Exercícios de Ideias Sociais e Políticas do Século XIX

Voltar para exercícios de História

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de Ideias Sociais e Políticas do Século XIX dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude História com esses e mais de 12000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página
  1. 1. UFSM 2015
    Recentemente, aconteceram no Brasil diversas marchas e manifestações de protesto em favor de mudanças em setores e em serviços prestados especialmente pela máquina pública de governo. Grande parte dos manifestantes protestou de maneira pacífica, inclusive levando filhos as marchas. Algumas lideranças, inspiradas no Anarquismo, usaram violência, enfrentaram a polícia e causaram várias depredações em bancos, lojas, veículos, etc. Dentre as principais ideias clássicas do Anarquismo, está
  2. 2. UFV 1996
    Exalta o direito de propriedade individual e da riqueza; opondo-se, consequentemente à intervenção do Estado na economia. Defende intransigentemente que deve haver total liberdade de produção, circulação e venda. Considera que o homem, enquanto indivíduo, deve desfrutar de todas as satisfações, não se submetendo senão aos limites da Razão. Crê no Progresso como sendo resultado de um fenômeno natural e decorrente da livre-concorrência que, ao estimular as atividades econômicas, é a única forma aceitável de proporcionar liberdade, felicidade, prosperidade e igualdade entre todos os homens. O trecho acima pode ser considerado uma síntese dos valores constitutivos da ideologia política intitulada:
  3. 3. MACKENZIE 2003
    Os primeiros socialistas, ao formularem profundas criticas ao progresso industrial, estavam ainda impregnados de valores liberais. Atacando os grandes proprietários, mas tendo, em geral, muita estima pelos pequenos, esses teóricos acreditavam que pudesse haver um acordo entre as classes. Cláudio Vicentino e Gianpaolo Dorigo Os historiadores acima estão se referindo aos:
  4. 4. UNICAMP 2011
    A história de todas as sociedades tem sido a história das lutas de classe. Classe oprimida pelo despotismo feudal, a burguesia conquistou a soberania política no Estado moderno, no qual uma exploração aberta e direta substituiu a exploração velada por ilusões religiosas. A estrutura econômica da sociedade condiciona as suas formas jurídicas, políticas, religiosas, artísticas ou filosóficas. Não é a consciência do homem que determina o seu ser, mas, ao contrário, são as relações de produção que ele contrai que determinam a sua consciência. (Adaptado de K. Marx e F. Engels, Obras escolhidas. São Paulo: AIfaÔmega, s./d., vol l, p. 21-23, 301-3020) As proposições dos enunciados acima podem ser associadas ao pensamento conhecido como
  5. 5. PUC-RJ 2009
    Leia, com atenção, os textos a seguir. Documento 1: "Defendi por quarenta anos o mesmo principio: liberdade em cada coisa, na religião, na filosofia, na literatura, na indústria, na politica; e por liberdade entendo o triunfo da individualidade, seja sobre a autoridade que gostaria de governar de forma despótica, seja sobre as massas que reclamam o direito de sujeitar a minoria a maioria." Documento 2: "Detesto a comunhão, porque é a negação da liberdade e porque não concebo a humanidade sem liberdade. Não sou comunista, porque o comunismo concentra e engole, em beneficio do Estado, todas as forças da sociedade; porque conduz inevitavelmente a concepção da propriedade nas mãos do Estado, enquanto eu proponho (...) a extinção definitiva do princípio mesmo da autoridade e tutela, próprios do Estado, o qual, com o pretexto de moralizar e civilizar os homens, conseguiu (...) somente escravizá-los, persegui-los e corrompê-los." Nos documentos anteriores, estão expressas duas visões da realidade social elaboradas no século XIX representativas das ideias:
  6. 6. UERJ 2010
    Socialista surgiu como descrição filosófica em principios do século XlX. Sua raiz linguistica era o sentido desenvolvido de social. A distinção decisiva entre socialista e comunista, como em certo sentido esses termos são hoje comumente utilizados, veio com a mudança de nome, em 1918, do Partido Operário Socialdemocrata Russo para Partido Comunista Panrusso. Dessa época em diante, uma distinção entre socialista e comunista tornou-se amplamente vigente. RAYMOND WILLIAMS Adaptado de “Socialista". In: Palavras-Chave: um vocabulário de cultura e sociedade. São Paulo: Boitempo, 2007. Na história europeia, durante o século XX, estabeleceu-se uma diferença entre sociaIismo e comunismo reIacionada ao seguinte aspecto:
  7. 7. UESPI 2012
    O capitalismo se propagou em busca de mercados e de novas técnicas de produção. No entanto, o progresso desejado não atingia a todos e provocava desigualdades. Uma crítica radical ao capitalismo se expressou na obra de Marx, que:
  8. 8. FUVEST 2006
    "Para mim, o mais absurdo dos costumes vale mais do que a mais justa das leis. A nossa legislação alemã contenta-se com evocar o espirito atual, notadamente o espírito francês, mas não faz alusão ao espirito do povo". Essa frase do alemão William Gerlach, em 1810, exprime uma visão
  9. 9. ENEM 2017
    O dicionário da Real Academia Espanhola não usa a terminologia de Estado, nação e língua no sentido moderno. Antes de sua edição de 1884, a palavra nación significava simplesmente "o agregado de habitantes de uma província, de um país ou de um reino” e também “um estrangeiro”. Mas agora era dada como “um Estado ou corpo político que reconhece um centro supremo de governo comum”. HOBSBAWM, E. J.Nações e nacionalismo (desde 1870). Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1990 (adaptado).   A ideia de nação como lugar de pertencimento, ao qual os indivíduos têm ligação por nascimento, constitui-se na Europa do final do século XIX. Sua difusão resultou
  10. 10. UFF 1997
    Assinale a opção que sintetiza alguma das ideias do líder anarquista Bakunin.
  11. 11. UEL 2009
    Texto 1 Thomas Malthus (1766-1834) assegurava que, se a população não fosse de algum modo contida, dobraria de 25 em 25 anos, crescendo em progressão geométrica, ao passo que, dadas as condições médias da terra disponiveis em seu tempo, os meios de subsistência só poderiam aumentar, no máximo, em progressão aritmética. Texto 2 A ideia de um mundo famélico assombra a humanidade desde que Thomas Malthus previu que no futuro não haveria comida em quantidade suficiente para todos. Organismos internacionais - Organização das Nações Unidas, Banco Mundial e Fundo Monetário Internacional - chamaram a atenção para a gravidade dos problemas decorrentes da alta dos alimentos. O Banco Mundial prevê quem 100 milhões de pessoas poderão submergir na linha que separa a pobreza da miséria absoluta devido ao encarecimento da comida. (Adaptado: FRANCA, R. O fantasma de Malthus. 'Veja'. 23 abr. 2008.) Para K. Marx (1818 - 1883), a teoria malthusiana do crescimento populacional:
  12. 12. UDESC 2015
    “Um espectro ronda a Europa – o espectro do comunismo. Todas as potências da velha Europa unem-se numa Santa Aliança para conjurá-lo: o papa e o czar, Metternich e Guizot, os radicais da França e os policiais da Alemanha. Que partido de oposição não foi acusado de comunista por seus adversários no poder? Que partido de oposição, por sua vez, não lançou a seus adversários de direita ou de esquerda a pecha infamante de comunista: Duas conclusões decorrente desses fatos: 1. O comunismo já é reconhecido como força por todas as potências da Europa; 2. É tempo de os comunistas exporem, abertamente, ao mundo inteiro, seu modo de ver, seus objetivos e suas tendências, opondo um manifesto do próprio partido à lenda do espectro do comunismo.” (Edição completa: Manifesto Comunista de Marx e Engels)   Com base no Manifesto Comunista de 1848, analise as proposições. I. Existem ao menos dois tipos de comunismo, um defendido pelos trabalhadores como ideologia com projeto político alternativo, e outro o comunismo como espectro inventado por instituições religiosas, políticas e militares para desqualificar a luta dos trabalhadores. II. O espectro do comunismo conseguiu unificar as forças mais conservadoras – “o papa e o czar, Metternich e Guizot, os radicais da França e os policiais da Alemanha” – em prol da democracia e do liberalismo. III. A multiplicação das fábricas nacionais e dos instrumentos de produção, o arroteamento das terras incultas e o melhoramento das terras cultivadas são partes do programa original do Manifesto Comunista. IV. O Manifesto Comunista inclui em seu programa – a centralização de todos os meios de comunicação e de transporte sob a responsabilidade do Estado. V. Consta, no programa do Manifesto Comunista, a supressão da família burguesa centralizada na figura autoritária do pai.   Assinale a alternativa correta.
  13. 13. UEAP 2010
    “O século XIX produziu ainda o Socialismo, ‘a mais original e, por momentos, a mais vigorosa das ideologias da nossa época. A expressão,  empregada em seu sentido moderno nos anos de 1830, significa: reforma da sociedade beneficiando as classes mais numerosas, os mais pobres, ou seja, o proletariado’” (DUROSELE , J. B.; GERBET, P. Histoire: 1848-1914. Citado por AQUINO, Rubens S. L de et all. História das Sociedades:  das sociedades modernas às sociedades atuais. Rio de Janeiro: Ao Livro Técnico, p.217).   Com base no texto e em seus conhecimentos sobre as doutrinas socialistas do século XIX, é correto afirmar: 
  14. 14. UNICENTRO 2009
    As frases abaixo expressam ideias de duas correntes de pensamento que se desenvolveram em função da Revolução Industrial. Escreva nos espaços em branco a letra   L – se a frase expressa as idéias do Liberalismo. S – se a frase expressa as idéias do Socialismo.   ___ Liberdade de iniciativa econômica e livre concorrência. ___ Abolição da propriedade privada e das classes sociais. ___ O Estado não deve interferir nos assuntos econômicos. ___ Os meios de produção devem pertencer ao Estado. ___ Eliminação das desigualdades sociais.   A seqüência CORRETA é
  15. 15. UNICENTRO 2009
    No século XIX, surgiram doutrinas e teorias que buscavam justificar, regular, condenar ou reformar a ordem capitalista. Observe-se: “O Estado está obrigado a proporcionar trabalho ao cidadão capaz, e ajuda e proteção aos anciãos e incapacitados. Não se pode obter tais resultados a não ser por um Poder Democrático.” (Louis Blanc, Citado por Hayes, C., História Política e Cultural da Europa Moderna, Editorial Juventude, Vol. II, pág. 77.)   A corrente de pensamento da qual Louis Blanc faz parte é a
  16. 16. UNICENTRO 2012
    [...] os primeiros socialistas faziam críticas interessantes e sonhavam longe. Mas não foram capazes de tirar as ideias do livro para a realidade. Seus projetos não passaram de belos sonhos irrealizáveis, ou seja, utopias. Por isso, receberam o apelido irônico de socialistas utópicos. Como se poderia então chegar ao socialismo? Esses socialistas eram utópicos por não poder responder direito à essa pergunta. Caberia a dois pensadores alemães do século XIX, Marx e Engels, criticar os utópicos (a expressão irônica foi inventada por eles). Para eles, o socialismo só seria possível (e necessário) depois que a sociedade tivesse alcançado um alto desenvolvimento capitalista. Mais ainda, a única força para a transformação social estaria na classe social criada e reforçada pelo capitalismo: o proletariado. (SCHMIDT, 2005, p. 388).   O socialismo difundido no Brasil, no período que antecedeu à II Guerra Mundial, diferia das características marxistas indicadas no texto, no que diz respeito
  17. 17. UNICENTRO 2014
    O século XIX, ao mesmo tempo em que viu consolidar o capitalismo, também assistiu ao surgimento de teorias que procuravam minimizar, atenuar ou encerrar a exploração da força de trabalho sobre o capital. Tais teorias receberam o nome de socialismo, que possuem duas tipificações: uma que preconiza o entendimento entre capitalistas e proletários e outra que alega que não há conciliação entre os interesses dos capitalistas e dos proletários. Com base nessa afirmativa, relacione o pensador, na coluna superior, ao tipo de socialismo por ele defendido, na coluna inferior.   (I) Graco Babeuf. (II) Saint-Simon. (III) Karl Marx. (IV) Friedrich Engels.   (A) Socialismo utópico. (B) Socialismo científico.   Assinale a alternativa que contém a associação correta.
  18. 18. UNICENTRO 2008
    Em 1848, Marx anunciava um espectro a rondar a Europa, o comunismo. Em 1917, o espectro materializou-se nas franjas do território europeu. A Revolução Russa modificou o curso da expansão capitalista mundial ao longo do século XX. A experiência soviética impôs enorme recomposição interna nos países centrais, permitindo aos movimentos operários desses países conquistarem uma série de direitos sociais. (FONTES, Virgínia. O espectro que o capital recria. História Viva. São Paulo: Duetto, ed. especial temática, n. 18, 2007.)   O anúncio a que o texto se refere diz respeito ao conteúdo do Manifesto Comunista de 1848. A divulgação do seu texto, naquele ano, representou um “espectro” para o mundo europeu, dominado pelo capitalismo industrial em plena expansão. O Manifesto incomodou as nações capitalistas, ao afirmar que
  19. 19. UNIOESTE 2012
    Segundo Paulo Singer, o Brasil vive um surto de organização de cooperativas de trabalho. Muitas delas funcionam como cooperativas de mão de obra. Estas são chamadas por Singer de cooperfraudes, porque são organizadas para explorar os trabalhadores por meio de contratos precários. De outro lado existem as cooperativas de trabalho resultado da iniciativa de muitos trabalhadores marginalizados que se organizam para lutar contra o desemprego. SINGER, P. Cooperativas de Trabalho. Disponível em http://www.mte.gov.br. Acesso em 11 de Setembro de 2011. No final do século XIX, os trabalhadores em sua luta contra o desemprego e exploração do trabalho fabril se aproximaram do movimento socialista, que propunha o associativismo e o cooperativismo para combater o individualismo liberal e os problemas sociais causados pelo avanço da industrialização. Denominados, posteriormente de socialistas utópicos, Robert Owen, Charles Fourier, Saint-Simon e Luis Blanc são apresentados nos livros de história como os representantes deste movimento que introduziu entre os trabalhadores a perspectiva de se organizar em cooperativas de trabalho. Sobre o movimento cooperativista, é INCORRETO afirmar que
  20. 20. UEL 2010
    Leia o texto a seguir: A Associação Internacional dos Trabalhadores é fundada em 1864, e não por monges conspirativos. O documento inaugural lido no ato público de Saint Martin‘s Hall em Londres – escrito por Marx –, termina com uma exortação aos operários para que dominem eles mesmos os mistérios da política internacional, pois a política das nações sempre condiciona as lutas operárias, concebidas por cima das fronteiras nacionais. (GONZÁLES, H. A comuna de Paris: os assaltantes do céu. São Paulo: Brasiliense, 1981, pp.18-19.) Baseado no texto e nos conhecimentos sobre o tema, considere as afirmativas: I. Bakunin e Marx são considerados conspiradores esquerdistas, envolvidos diretamente nas lutas revolucionárias do período, no entanto, eles possuem distinção entre si sobre o processo de encaminhamento das lutas. II. A igreja infiltra monges conspirativos na reunião realizada em Saint Martin ́s Hall e de suas exortações disfarçadas em normas de política internacional, sugerem a eliminação das fronteiras nacionais, atitude realizada pela instituição religiosa à qual pertencem. III. A primeira Associação Internacional dos Trabalhadores, apesar da presença de Marx, foi dominada pela ideologia religiosa proveniente da bula do papa Pio XI, que declara a importância do operário como servo da igreja. IV. A exortação do texto, da segunda metade do século XIX, indica a necessidade dos trabalhadores de compreenderem e, assim, desvendarem os mistérios das lutas políticas estabelecidas pelas fronteiras dos estados-nações. Assinale a alternativa correta.
  21. 21. UNCISAL 2009
    O desenvolvimento das ideias socialistas no século XIX está relacionado com a
  22. 22. UNCISAL 2009
    No final do século XIX, nos países europeus mais industrializados, a crítica e a oposição operárias à sociedade burguesa poderiam ser detectadas na
  23. 23. UTFPR 2009
    O “Socialismo Utópico” pode ser definido como um conjunto de ideias que se caracterizaram pela crítica ao capitalismo, muitas vezes ingênua e inconsistente, buscando, ao mesmo tempo, a igualdade entre os indivíduos. Em linhas gerais, combate-se a propriedade privada dos meios de produção como única alternativa para se atingir tal fim. A ausência de fundamentação científica é o traço determinante dessas ideias. Pode-se dizer que seus autores, preocupados com os problemas de justiça social e igualdade, deixavam-se levar por ideais românticos. Assinale a alternativa que apresenta o único autor que NÃO pertenceu a este ramo do socialismo.
  24. 24. UNIMONTES 2014
    Analise as afirmativas a seguir, marcando C para as corretas ou I para as incorretas, em relação ao socialismo utópico. ( ) Os socialistas utópicos formaram o primeiro grupo de teóricos a formular críticas profundas ao progresso industrial e a propor reformas sociais. ( ) Os teóricos do socialismo utópico atacaram a propriedade privada e formularam a teoria da luta de classes como agente transformador da sociedade. ( ) Os socialistas utópicos propunham a criação de uma sociedade sem classes, baseada na doutrina social da Igreja, exposta pela Teologia da Libertação. ( ) Os socialistas utópicos idealizavam propostas baseadas em acordos entre as classes sociais, como mecanismo de construção de um mundo mais justo. A sequência CORRETA é:
  25. 25. UNIOESTE 2007
    Leia com atenção os tópicos abaixo sobre movimentos sociais europeus do século XIX: I. A Primeira Internacional, realizada em Londres, em 1864, foi a primeira agremiação política que conseguiu reunir industriais e trabalhadores da França, Hungria, Itália e Polônia, com uma pauta comum entre proletários e burguesia. II. A Segunda Internacional, realizada em Paris, em 1889, adotou a greve geral como estratégia de luta e fixou o Primeiro de Maio como Dia Internacional do Trabalho, exigindo ainda na ocasião uma jornada de trabalho de 8 horas. III. O Cartismo, organizado no final da década de 1830, é considerado por alguns historiadores o primeiro movimento completamente independente da classe trabalhadora britânica a reivindicar melhores condições de vida. Foi tamanha a sua força que influenciou o pensamento político nos dez primeiros anos do governo da rainha Vitória. IV. Os socialistas utópicos formavam uma agremiação de trabalhadores sonhadores e idealistas, que tinham a revolução como pauta principal de suas ações políticas. Robert Owen (1771- 1858), operário têxtil escocês, foi o mais importante líder do movimento. V. Nos primeiros tempos da Revolução Industrial, quando o emprego da máquina se tornara generalizado na Inglaterra, surgiu o Ludismo, movimento que recebeu o nome de seu líder, Ned Ludd. Os trabalhadores acreditavam que a insegurança e a miséria em que viviam eram provocadas pelas máquinas. Assinale a alternativa que menciona os tópicos corretos:
  26. 26. UNICENTRO 2005
    A situação de miséria dos trabalhadores, no século XIX, estimulou pensadores e ativistas sociais a buscar “remédio” para os males sociais e a procurar nova s formas de organização da sociedade. Para os socialistas utópicos, a superação desses males dar-se-ia por meio da:
  27. 27. UFJF 2013
    Na Europa do final do século XVIII e início do século XIX, vários pensadores difundiam seus projetos políticos, econômicos e filosóficos com o objetivo de transformar radicalmente a sociedade e a economia capitalista. Influenciados pelas ideias oriundas da Revolução Francesa, pregavam a melhoria da condição de vida dos trabalhadores com base nos preceitos da igualdade e solidariedade. Saint-Simon (1760-1825), Robert Owen (1771-1858) e Charles Furrier (1772-1837) faziam parte de um grupo de pensadores que pretendia transformar a sociedade através da boa vontade e participação de todos. Almejavam a melhoria das condições de vida dos operários explorados pela Revolução Industrial e a igualdade de gênero (entre homens e mulheres). E defendiam a necessidade de desenvolver o cooperativismo entre os trabalhadores.   Tal movimento filosófico e político ficou conhecido como
  28. 28. Espcex (Aman) 2016
    Observe as ideias de três pensadores da Idade Moderna.   – Adam Smith (escocês), em sua obra A riqueza das nações, afirmava que a única fonte de riqueza era o trabalho, e não a terra.   – A ideia central da doutrina de Karl Marx (alemão) é que a “história das sociedades humanas é a história da luta de classes”.   – Thomas Malthus (inglês), em sua obra Ensaio sobre o princípio da população, escreveu que a natureza impõe limites ao progresso material, já que a população cresce em progressão geométrica, enquanto a produção de alimentos aumenta em progressão aritmética.     Pode-se afirmar que
  29. 29. UNAMA 2007
    “A Coréia do Norte testou sua bomba nuclear no domingo, 8. A comunidade internacional reagiu com furor, num raro consenso de que o regime de Pyogyang deve ser punido pela ousadia .” Revista Veja, 18 out. 2006, p. 120.   O regime da Coréia do Norte tem, atualmente, entre suas características:
  30. 30. UNAMA 2011
    Nas últimas semanas, Cuba voltou ao noticiário internacional, com o fato abaixo relatado:   Jeffrey Goldberg, articulista da revista Atlantic Monthly, contou num blog que perguntou a Fidel, de 84 anos, se ainda vale apenas tentar exportar o modelo comunista cubano para outros países. ‘O modelo cubano não funciona mais nem para nós’, teria respondido Fidel. Disponível em: www.pbrasil.wordpress.com. Acesso em: 28 set. 2010.   O modelo cubano ao qual se refere o ex-dirigente socialista se caracteriza nos dias atuais pelo (a)  
Gerar PDF da Página
Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login