Exercícios de Imperialismo dos EUA na América Latina

Voltar para exercícios de História

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de Imperialismo dos EUA na América Latina dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude História com esses e mais de 12000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página
  1. 1. UNICAMP 2012
    “Ninguém é mais do que eu partidário de uma política exterior baseada na amizade íntima com os Estados Unidos. A Doutrina Monroe impõe aos Estados Unidos uma política externa que se começa a desenhar. (…) Em tais condições a nossa diplomacia deve ser principalmente feita em Washington (...). Para mim a Doutrina Monroe (...) significa que politicamente nós nos desprendemos da Europa tão completamente e definitivamente como a lua da terra.” (Adaptado de Joaquim Nabuco, citado por José Maria de Oliveira Silva, “Manoel Bonfim e a ideologia do imperialismo na América Latina”, em Revista de História, n. 138. São Paulo, jul. 1988, p.88.) Sobre o contexto ao qual o político e diplomata brasileiro Joaquim Nabuco se refere, é possível afirmar que:
  2. 2. PUCRS 2015
    Com a ordem internacional marcada pela Guerra Fria, o presidente estadunidense John Kennedy (1961-1963) orientou sua política externa, denominada Nova Fronteira, no sentido de conter a URSS por meio do aumento do potencial militar norte-americano e do fortalecimento dos laços com os países aliados, particularmente com o Terceiro Mundo, para onde seriam enviados recursos técnicos e econômicos com o objetivo de fortalecer o anticomunismo. Um exemplo desse aspecto da política norte-americana no período foi __________, voltado(a) para __________, visando, fundamentalmente, __________.
  3. 3. UERJ 2012
     O presidente Roosevelt, que governou os E.U.A. entre 1933 e 1945, solicitou a inclusão de Walt Disney na lista de visitas de celebridades hollywoodianas aos países sul-americanos. Após a visita, Disney retornou aos Estados Unidos e produziu os desenhos animados “Alô, amigos” (1942) e “Os três cavaleiros” (1945), mais conhecido no Brasil como “Você já foi à Bahia?”. Essas criações de Disney pretendiam resumir, no plano simbólico, os laços de afeto e de cooperação que uniam os E.U.A. ao Brasil. As artes são frequentemente utilizadas como instrumento de propaganda política e ideológica. Os desenhos da Disney, por exemplo, foram peça importante para a estratégia geopolítica dos E.U.A. para a América Latina, como se observa no texto acima.Essa estratégia geopolítica norte-americana foi concretizada na década de 1940 por meio de um conjunto de ações que fiou conhecido como:
  4. 4. MACKENZIE 2014
    “Se a América Latina não foi esquartejada como a África, deveu-se ao fato – é preciso reconhecê-lo – de ter tido, sem que houvesse solicitado, um ‘tutor’. Um tutor ousado, porque se atreveu a dizer que a América era para os americanos, num momento em que apenas tinha a ilusão de ser uma potência. No entanto, quando esse tutor se transformou em grande potência, mudou seu discurso e gritou que era dono”. (Héctor Hernan Bruit. O Imperialismo. São Paulo: Atual, 1994, p.49) A partir da análise do texto, é correto afirmar que
  5. 5. UNICAMP 2014
    Em 1942, os estúdios Disney produziram o desenho “Alô Amigos”, que apresenta a personagem Zé Carioca. Dois anos depois surgiu uma nova animação: The Three Caballeros, conhecida no Brasil como “Você já foi à Bahia?”. Nos desenhos citados, o Brasil e a América Latina são mostrados de forma simpática, através de estereótipos. Para entender esses desenhos e o esforço de Walt Disney, devemos considerar o seguinte contexto:
  6. 6. ESPM 2013
    Em 1903 Washington promoveu a Inde­pendência do Panamá em relação à Colôm­bia, onde anexaram a área em que se en­contravam interrompidas as obras do canal transoceânico, que os Estados Unidos con­cluíram e inauguraram em 1914. (Paulo Visentini. História do Mundo Contemporâneo: da Pax Britânica do século XVIII ao choque das civilizações do século XXI) O texto deve ser relacionado com:  
  7. 7. UDESC 2012
    Observe a imagem: A imagem refere-se a um cartoon, de autoria de W.A. Rogers, de 1904, e faz referência à política do big stick (“grande porrete” numa tradução literal) do presidente norte-americano Theodore Roosevelt (governou os EUA entre 1901 e 1909). Assinale a alternativa correta, considerando as representações no cartoon e a política a qual ele se refere.
  8. 8. FGV 2002
    "Fale macio e use um porrete", dizia o presidente norte-americano Theodore Roosevelt para justificar a política externa dos EUA. A respeito da política conhecida como "Big Stick", podemos afirmar:
  9. 9. PUC-RJ 2006
    Desde o final do século XIX, os Estados Unidos intervieram política e economicamente várias vezes em países do continente, em especial no Caribe e América Central (...) A esse intervencionismo foi dado o nome de "Big Stick", inspirado numa frase famosa do Presidente Theodore Roosevelt sobre a política americana para o continente.             (Gerson Moura. "Tio Sam chega ao Brasil", pp. 15-16) Sobre o "Big Stick" estão corretas as afirmativas, À EXCEÇÃO DE:
  10. 10. FUVEST 2006
    A política externa dos Estados Unidos com relação à América Latina, na segunda metade do século XX, se pautou
  11. 11. UEM 2015
    Após a independência, houve uma grande expansão territorial dos Estados Unidos e um aumento da influência desse país no continente americano. A esse respeito, julgue as seguintes alternativas   I - A chamada Doutrina Monroe definia a política externa dos Estados Unidos para o continente americano, procurando limitar a intervenção europeia nesse continente. II - Em sua expansão para o norte, os Estados Unidos compraram o território do Canadá, em 1890. III - O crescimento econômico e demográfico norteamericano, no século XIX, estimulou a ocupação do território e a construção de ferrovias, ligando o país de leste a oeste. IV -Cuba, a última colônia espanhola na América, conseguiu sua independência com apoio norteamericano e tornou-se área de influência dos Estados Unidos até a Revolução liderada por Fidel Castro, em 1959. V- No começo do século XX, a Doutrina Monroe foi reformulada pelo Presidente J. F. Kennedy e passou a ser chamada de Política da Boa Vizinhança.   São  corretas:
  12. 12. UFG 2004
    Na primeira metade do século XIX, a América Latina foi convulsionada pelos movimentos de independência, provocando instabilidade na política internacional. Diante desse contexto, o governo norte-americano anunciou a Doutrina Monroe (1823), que se relaciona com 
  13. 13. UNIFESP 2008
    ... os continentes americanos, pela condição livre e independente que assumiram e mantêm, não deverão, daqui por diante, ser considerados objetos de futura colonização por parte de quaisquer potências europeias.. (mensagem da presidência dos Estados Unidos ao Congresso, em 1823).   Sobre essa mensagem, é correto afirmar que 
  14. 14. UFPR 2016
    Leia as duas declarações abaixo, associadas a dois presidentes estadunidenses:   “A América para os Americanos” – Doutrina Monroe, 1865.   “Todos somos americanos” – presidente Barack Obama, 17 de dezembro de 2014 (discurso sobre a reaproximação entre Estados Unidos e Cuba).     A respeito da postura dos Estados Unidos em sua política externa no continente americano, nos dois períodos históricos destacados acima, identifique como verdadeiras (V) ou falsas (F) as seguintes afirmativas:   ( ) A Doutrina Monroe defendia a autonomia dos países americanos frente ao domínio da Europa, após a emancipação das colônias hispânicas. Ao longo do século XIX, tal ideário serviu para justificar a política de preponderância norte-americana sobre os demais países do continente americano.   ( ) O presidente Obama defende a reconciliação entre os Estados Unidos e Cuba após o rompimento diplomático ocasionado pela Guerra Hispano-Americana. Por meio do pan-americanismo, os norte-americanos defendem a implantação da democracia e da modernização em Cuba.   ( ) A Doutrina Monroe defendia a união aduaneira dos países do continente americano, inspirada no ideário panamericano, após a emancipação das colônias hispânicas. Ao longo do século XIX, essa política favoreceu o domínio norte-americano sobre os países latinos produtores de matéria-prima.   ( ) O presidente Obama defende a reconciliação entre os Estados Unidos e Cuba após o rompimento das relações diplomáticas durante a Guerra Fria. Ao mesmo tempo em que reivindicam de Cuba o respeito aos direitos humanos, os Estados Unidos mantêm domínio sobre a baía de Guantánamo.   Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta, de cima para baixo.
  15. 15. UNIMONTES 2009
    A consolidação do capitalismo nos Estados Unidos e sua expansão ao longo dos séculos XIX e XX NÃO se relaciona com
  16. 16. UNICENTRO 2008
    O “sonho” de cooperação continental na América nasceu nos primeiros anos após as independências, com a iniciativa de Simón Bolívar (1783-1830) de convocar as novas nações para discutir as formas de colaboração. O primeiro encontro internacional ocorreu num congresso realizado no Panamá, em 1826. Predominava, então, uma visão idealizada acerca da possível aproximação entre os países do Novo Mundo. Até o fim do século XIX, uma outra imagem de integração, mais pragmática e capitaneada pelos Estados Unidos, passou a predominar. (CASTRO, 2007, p.18) De acordo com o texto e os conhecimentos sobre o Novo Mundo ao longo do século XIX e XX, pode-se afirmar:
  17. 17. PUC-RJ 2003
    "Julgamos propícia esta ocasião para afirmar, como um princípio que afeta os direitos e interesses dos Estados Unidos, que os continentes americanos, em virtude da condição livre e independente que adquiriram e conservam, não podem mais ser considerados, no futuro, como suscetíveis de colonização por nenhuma potência européia [...]"  (Mensagem do Presidente dos EUA James Monroe ao Congresso, 1823)   A Doutrina Monroe visava a contestar uma possível intervenção e recolonização, nas Américas, pelos governos da Europa da Santa Aliança. Assinale a alternativa que identifica uma ação ou deliberação do governo americano, nos últimos dois séculos, que melhor expressa o princípio acima. 
  18. 18. FCMS-JF 2011
    A ALCA é parte de um projeto integral dos Estados Unidos que começa há muito tempo, na realidade, há quase dois séculos, quando, em 1823, James Monroe proclama a famosa doutrina que leva seu nome, a da América para os americanos. ATILIO BORON Adaptado de http://www.revistaforum.com.br A proposta dos idealizadores da ALCA está ligada a(o):
  19. 19. UNICENTRO 2010
    Os Estados Unidos da América foram os iniciadores do processo de emancipação das colônias americanas. Assinale a alternativa correta para tal contexto histórico.
Gerar PDF da Página
Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.