Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

Exercícios de Ditaduras na América Latina

Voltar para exercícios de História

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de Ditaduras na América Latina dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude História com esses e mais de 30000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página
  1. 1. UFPEL 2007
    Além do Brasil, outros países da América Latina, na década de 1970, vivenciaram governos militares. As fotos e suas legendas referem-se, respectivamente, às ditaduras do(a)
  2. 2. PUC-RJ 2008
    Nas décadas de 1960 e 1970, a América Latina viveu a experiência de inúmeros golpes que deram início a Ditaduras Militares que, apesar das diferenças entre si, apresentavam características comuns. Das alternativas a seguir, quais apresentam afirmativas que expressam corretamente essa ideia? I - Em todos esses regimes militares, as instituições representativas sofreram abalos, ocorreu a falência ou crise aguda dos partidos políticos tradicionais, assim como a militarização da vida política em geral. II - O governo dos Estados Unidos, profundamente envolvido na Guerra Fria no continente asiático, não participou diretamente dos golpes militares ocorridos nessa época na América Latina. III - A nova ordem política que se institucionalizou a partir desses golpes militares procurou se legitimar em nome dos princípios contidos na "doutrina de segurança nacional", cujo ponto central era "impedir a iminente ameaça comunista" no continente. IV - De maneira geral, nos novos governos autoritários nascidos desses golpes, ocorreu o desmantelamento das organizações sindicais, por meio da supressão do direito de greve, da intervenção nos sindicatos, da prisão e assassinato de líderes trabalhistas. Assinale a alternativa CORRETA:
  3. 3. UEMA 2015
    Antes do jogo amistoso contra a seleção da Eslovênia, preparatório para a Copa do Mundo no Brasil, os jogadores argentinos fizeram um protesto, retratado na imagem abaixo. A faixa exibida faz referência a um conflito armado entre Argentina e
  4. 4. FGV 2014
    Uma coluna de fumaça espessa e escura levantou-se na área central de Santiago do Chile na manhã de uma terça-feira, 11 de setembro de 1973. Era um estranho acontecimento. Não parecia um incêndio qualquer, mas algo mais grave e ameaçador, especialmente porque minutos antes foi possível ouvir o ruído dos caças da Força Aérea do Chile em voos rasantes sobre o centro da cidade, onde fica o Palácio de La Moneda. O que ocorria não era fortuito. O governo (...) Salvador Allende chegava ao fim com seu suicídio no interior do palácio, que estava sendo bombardeado. O golpe militar e o regime autoritário que se instaurou em seguida alterariam profundamente a história contemporânea do Chile. (Alberto Aggio. Da revolução a democracia. In Revista de História da Biblioteca Nacional, setembro de 2013. p. 36) Sobre as profundas alterações na história chilena, é correto afirmar que  
  5. 5. ENEM 2016
    A Operação Condor está diretamente vinculada às experiências históricas das ditaduras civil-militares que se disseminaram pelo Cone Sul entre as décadas de 1960 e 1980. Depois do Brasil (e do Paraguai de Stroessner), foi a vez da Argentina (1966), Bolívia (1966 e 1971), Uruguai e Chile (1973) e Argentina (novamente, em 1976). Em todos os casos se instalaram ditaduras civil-militares (em menor ou maior medida) com base na Doutrina de Segurança Nacional e tendo como principais características um anticomunismo militante, a identificação do inimigo interno, a imposição do papel político das Forças Armadas e a definição de fronteiras ideológicas. PADRÓS, E. S. et al. Ditadura de Segurança Nacional no Rio Grande do Sul (1964-1985). história e memória. Porto Alegre: Corag, 2009 (adaptado). Levando-se em conta o contexto em que foi criada, a referida operação tinha como objetivo coordenar a
  6. 6. FUVEST 2009
    Existem semelhanças entre as ditaduras militares brasileira (1964-1985), argentina (1976-1983), uruguaia (1973-1985) e chilena (1973-1990). Todas elas:
  7. 7. UFPR 2013
    Em 2012 completaram-se 30 anos da Guerra das Malvinas (Malvinas para os argentinos; Falklands para os ingleses), sendo que as animosidades entre Argentina e Inglaterra na disputa pelas ilhas inglesas situadas ao extremo sul da América do Sul foram recentemente relembradas pela presidenta argentina Cristina Kirchner. Sobre esse conflito, é correto afirmar
  8. 8. UNESP 1999
    "Um dos fatos mais importantes destes anos da década de 70 foi, sem dúvida, uma tragédia: a insurreição militar que em 11 de setembro de 1973 derrubou o governo democrático de Salvador Allende e mergulhou o Chile num banho de sangue" (Eduardo Galeano. 'As veias abertas da América Latina'.) Este acontecimento relaciona-se:
  9. 9. UFG 2004
    As décadas de 1960 e de 1970, na América Latina, foram marcadas por ditaduras civis e militares. A nova ordem política legitimava-se em nome dos princípios da Doutrina de Segurança Nacional que, sob inspiração norte-americana, defendia
  10. 10. FGV 2000
    Operação Condor foi o nome dado ao plano integrado de repressão aos opositores das ditaduras militares-civis implantadas na América Latina durante os anos 60 e 70. Este operativo transnacional, dos serviços de inteligência e das polícias políticas, foi responsável por muitas prisões ilegais, torturas, sequestros e desaparecimentos de cidadãos de diferentes países deste continente. Participaram ativamente da Operação Condor os seguintes países:
  11. 11. PUC-RJ 2015
    Assinale a alternativa que NÃO caracteriza de modo correto as ditaduras militares instauradas em diferentes países da América Latina nas décadas de 1960 e 1970.
  12. 12. UCS 2015
    Regimes autoritários dominaram países da América do Sul entre as décadas de 1950 e 1980. Relacione os países da América do Sul apresentados na COLUNA A às características que os identificam, listadas na COLUNA B.   COLUNA A 1. Uruguai 2. Chile 3. Paraguai   COLUNA B (     ) Em 1970, o socialista Salvador Allende foi eleito presidente. Ao nacionalizar mineradoras norte-americanas, seu governo se tornou alvo de uma campanha de desestabilização. Três anos depois, foi deposto por um golpe militar e morreu no palácio presidencial. O controle do país ficou com o general Augusto Pinochet, que permaneceu no cargo até 1990. (     ) Em 1954, o general Alfredo Stroessner deu um golpe apoiado pelos latifundiários. Seu governo também recebeu o apoio dos Estados Unidos e das ditaduras dos países vizinhos. Só deixou o poder em 1989, quando foi deposto por um golpe militar e exilou-se no Brasil, onde faleceu em 2006. (     ) Em 1971, eleito presidente, Juan María Bordaberry assumiu o compromisso de derrotar o grupo guerrilheiro Tupamaro. Em 1973, com o apoio dos militares, ele fechou o Congresso e instaurou uma ditadura. A repressão foi tão violenta que, nos fins dos anos 1970, os Estados Unidos chegaram a cancelar a ajuda ao país. A redemocratização começaria apenas em 1984.   Assinale a alternativa que preenche correta e respectivamente os parênteses, de cima para baixo.
  13. 13. FGV 2012
    “Independente da justa reivindicação, legitimada por títulos e direitos inalienáveis com respeito à soberania argentina das ilhas Malvinas, hoje, depois de 30 anos do desembarque nas ilhas, há um fato impossível de negar: como a ditadura inventou uma operação bélica para lavar a cara do processo que a Argentina vivia desde 1976 e como os meios de comunicação da época, unânimes e submissos, por medo ou censura, contribuíram na construção deste relato. [...] ‘Hoje é um dia glorioso para a pátria’ ou ‘As Malvinas em mãos argentinas’, foram algumas das manchetes da imprensa daqueles dias de guerra, dias em que o ex-capitão de Fragata Alfredo Astiz – condenado à prisão perpétua por crimes de lesa humanidade – içava a bandeira argentina nas ilhas em disputa.” Francisco Luque, http://www.cartamaior.com.br/templates/materiaMostrar.cfm?materia_id=19897   Considerando os argumentos do texto e os seus conhecimentos sobre o tema, assinale a alternativa correta:
  14. 14. MACKENZIE 2001
    A ditadura militar chefiada por Pinochet foi um dos regimes políticos mais brutais da história da América Latina. Os militares caçavam os opositores políticos como se fossem animais. Qualquer suspeito de ser militante socialista ou comunista era preso e barbaramente torturado. Mario Schmidt   Dentre as razões para a implantação da Ditadura de Augusto Pinochet podemos indicar:
  15. 15. UFRGS 2001
    O pedido de extradição do general chileno Augusto Pinochet, feito pelo Poder Judiciário Espanhol ao governo britânico em 1999, por crimes contra a humanidade, revelou a existência de uma articulação dos serviços secretos do continente sul-americano conhecida como "Operação Condor".   Esta teria sido responsável I - pela criação de um clima político favorável à implantação da redemocratização; II - pela articulação e coordenação dos partidos políticos favoráveis aos governos ditatoriais baseados na doutrina de segurança nacional; III - pela repressão e eliminação dos opositores às ditaduras e por atentados.   Quais dos itens estão corretos?
  16. 16. FATEC 1999
    O que gerou o fim do governo da Unidade Popular no Chile, eleito em 1970, sob a presidência de Salvador Allende
  17. 17. UNICENTRO 2007
    Recentemente os jornais, noticiaram a morte do exditador chileno Augusto Pinochet. Durante o seu governo, verificou-se
  18. 18. UFU 2000
    A respeito da ditadura militar de Pinochet no Chile (1973-1989), assinale a alternativa INCORRETA.
  19. 19. UFU 1999
    O capitalismo foi alvo, no século XX, de movimentos sociais que buscaram sua superação, defendendo a transformação da sociedade e a construção de novas formas de organização social, política e econômica. A respeito das diversas experiências socialistas no mundo, assinale a alternativa INCORRETA.
  20. 20. UNIMONTES 2014
    Assinale a alternativa em que são enumerados apenas fatos históricos decorrentes do intervencionismo norte-americano na América Latina.
  21. 21. UNIMONTES 2013
    As Ilhas Malvinas, ou ilhas Falklands como ê designada pelos ingleses, foram o palco de um conflito armado entre a Argentina e o Reino Unido, entre os dias 2 de abril e 14 de junho de 1982. O arquipélago havia sido tomado da Argentina pelo Reino Unido, na década de 1830, e estivera desde então sob domínio inglês. A Argentina justificou sua luta pela retomada da posse das ilhas, argumentando que
  22. 22. UNB 2012
    O regime militar brasileiro foi mais homogêneo e atravessou crises menos agudas do que o argentino. A própria transição para a democracia mostrou diferenças sensíveis. Enquanto, no Brasil, resultou de longo processo político, que se desejava “lento, gradual e seguro”, nas palavras muito divulgadas do general Geisel, na Argentina, o regime teve um fim abrupto, precipitado pelo episódio da Guerra das Malvinas, a tal ponto que, no caso brasileiro, é possível datar de diferentes formas o início do período democrático, considerando-se várias alternativas cronológicas. Boris Fausto e Fernando Devoto. Brasil e Argentina: um ensaio de história comparada (1850-2002). São Paulo: Editora 34, 2005, p. 396.   Considerando o texto acima, julgue os itens:   (  ) Grandes reservas de petróleo no arquipélago das Malvinas têm gerado disputas entre Argentina e Reino Unido pela soberania do território, reivindicada, na atualidade, pelo governo da presidenta Cristina Kirchner. (  ) O “fim abrupto” do regime militar na Argentina deveu-se à derrota do país diante da Inglaterra, que, desejava abrir caminho para uma forma de governo liberal-democrático, para facilitar seu comércio com a Argentina, finalidade também presente na intervenção armada no continente, durante a Guerra do Paraguai.   Coloque C para Certo e E para Errado e assinale a alternativa que apresenta a sequência correta.
  23. 23. FGV 2014
    Entre 2 de abril e 14 de junho de 1982, transcorreu a chamada "Guerra das Malvinas". A esse respeito é correto afirmar que se trata de  
  24. 24. FMP 2014
    Em uma viagem pelo tempo até a ditadura, a principal missão é resgatar o amigo das mãos militares e fazer a democracia voltar ao país com a ajuda das “urnas mágicas”. A ficção dá o tom fantasioso à aventura vivida pelo personagem Zamba, mas o roteiro do desenho animado La Asombrosa Excursión de Zamba (A Surpreendente Excursão de Zamba) tem um contexto amargo do passado argentino: o regime militar que vigorou entre 1976 e 1983. GOMBATA, Marsílea. Argentina: desenhos animados explicam ditadura para crianças. Carta Capital, Cultura – Educação. 2 jul. 2013. Disponível em: . Acesso em: 13 jul. 2013.   O declínio da ditadura e a transição para a democracia, na Argentina da década de 1980, relacionam-se tanto a fatores internos – como aquele ilustrado pelas “urnas mágicas” ficcionais mencionadas no texto – quanto a eventos ocorridos fora de seu território continental, a exemplo da(o)
  25. 25. PUC-SP 2016
    A experiência de transição democrática ao socialismo, desenvolvida pelo governo de Salvador Allende, no Chile de 1970 a 1973, e a revolução cubana de 1959 assemelham-se
  26. 26. UFRGS 2014
    No bloco superior abaixo, estão listadas as ditaduras militares do Cone Sul da América do Sul; no inferior, alguns fatos e características de cada uma delas.     Associe adequadamente o bloco inferior ao superior.   1 - Ditadura militar chilena   2 - Ditadura militar argentina   3 - Ditadura militar brasileira   4 - Ditadura militar uruguaia     ( ) Foi a pioneira na implantação das políticas neoliberais na América Latina, com a atuação dos chamados Chicago Boys em sua equipe econômica.   ( ) Foi implementada a partir do golpe de estado dado pelo próprio presidente da república Juan María Bordaberry, em junho de 1973, com o apoio das Forças Armadas do país.   ( ) Utilizou amplamente os chamados “Atos Institucionais”, decretos emitidos pelo Poder Executivo que concediam diversos poderes extraconstitucionais aos militares que governavam o país.     A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é
  27. 27. UERJ 2013
    Guerra das Malvinas ainda divide Argentina e Inglaterra após 30 anos   No dia 2 de abril de 2012, o início da guerra pelo controle das Ilhas Malvinas completou 30 anos. O conflito, que durou dois meses e meio, marcou uma geração de argentinos e britânicos. Para os britânicos, elas são Falkland Islands; para os argentinos, Ilhas Malvinas. No mapa, a distância para o continente sul-americano é pequena. Mas, na prática, a viagem é longa. É um voo por semana, que parte do Chile. Assim, quem sai da Argentina tem que seguir primeiro para Santiago. Quase oito horas depois, chega-se ao destino. A catedral é anglicana. O pastor prega em inglês, a língua oficial, apesar de o espanhol constar do currículo escolar. Os jovens entre 16 e 17 anos podem ir para a Inglaterra cursar uma faculdade. Tudo por conta do governo britânico. São 3 mil habitantes, 62 nacionalidades, mas só 29 argentinos. Adaptado de http://g1.globo.com.   Ocupadas pelos britânicos a partir da década de 1830, ainda hoje, como mostra a reportagem, as ilhas mencionadas são alvo de disputas entre Reino Unido e Argentina.   A polêmica sobre o controle dessas ilhas é acentuada, na atualidade, pela seguinte característica da sociedade local:
  28. 28. ESPM 2012
    Era o dia 11 de setembro. Desviados de sua missão habitual por pilotos decididos a tudo, os aviões se lançam para o coração da grande cidade, resolvidos a abater os símbolos de um sistema político detestado. Imediatamente explosões, fachadas que voam em pedaços, desabamentos num barulho infernal, sobreviventes aterrorizados, fugindo cobertos de escombros. E a mídia difunde a tragédia ao vivo. (...) Nova York, 2001? Não, Santiago do Chile, 11 de setembro de 1973. Com a cumplicidade dos Estados Unidos, golpe de Estado do general Pinochet contra Salvador Allende e o palácio presidencial metralhado pela força aérea. Dezenas de mortos e o início de um regime de terror que durou quinze anos... (Ignácio Ramonet. Guerras do Século XXI: novos temores e novas ameaças)   Sobre o ocorrido em 11/09/1973 é correto afirmar que:
  29. 29. UFRGS 2015
    Leia as afirmações abaixo, sobre o processo de redemocratização na América do Sul.     I - Na Argentina, o retorno à democracia ocorreu após a derrota do país na Guerra das Malvinas, com o julgamento dos integrantes da Junta Militar que governou o país entre 1976 e 1983.   II - No Chile, a transição democrática ocorreu de forma negociada com o ex-ditador Augusto Pinochet, que se manteve como comandante das Forças Armadas até 1998.   III - No Uruguai, a redemocratização ocorreu após a guerra civil, quando os Tupamaros venceram as forças do governo militar.     Quais estão corretas?
Gerar PDF da Página
Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login