, zona norte  e os cabarés da Lapa onde eu morei (...) Disponível em: http://educador.brasilescola.uol.com.br. Acesso em: 30 abr. 2017 Nessa música, o autor demonstra como são as 

  16. 46

    UNEMAT 2007

    Das proposições abaixo, a única que apresenta a CORRETA associação entre teoria e/ou evento geográfico e seu respectivo conceito é:

  17. 47

    UFMS 2009

    O Brasil não é mais campeão mundial [...], mas é o recordista em atletas na Copa dos Campeões, o mais nobre dos interclubes. [...] Nos elencos apresentados no site da Uefa, constam mais de cem jogadores nascidos no Brasil aptos a jogar a competição. Nenhum outro país forneceu tantos atletas para a disputa. [...] O cenário atual mostra bem como o futebol brasileiro vive seu auge em termos de exportação de "pé-de-obra", com os clubes brasileiros perdendo craques, bons jogadores, atletas medianos e até mesmo garotos que mal jogaram no país. Objetivo maior de praticamente todos os jogadores profissionais da atualidade, a Copa dos Campeões atrai pelo dinheiro [...] e pela visibilidade [...]. "São 32 times na disputa e só cinco não têm brasileiros inscritos ― cerca de 13% dos atletas, todos no torneio, nasceram no Brasil. Até técnico agora o país tem na competição: Zico, do Fenerbahçe. Nunca a Europa esteve tão perto no esporte. BUENO, Rodrigo. Brasil põe mais de 100 atletas na elite da bola. In.: Folha de S. Paulo, 18 set. 2007.     Com base no texto e nos seus conhecimentos, pode-se inferir que,

  18. 48

    FCMS-JF 2016

    Certa história começou em 1985, quando cinco Estados Membros da União Europeia decidiram suprimir os controles nas suas fronteiras internas – assim nasceu o Espaço Schengen. Atualmente, o Espaço Schengen abrange 26 países europeus (22 dos quais são Estados Membros da União Europeia). Num continente onde anteriormente as nações derramavam sangue para defender os seus territórios, hoje as fronteiras só existem nos mapas. Todos os anos, os europeus fazem mais de milhões de viagens dentro do Espaço Schengen. Uma Europa sem fronteiras internas representa igualmente enormes benefícios para a economia, o que demonstra o quanto a concretização de Schengen é tangível, popular e bem sucedida, assim como a sua importância para a vida quotidiana e para as sociedades. Disponível em: . Acesso em: 11 abr. 2016. No texto, são descritas características do Espaço Schengen. Atualmente, esse espaço está em risco devido à:

  19. 49

    UNAMA 2006

    “Nas últimas décadas, o espaço geográfico mundial passou por transformações das mais diversas origens:ambientais, geopolíticas e econômicas, dentre outras.(...) O mundo é outro. (...) E o homem, principal ator deste teatro chamado Terra, é o grande agente modificador.(...) São guerras, catástrofes diversas (secas, enchentes, furacões, tornados e outros). Novos mapas surgiram. (...) A globalização avançou, modificando hábitos e costumes dos mais longínquos povos. (..) A China cresce cada vez mais. (...) Mas as guerras e os conflitos continuam, a fome de muitas populações africanas persiste. (...) E o Brasil ? Onde mora sua força ? (...) Na indústria ? Na agricultura ? Ou na biodiversidade amazônica (...) Ou no próprio povo ? (...) Que chora ! Que sofre ! Que ri e se diverte com o carnaval e o futebol (...) Brasil ! Hexa campeão. Será?”. Disponível em: www.revistaterra.com.br (adaptado).   De fato, o povo brasileiro se constitui uma de nossas forças de coragem e de busca constante de novas oportunidades e melhores condições de vida. Deste modo, há uma grande mobilidade populacional no território brasileiro.   Do assunto, é verdadeiro afirmar que

  20. 50

    UFV 2011

    São vários os motivos que levam os diversos grupos populacionais a migrarem. Conflitos armados, eventos climáticos, questões econômicas, dentre outros, estão entre os motivos desta movimentação. Sobre as consequências dos processos de migração, assinale a afirmativa INCORRETA:

  21. 51

    UNIMONTES 2015

      [...] Países que recebem refugiados, como Líbano, Jordânia, Quênia e Tailândia estão lotados e, cada vez mais, fecham suas fronteiras. Refugiados, várias vezes, tornam-se dependentes, “estocados” em campos e sem o direito a trabalhar por muitos anos. Diante disso, muitos optam por seguir adiante. O desafio real não é como impedir as pessoas de vir à Europa; é como criar modelos globais inovadores e sustentáveis de assistência a refugiados. Uma opção seria olhar para os refugiados como uma questão de desenvolvimento e não apenas um problema humanitário. Refugiados têm habilidades, talentos e aspirações. Uma abordagem voltada para o desenvolvimento na questão dos refugiados tem o potencial para fornecer oportunidades de ganhos a todos: refugiados, países anfitriões e doadores - até que refugiados possam voltar a seus países. BETTS, Alexander. Centro de Estudos de Refugiados da Universidade de Oxford. Disponível em: . Acesso em: 10 out. 2015.   Com base nos textos e em seus conhecimentos, assinale a alternativa CORRETA.

  22. 52

    UEMG 2005

    O espaço geográfico é a expressão visível de como a sociedade está organizada. No Brasil, o café foi o principal fator responsável pelo impulso do desenvolvimento capitalista do país e da produção do espaço geográfico no Sudeste.   Em relação à expansão cafeeira no Brasil, é INCORRETO afirmar que

  23. 53

    UFMS 2009

    Nos elencos apresentados no site da Uefa, constam mais de cem jogadores nascidos no Brasil aptos a jogar a competição. Nenhum outro país forneceu tantos atletas para a disputa. Essa invasão nacional na elite da bola não tem precedentes. Na temporada 2004/2005, o Brasil festejava 65 jogadores na fase de grupos. No ano seguinte, esse número deu salto curto para 70. Porém, havia mais jogadores nascidos na Espanha na ocasião do que no Brasil. Agora, mesmo com quatro times espanhóis, mesmo número de ingleses e italianos, os brasileiros reinam absolutos. A Folha contou 102, incluindo os que defendem outras seleções, como o luso Deco, o alemão Kuranyi, o croata Eduardo da Silva e o turco Marco Aurélio. [...] O cenário atual mostra bem como o futebol brasileiro vive seu auge em termos de exportação de "pé-de-obra", com os clubes brasileiros perdendo craques, bons jogadores, atletas medianos e até mesmo garotos que mal jogaram no país. Objetivo maior de praticamente todos os jogadores profissionais da atualidade, a Copa dos Campeões atrai pelo dinheiro — o Real Madrid espera ganhar seu décimo título para faturar mais de 40 milhões em prêmio — e pela visibilidade — quase 200 países acompanham pela TV a disputa, que concorre cada vez mais com a Copa do Mundo de seleções. [...] São 32 times na disputa e só cinco não têm brasileiros inscritos — cerca de 13% dos atletas, todos no torneio, nasceram no Brasil. Até técnico agora o país tem na competição: Zico, do Fenerbahce. Nunca a Europa esteve tão perto no esporte. BUENO, Rodrigo. Brasil põe mais de 100 atletas na elite da bola. Folha de São Paulo, 18 set. 2007.   Com base no texto, pode-se inferir que:

  24. 54

    UPE 2011

    A migração nasce nos primeiros estágios da cultura humana, mas, de fato, foi controlada pela configuração física da Terra, que, por sua vez, oferecia rotas por terra e mar, exercendo influência decisiva sobre os caminhos do ser humano, a diversidade e a distribuição da população no mundo. A humanidade cresceu e tornou-se mais sedentária, iniciando sua fixação no solo. Laços profundos são criados entre o povo e sua terra: indivisíveis, um não pode viver e ser entendido sem o outro. BRIGAGÃO, C. e RODRIGUES, G. Globalização a olho nu: o mundo conectado. São Paulo: Moderna, 1998 (adaptado).   No que se refere às práticas de migrações, analise as afirmativas a seguir:   I. Pressões demográficas, aumento da pobreza, desenvolvimento e escassez de recursos naturais refletem nova onda de migração. II. As crises periódicas que o capitalismo conheceu, desde a segunda metade do século XIX, inibiram o processo migratório. III. No Brasil, o fenômeno migratório redimensionou o espaço físico das grandes cidades; IV. À medida que a inovação tecnológica reestrutura a força de trabalho, aumentam-se as possibilidades de emprego e se reduz o estímulo à migração. V. A constituição de áreas capitalistas, altamente desenvolvidas, localizadas, em especial, na Europa Ocidental, Estados Unidos e Japão, significou polos de atração migratória.   Estão CORRETAS

  25. 55

    UERJ 2009

    Ildenice Rita da Silva, de 33 anos, chegou a Brasília há 15 anos. Foi atrás da irmã, Denizelda de Carvalho, de 41, que morava na cidade desde a década de 70. Ildenice sonhava com um emprego melhor do que em Riachão das Neves, na Bahia, onde trabalhava na roça com a família. (...) De acordo com o Censo 2000, de 1995 a 2000, 15,6% das saídas do Nordeste tiveram como destino as cidades-satélites do Distrito Federal e os municípios goianos ao redor de Brasília. Além das promessas de emprego, uma política de distribuição de lotes, anteriormente iniciada, fez inchar o entorno de Brasília. LISANDRA PARAGUASSÚ O Globo, 12 maio 2002 (adaptado).   A situação relatada na reportagem possibilita estabelecer uma correlação entre dois processos de grande importância para a área das ciências humanas.   Esses processos estão indicados em:

  26. 56

    UFJF 2016

    O ano de 2014 testemunhou o dramático aumento do deslocamento forçado em todo o mundo causado por guerras e conflitos, registrando níveis sem precedentes na história recente. (...) em 2013, o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) anunciou que os deslocamentos forçados afetavam 51,2 milhões de pessoas, o número mais alto desde a Segunda Guerra Mundial. Doze meses depois, a cifra chegou a impressionantes 59,5 milhões de pessoas, um aumento de 8,3 milhões de pessoas forçadas a fugir. (...) A Síria é o país que gerou o maior número tanto de deslocados internos (7,6 milhões de pessoas) quanto de refugiados (3,88 milhões). Em seguida estão Afeganistão (2,59 milhões de refugiados) e Somália (1,1 milhão de refugiados). Disponível em: http://www.acnur.org. Acesso em: 22 out. 2015.   Qual a causa dos deslocamentos internos e forçados nos países em destaque?

  27. 57

    ENEM PPL 2015

    Os nossos ancestrais dedicavam-se à caça, à pesca e à coleta de frutas e vegetais, garantindo sua subsistência, porque ainda não conheciam as práticas de agricultura e pecuária. Uma vez esgotados os alimentos, viam-se obrigados a transferir o acampamento para outro lugar. HALL, P. P. Gestão ambiental. São Paulo: Pearson, 2011 (adaptado). O texto refere-se ao movimento migratório denominado

  28. 58

    PUC-MG 2009

    As migrações são deslocamentos da população no espaço. Apesar de terem motivações diversas, pode-se afirmar que as migrações atuais são influenciadas principalmente por fatores de ordem econômica. Numere de acordo os tipos de migração abaixo especificados com a sua explicação. Em seguida, marque a alternativa que apresenta a sequência CORRETA encontrada.   1 .   Migração Pendular 2 .   Êxodo Rural 3 .   Migração interregional 4 .   Nomadismo 5 .   Transumância   (    )  é próprio dos povos que se deslocam continuamente pelo espaço. (    ) caracteriza as pessoas que passam parte do ano em uma área e parte em outra. (    ) movimento diário, formado por fluxos decorrentes do crescimento urbano. (    ) movimentação interna aos territórios, favorecida pela maior integração espacial. (    ) sofre efeitos de processos de modernização tecnológica e de estagnação econômica.  

  29. 59

    ENEM 2009

    O movimento migratório no Brasil é significativo, principalmente em função do volume de pessoas que saem de uma região com destino a outras regiões. Um desses movimentos ficou famoso nos anos 80, quando muitos nordestinos deixaram a região Nordeste em direção ao Sudeste do Brasil. Segundo os dados do IBGE de 2000, este processo continuou crescente no período seguinte, os anos 90, com um acréscimo de 7,6% nas migrações deste mesmo fluxo. A Pesquisa de Padrão de Vida, feita pelo IBGE, em 1996, aponta que, entre os nordestinos que chegam ao Sudeste, 48,6% exercem trabalhos manuais não qualificados, 18,5% são trabalhadores manuais qualificados, enquanto 13,5%, embora não sejam trabalhadores manuais, se encontram em áreas que não exigem formação profissional. O mesmo estudo indica também que esses migrantes possuem, em média, condição de vida e nível educacional acima dos de seus conterrâneos e abaixo dos de cidadãos estáveis do Sudeste. Disponível em: http://www.ibge.gov.br. Acesso em: 30 jul. 2009 (adaptado). Com base nas informações contidas no texto, depreende-se que:

  30. 60

    UNICENTRO 2008

    A transumância é o movimento da população brasileira que ocorre, principalmente, no

Gerar PDF da Página

Conteúdo exclusivo para assinantes

Assine um de nossos planos para ter acessos exclusivos e continuar estudando em busca da sua aprovação.

Ver planos