Exercícios de Ditadura Militar

Voltar para exercícios de História

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de Ditadura Militar dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude História com esses e mais de 30000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página
  1. 1. UNESP 2014
    A charge caracteriza o Ato Institucional n.° 5, de dezembro de 1968, como
  2. 2. ENEM 2012
    Diante dessas inconsistências e de outras que ainda preocupam a opinião pública, nós, jornalistas, estamos encaminhando este documento ao Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, para que o entregue à Justiça; e da Justiça esperamos a realização de novas diligências capazes de levar à completa elucidação desses fatos e de outros que porventura vierem a ser levantados. Em nome da verdade. In: O Estado de São Paulo, 3 fev. 1976. Apud. FILHO, I. A. Brasil, 500 anos em documentos. Rio de Janeiro: Mauad, 1999. A morte do jornalista Vladimir Herzog, ocorrida durante o regime militar, em 1975, levou a medidas como o abaixo-assinado feito por profissionais da imprensa de São Paulo. A análise dessa medida tomada indica a
  3. 3. UEMA 2015
    O Governo de Emílio Garrastazu Médici (1969-1974), o terceiro General-Presidente do regime que chegou ao poder por meio do Golpe Militar de 31/3/ 1 964, foi profundamente marcado tanto pelo auge da repressão politica quanto pelos elevados níveis de crescimento que ficaram conhecidos como "Milagre Econômico". Tomando como referência essa informação, analise a charge abaixo. A crítica a um dos desdobramentos do chamado "Milagre Econômico" refere-se à (ao)
  4. 4. ENEM 2015
    No período de 1964 a 1985, a estratégia do Regime Militar abordada na charge foi caracterizada pela
  5. 5. ENEM 2013
    PSD - PTB - UDN PSP - PDC - MTR PTN - PST - PSB PRP - PR - PL - PRT Finados FORTUNA. Correio da Manhã, ano 65, n. 22 264, 2 nov. 1965. A imagem foi publicada no jornal Correio da Manhã, no dia de Finados de 1965. Sua relação com os direitos políticos existentes no período revela a
  6. 6. UERN 2015
    Observe as imagens a seguir. Sobre as imagens apresentadas e o contexto da história do Brasil a que se referem, assinale a alternativa correta.
  7. 7. ESPM 2014
    No Brasil, autoritário, sinais evidentes de crise. O mandato presidencial do general Figueiredo caminhava para o final e se temia que mais uma vez o presidente fosse escolhido por um colégio eleitoral, que deveria, como sempre, referendar o nome indicado pelos detentores do poder. Para alterar tal perspectiva a oposição apresentou uma emenda constitucional que pretendia introduzir as eleições diretas. A emenda Dante de Oliveira, nome do deputado do PMDB, por Mato Grosso, que a apresentou foi votada sob grande expectativa popular, depois de ampla mobilização popular na campanha DIRETAS - JÁ. A decisão do Congresso Nacional, quando da votação (25/04/1984) na Câmara dos Deputados foi de:
  8. 8. UFG 2014
    Leia a letra da música a seguir. Noventa milhões em ação/ Pra frente Brasil/ Do meu coração/ Todos juntos vamos/ Pra frente Brasil/ Salve a seleção/ De repente é aquela corrente pra frente/ Parece que todo o Brasil deu a mão/ Todos ligados na mesma emoção/ Tudo é um só coração... PRA FRENTE, BRASIL. Música de Miguel Gustavo, 1970. Essa música se converteu em um hino comemorativo da conquista pelo Brasil da Copa do Mundo de Futebol de 1970, no México. Considerando a conjuntura histórica de produção e de uso dessa canção pelas campanhas publicitárias institucionais do então Regime Militar brasileiro, percebe-se que seu propósito era
  9. 9. UNESP 2009
    Embora a crise já estivesse se manifestando quando o general Geisel tomou posse, o seu plano econômico [II Plano Nacional de Desenvolvimento] continuava mantendo as mesmas expectativas dos anos anteriores: altas taxas de crescimento econômico e controle da inflação. (Nadine Habert, A década de 70 - Apogeu e crise da ditadura militar brasileira) A adoção do II Plano Nacional de Desenvolvimento gerou, ao final do governo Geisel,
  10. 10. UNICAMP 2015
    O historiador Daniel Aarão Reis tem defendido que o regime instaurado em 1964 não seja conhecido apenas como "ditadura militar", mas como "ditadura civil-militar", pois contou com a participação civil. Para exemplificar o envolvimento civil, é possível citar
  11. 11. ENEM 2014
    A Comissão Nacional da Verdade (CNV) reuniu representantes de comissões estaduais e de várias instituições para apresentar um balanço dos trabalhos feitos e assinar termos de cooperação com quatro organizações. O coordenador da CNV estima que, até o momento, a comissão examinou, "por baixo", cerca de 30 milhões de páginas de documentos e fez centenas de entrevistas. Disponível em: www.jb.com.br. Acesso em: 2 mar. 2013 (adaptado). A notícia descreve uma iniciativa do Estado que resultou da ação de diversos movimentos sociais no Brasil diante de eventos ocorridos entre 1964 e 1988. O objetivo dessa iniciativa é
  12. 12. UNESP 2013
    Em 1977, o Regime Militar, por meio da Agência Nacional de Comunicação, lançou uma propaganda que ensinava a população a fazer um cata-vento verde-amarelo e convocava-a a sair às ruas com esses brinquedos para comemorar a Semana da Pátria. Por meio de uma charge, o cartunista HenfiI ironizou essa iniciativa do governo, sublinhando um outro problema enfrentado pelo país nessa época. Considerando o contexto histórico no qual a charge se insere, é correto afirmar que o cartunista chamava a atenção para
  13. 13. ENEM 2018
    São Paulo, 10 de janeiro de 1979. Exmo. Sr. Presidente Ernesto Geisel. Considerando as instruções dadas por V. S. de que sejam negados os passaportes aos senhores Francisco Julião, Miguel Arraes, Leonel Brizola, Luis Prestes, Paulo Schilling, Gregório Bezerra, Márcio Moreira Alves e Paulo Freire. Considerando que, desde que nasci, me identifico plenamente com a pele, a cor dos cabelos, a cultura, o sorriso, as aspirações, a história e o sangue destes oito senhores. Considerando tudo isto, por imperativo de minha consciência, venho por meio desta devolver o passaporte que, negado a eles, me foi concedido pelos órgãos competentes de seu governo. Carta do cartunista Henrique de Souza Fiiho, conhecido como Henfíi. In: HENFIL. Cartas da mãe. Rio de Janeiro: Codecri, 1981 (adaptado).   No referido contexto histórico, a manifestação do cartunista Henfil expressava uma crítica ao(à)
  14. 14. UTFPR 2009
    Em meados da década de oitenta do século XX, no Brasil, políticos de oposição, artistas, jogadores de futebol e milhões de brasileiros participaram do movimento das “Diretas Já”, por causa de uma emenda constitucional que tinha o objetivo de instaurar eleições diretas para Presidente da República. Apesar de todo alarido popular, a emenda constitucional foi a plenário no dia 25 de abril de 1984, obtendo o seguinte resultado: 298 deputados votam a favor, 65 contra, três abstêm-se e 113 parlamentares simplesmente não comparecem ao plenário. Seriam necessários mais 22 votos, que somariam dois terços do total. Resultado: emenda rejeitada. Este fato ficou conhecido como:
  15. 15. UNISC 2008
    Neste ano de 2008, completam-se 40 anos do famigerado Ato Institucional nº 5, que começou a vigorar em 13 de dezembro de 1968, como o mais abrangente e autoritário de todos os atos institucio-nais, e, de fato, revogou os dispositivos constitucio-nais, reforçou os poderes discricionários do regime militar. A respeito do Regime Militar de 1964, é pertinente dizer que I - foi um período de grande participação política da sociedade, com ampliação do sistema partidário em sucessivos processos eleitorais. II - instituiu a censura prévia a todas as manifestações artístico-culturais e à imprensa. III - reprimiu, violentamente, as manifestações de políticos, sindicalistas e estudantes que criticavam os desmandos do regime. IV - implementou um sistema de ensino universitário baseado no acesso universal, liberdade de expressão, qualidade de pesquisa e diversidade social. Assinale a alternativa correta.
  16. 16. CEFET-MG 2005
    O modelo econômico implantado no Brasil durante o regime militar (1964-1985) alicerçava-se na (o):
  17. 17. CEFET-MG 2005
    NÃO caracteriza o contexto político denominado “anos de chumbo” (1968-1973), no Brasil, o(a)
  18. 18. UNIMONTES 2015
    O motivo que levou milhares de pessoas às ruas em todas as cidades brasileiras, no movimento chamado Diretas Já, foi:
  19. 19. UNIMONTES 2015
    “Durante o governo Médici, a luta armada foi esmagada.” Entre os exemplos que comprovam essa afirmativa, é INCORRETO elencar:
  20. 20. FAMERP 2017
    O chamado “milagre brasileiro”, ocorrido durante o regime militar (1964-1985), foi marcado
  21. 21. UNIR 2011
    O ano de 1968 foi marcado por uma série de ocorrências que levaram ao que se convencionou chamar golpe dentro do golpe, uma menção ao aprofundamento da ditadura militar no Brasil. Sobre acontecimentos que marcaram o ano de 1968, considere: I - Passeata dos Cem Mil e aprovação do Ato Institucional n.º 5. II - Aprovação dos Atos Institucionais n.º 1 e n.º 2 e formação da Aliança Democrática. III - Sequestro do embaixador norte-americano e morte de Carlos Mariguela. IV - Morte do estudante secundarista Edson Luís e discurso do deputado federal Márcio Moreira Alves contra as Forças Armadas na Câmara dos Deputados, em Brasília. São acontecimentos que marcaram o ano de 1968:
  22. 22. UNIR 2011
    Leia com atenção o texto abaixo.   Cálice Pai, afasta de mim este cálice Pai, afasta de mim este cálice Pai, afasta de mim este cálice De vinho tinto de sangue Como beber dessa bebida amarga? Tragar a dor engolir a labuta? Mesmo calada a boca resta o peito Silêncio na cidade não se escuta De que me vale ser filho da santa? Melhor seria ser filho da outra Outra realidade menos morta Tanta mentira tanta força bruta Como é difícil acordar calado Se na calada da noite eu me dano Quero lançar um grito desumano Que é uma maneira de ser escutado Esse silêncio todo me atordoa Atordoado eu permaneço atento Na arquibancada pra qualquer momento Ver emergir o monstro da lagoa (Chico Buarque e Gilberto Gil. 1978.) O texto faz menção a um fenômeno importante na história do Brasil que marcou toda uma geração de artistas e intelectuais dos mais diversos segmentos (teatro, música, poesia, dança). Sobre o texto, assinale V para as afirmativas verdadeiras e F para as falsas. ( ) Refere-se à censura que cerceava a manifestação de artistas e intelectuais contra a ditadura no Brasil. ( ) Refere-se ao forte viés devocional cristão que marcou a cultura brasileira nos anos 60 e 70 do século XX. ( ) É uma crítica à proximidade entre arte e política que se verificou nos anos 70 do século XX. ( ) Mostra o envolvimento e a politização de artistas nos anos 70 do século XX. Marque a sequência correta.
  23. 23. UNIR 2011
    Durante a década de 70 do século XX, o Governo Federal desenvolveu forte política de integração econômica da Amazônia Legal ao restante do país. Vários programas federais, incentivos fiscais e planos de ação foram implantados visando estimular a migração, atrair investimentos e fixar a população em áreas de baixa densidade demográfica. O Território Federal de Rondônia foi alvo dessas políticas. Sobre o assunto, assinale a afirmativa correta.  
  24. 24. UFRR 2016
    Sobre a ditadura civil/militar brasileira instituída em 1964, pode-se afirmar que: 
  25. 25. UNAMA 2015
    “Horas mais tarde, Gama e Silva anunciou diante das câmeras de TV o texto do Ato Institucional nº 5, pela primeira vez desde 1937, e pela quinta vez na história do Brasil, o Congresso era fechado por tempo indeterminado. [...] Restabeleciam-se as demissões sumárias, cassações de mandatos, suspensões de direitos políticos. No entanto, a pior das marcas ditatoriais do Ato foi o artigo que ia ferir uma geração de brasileiros ao atender a reivindicação da ala mais radical do Golpe de 1964.” (GASPARI, Elio. Ditadura Envergonhada. São Paulo. Companhia das Letras, 2002, p.340)   O artigo a que o texto se refere é o nº 10 que estabelecia a suspensão  
  26. 26. UNAMA 2014
    “Em 14 de dezembro de 1968, dia seguinte à publicação do AI-5, Carlos Lacerda era preso e iniciava uma greve de fome que duraria até sete dias, até ser libertado”. De sua cela, escreveria carta para a mulher e seus filhos em que amaldiçoou “os ladrões do voto do povo, os inimigos da liberdade”. (Carlos Lacerda/Cartas- 1933-1976, IN O Liberal, coluna ancelmogois, Caderno Atualidades, 18/04/2014, p 04)   No texto acima Carlos Lacerda faz referência ao (s)
  27. 27. UNAMA 2006
    O governo militar, implantado no Brasil em 1964, tinha, entre suas metas, planos de desenvolvimento para a Amazônia, utilizando uma estratégia de ocupação dos espaços vazios da referida região. Sobre essa ação é correto dizer que:
  28. 28. UNAMA 2007
    Desde os finais do século XIX que temos a participação de estudantes em diferentes momentos da nossa história, no entanto, é a partir do século XX que esta participação se afirma. Dentre esses momentos de participação mais intensa do movimento estudantil na vida política do país temos:
  29. 29. UNAMA 2010
    “Com o fim do regime ditatorial e a instituição da anistia, em 1979, milhares de brasileiros que tiveram seus direitos civis cassados, puderam começar a voltar a viver novamente e, com a formação da Comissão de Anistia, desde 2002, em todo o país, muitas famílias destes perseguidos políticos vislumbraram a possibilidade de receber indenização pelos danos físicos, financeiros e até psicológicos impostos pelo período da ditadura militar aos opositores do regime.” (O Liberal, 1 de novembro de 2009, p.18- Caderno Atualidades)   Os opositores do regime mencionado, que tiveram seus direitos cassados, foram acusados de:
  30. 30. UNAMA 2011
    Naquela época do AI-5 havia muita tensão, mas no fundo era tudo teatro. Havia as passeatas, havia descontentamento militar, mas havia sobretudo teatro. Era um teatro para levar ao Ato. Aquela reunião foi pura encenação. O Costa e Silva de bobo não tinha nada. Ele sabia a posição do Pedro Aleixo e sabia que ela era inócua. Ele era muito esperto. Toda vez que ia fazer uma coisa dura chamava o Pedro Aleixo para se aconselhar e, depois fazia o que queria. O discurso do Marcito não teve importância nenhuma. O que se preparava era uma ditadura mesmo. Tudo era feito para levar aquilo. (Depoimentos de Antonio Delfim Netto, sobre a reunião do Conselho de Segurança Nacional ocorrido no palácio das Laranjeiras, em 13/12/1968. Delfim Netto era ministro da Fazenda do governo Costa e Silva e, juntamente com outros ministros participou da referida reunião. Em agosto de 1986 e maio e novembro de 1988, fez vários depoimentos que estão na obra de GASPARI, Elio. A Ditadura Envergonhada. São Paulo: Companhia das Letras, 2002,p.339)   O depoimento acima
Gerar PDF da Página
Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login