Exercícios de Renascimento Cultural

Voltar para exercícios de História

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de Renascimento Cultural dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude História com esses e mais de 12000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página
  1. 1. UEL 2015
    Nas obras Commentariolus e Revolução das Orbes Celestes, Nicolau Copérnico formulou uma teoria que desafiou os dogmas da Igreja Católica Apostólica Romana, ao conceber um novo modelo. Assinale a alternativa que apresenta, corretamente, os valores culturais do Renascimento.
  2. 2. ENEM 2011
    Acompanhando a intenção da burguesia renascentista de ampliar seu domínio sobre a natureza e sobre o espaço geográfico, através da pesquisa científica e da invenção tecnológica, os cientistas também iriam se atirar nessa aventura, tentando conquistar a forma, o movimento, o espaço, a luz, a cor e mesmo a expressão e o sentimento. SEVCENKO, N. O Renascimento. Campinas: Unicamp, 1984. O texto apresenta um espírito de época que afetou também a produção artística, marcada pela constante relação entre
  3. 3. UFSCAR 2007
    "Os machos chamavam-se clerigaus, monagaus, padregaus, abadegaus, cardealgaus e papagau - este era o único da sua espécie... Perguntamos por que havia só um papagau. Responderam-nos que... dos clerigaus nascem os padregaus... dos padregaus nascem os bispogaus, destes os belos cardealgaus, e os cardealgaus, se antes não os leva a morte, acabam em papagau, de que ordinariamente não há mais que um, como no mundo existe apenas um Sol... Mas donde nascem os clerigaus?... - Vêm dum outro mundo, em parte de uma região maravilhosamente grande, que se chama Dias-sem-pão, em parte doutra região Gente-demasiada..."  Esse texto foi escrito por François Rabelais, no livro "Gargântua e Pantagruel", na primeira metade do século XVI. Em relação ao texto, é correto afirmar que:
  4. 4. PUC-RS 2004
    Responder à questão associando os nomes dos artistas e escritores do Renascimento italiano (coluna A) com as características gerais de suas obras (coluna B). Coluna A 1. Sandro Boticcelli 2. Leonardo da Vinci 3. Giovanni Boccaccio 4. Michelangelo Coluna B ( ) Escultor e pintor que realizou as obras Pietá, Davi e Moisés, inspirando-se na escultura gregoromana.   ( ) Escritor que produziu Decameron em dialeto italiano, obra na qual, com humor, faz uma crítica ao clero e aos costumes da época.   ( ) Pintor que, além de ter produzido o retrato mais famoso da história da arte, notabilizou-se como gênio inventivo.   ( ) Pintor que, influenciado pela mitologia clássica, concebeu Nascimento de Vênus e Alegoria da Primavera.   A numeração correta na coluna B, de cima para baixo, é
  5. 5. PUC-RJ 2014
    A imagem acima, "A Escola de Atenas", é considerada uma das maiores obras de arte renascentista. Foi elaborada sob a forma de afresco, realizado entre os anos de 1506-1510, sob encomenda do Vaticano para ornar um dos aposentos do palácio principal. Rafael Sanzio soube representar de modo magistral o espírito de sua época. No centro do afresco, as figuras dos filósofos Platão e Aristóteles bem como de outros sábios da Antiguidade. Considerando o contexto histórico retratado na obra e as proposições que se seguem, marque a alternativa CORRETA. I. A realização da grandiosa obra foi em parte possível pela prática do mecenato, que propiciava ao artista as condições materiais para a produção de obras de arte e de inventos científicos. II. A técnica da perspectiva, a valorização do volume dos corpos pelo contraste claro-escuro, e a utilização, no original, de cores vivas revelam a preocupação em representar as pinturas da forma mais realista possível. III. Apesar da crença em um conhecimento racional do mundo, os intelectuais desse contexto acreditavam na existência de Deus, que dotou o homem de raciocínio para desvendar as leis do universo. IV. Os intelectuais renascentistas buscaram inspiração nos padrões estéticos e nos conhecimentos produzidos pelos clássicos greco-romanos da Antiguidade.
  6. 6. UPE 2014
    Oue obra de arte é o homem! Oue nobre na razão, que infinito nas faculdades, na expressão e nos movimentos, que determinado e admirável nas ações; que parecido a um anjo de inteligência, que semelhante a um deus! (SHAKESPEARE, William. Hamlet. São Paulo: Abril Cultural, 1976. p. 87.) Partindo da análise da fala da personagem shakespeariana, assinale a alternativa que a associa às características do Renascimento Cultural.
  7. 7. UPE 2013
    Analise a imagem a seguir O quadro O nascimento de Vênus, de Sandro BotticeIIi, é uma das grandes realizações da arte renascentista. Sobre essa obra e seu contexto histórico, assinale a alternativa CORRETA.
  8. 8. UPE 2015
    Observe a imagem a seguir Ela reproduz um detalhe dos afrescos pintados por Michelangelo na Capela Sistina. Sobre a imagem e seu contexto histórico, assinale a alternativa CORRETA.
  9. 9. UFU 2007
    A imagem adiante foi concebida em 1434 pelo artista flamengo Jan Van Eyck (1390-1441). A cena foi encomendada pelo mercador italiano Giovanni AmoIfini - retratado na tela ao lado de sua noiva, Jeanne de Chenany - e testemunhava a união conjugal desse casal. Considerando o contexto social, econômico e artístico em que esse quadro foi pintado, assinale a alternativa INCORRETA.
  10. 10. UFF 2010
    O mundo moderno está associado, na sua origem, à cultura renascentista. Invenções e descobertas só puderam ser realizadas porque os intelectuais renascentistas reuniram tradições clássicas ocidentais e orientais, a fim de dar novo sentido a ideia de HOMEM e NATUREZA. Assinale a afirmativa que pode ser corretamente associada ao Renascimento.
  11. 11. ESPM 2012
    Que obra de arte é o homem: tão nobre no raciocínio; tão vário na capacidade; em forma de movimento, tão preciso e admirável, na ação é como um anjo; no entendimento é como um Deus; a beleza do mundo, o exemplo dos animais. (Willian Shakespeare. Hamlet) Pois o Senhor reinará na terra com seus santos, como dizem as escrituras, e nela terá sua Igreja, na qual nenhum mal penetrará, afastada e pura de toda a mancha do mal. A Igreja se revelará então com grande clareza, dignidade e justiça. Então não haverá prazer em enganar, em mentir, em ocultar o lobo sob a pele da ovelha. (Santo Agostinho. A Cidade de Deus) Os textos permitem constatar o contraste de diferentes concepções entre a renascença e a mentalidade medieval. A alternativa que apresenta o contraste que os textos revelam é:
  12. 12. UNESP 2012
    Os centros artísticos, na verdade, poderiam ser definidos como lugares caracterizados pela presença de um número razoável de artistas e de grupos significativos de consumidores, que por motivações variadas — glorificação familiar ou individual, desejo de hegemonia ou ânsia de salvação eterna — estão dispostos a investir em obras de arte uma parte das suas riquezas. Este último ponto implica, evidentemente, que o centro seja um lugar ao qual afluem quantidades consideráveis de recursos eventualmente destinados à produção artística. Além disso, poderá ser dotado de instituições de tutela, formação e promoção de artistas, bem como de distribuição das obras. Por fim, terá um público muito mais vasto que o dos consumidores propriamente ditos: um público não homogêneo, certamente (...). (Carlo Ginzburg. A micro-história e outros ensaios, 1991.) Os “centros artísticos” descritos no texto podem ser identificados
  13. 13. UNICAMP 2016
    A teoria da perspectiva, iniciada com o arquiteto Filippo Bruneleschi (1377-1446), utilizou conhecimentos geométricos e matemáticos na representação artística produzida na época. A figura a seguir ilustra o estudo da perspectiva em uma obra desse arquiteto. É correto afirmar que, a partir do Renascimento, a teoria da perspectiva
  14. 14. Espcex (Aman) 2014
    “A partir do século XI, a Europa Ocidental foi palco de uma série de mudanças: crescimento da população, avanço técnico, aumento da produtividade agrícola, intensificação do comércio entre o Ocidente e o Oriente e ascensão da burguesia (mercadores, armadores, banqueiros). Todas essas mudanças inspiraram uma nova visão do mundo, da arte e do conhecimento, impulsionando, assim, um movimento de grande renovação cultural, único na história do Ocidente: o Renascimento.” (BOULOS JR, 2011) São características do Renascimento:
  15. 15. UERN 2015
    O Vaticano inaugurou a nova iluminação do interior da Capela Sistina, que valoriza os detalhes de obras-primas da história da arte. Quando “O juízo final”, a parede de afrescos considerada a maior obra do humanismo, foi restaurada, há 20 anos, talvez o efeito obtido não fosse como o de hoje. Sete mil leds, com luz difusa e ao mesmo tempo intensa, permitem uma valorização sem precedentes das cores. (Disponível em: http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2014/10/vaticano-inaugura-nova-iluminacao-do-i terior-da-capela-sistina.html.) Patrimônio da humanidade, a obra de Michelangelo é um dos símbolos máximos do Renascimento. Sobre o contexto histórico em que foi produzida essa obra, é correto afirmar que
  16. 16. UNICAMP 2012
    De uma forma inteiramente inédita, os humanistas, entre os séculos XV e XVI, criaram uma nova forma de entender a realidade. Magia e ciência, poesia e filosofia misturavam-se e auxiliavam-se, numa sociedade atravessada por inquietações religiosas e por exigências práticas de todo gênero. (Adaptado de Eugenio Garin, Ciência e vida civil no Renascimento italiano. São Paulo: Ed. Unesp, 1994, p. 11.) Sobre o tema, é correto afirmar que:
  17. 17. UFF 2007
    O quadro de Leonardo da Vinci revela uma das facetas do grande artista do Renascimento que durante a vida transformou sua experiência de mundo em arte, sempre pronto a inovar. Essa criatividade levou Leonardo da Vinci a ser conhecido como um homem que
  18. 18. UFRN 2013
    Os historiadores fazem distinção entre o período medieval e a modernidade na Europa Ocidental. As imagens a seguir evidenciam essa nova concepção de mundo, característica da modernidade. Essas imagens remetem a aspectos da mentalidade do mundo moderno, que era caracterizado
  19. 19. UNICAMP 2015
    A primeira lei de Kepler demonstrou que os planetas se movem em órbitas elípticas e não circulares. A segunda lei mostrou que os planetas não se movem a uma velocidade constante. PERRY, Marvin. Civilização Ocidental: uma história concisa. São Paulo: Martins Fontes, 1999, p. 289. (Adaptado) É correto afirmar que as leis de Kepler
  20. 20. UFRGS 2011
    A partir da impressão em metal, concebida pelo alemão Gutenberg, começam a multiplicar-se os textos e obras literárias. A esse respeito, considere as seguintes afirmações. I. A imprensa permitiu a difusão da Bíblia em línguas vernaculares, reduzindo o papel desempenhado pelo clero. II. Na obra Don Quijote de La Mancha, Miguel de Cervantes criou uma sátira aos ideais da cavalaria medieval. III. Luís Vaz de Camões, em sua obra Os Lusíadas, inspirada na viagem de Vasco da Gama,    narra os feitos marítimos portugueses. Quais estão corretas?
  21. 21. UNESP 2008
    "Galileu, talvez mais que qualquer outra pessoa, foi o responsável pelo surgimento da ciência moderna. O famoso conflito com a Igreja católica se demonstrou fundamental para sua filosofia; é dele a argumentação pioneira de que o homem pode ter expectativas de compreensão do funcionamento do universo e que pode atingi-la através da observação do mundo real." (Stephen Hawking, "Uma breve história do tempo") O "famoso conflito com a Igreja católica" a que se refere o autor corresponde
  22. 22. UEG 2007
    Os padrões estéticos, longe de serem absolutos, são determinados por circunstâncias históricas específicas. Compare os padrões estéticos femininos das figuras apresentadas e julgue a validade das proposições a seguir. I. A figura 1 representa um modelo feminino da sociedade europeia do Renascimento, onde se valorizavam formas mais robustas, reflexo de uma época em que havia abundância de alimentos para a grande maioria da população. II. A figura 2 representa um padrão estético feminino da sociedade capitalista contemporânea, onde o corpo esbelto é continuamente exposto na mídia, tornando-se um modelo de beleza e um critério de aceitação social. III. No Renascimento, as representações do corpo feminino ganham destaque em função da reavaliação da condição humana, fazendo com que o corpo deixe de ser fonte de pecado e torne-se fonte de investigação e deleite. Assinale a alternativa CORRETA:
  23. 23. UEPA 2014
    O teólogo humanista Tomas Morus publicou em 1516 aquele que seria um dos mais importantes livros de todos os tempos. Trata-se de uma descrição conjectural de um não lugar, numa ilha do Atlântico Sul, com uma baia esplendorosa e ao fundo uma cadeia de montanhas. Ali viveria um povo diferente: homens e mulheres solidários uns aos outros, sem diferenças sociais ou econômicas decidindo os assuntos políticos em coletivo. De onde Morus havia tirado as informações? No prólogo, ele relata que conversara com marinheiros irlandeses que haviam estado no Brasil e lhe contado detalhes sobre o povo que lá vivia: eram os tupinambás. Foi esse povo o modelo para a obra que irá influenciar todo um sonho do Ocidente. (GOMES, Mércio Pereira. “Bom selvagem, mau selvagem”. Revista de História da Biblioteca Nacional. Ano 8/N° 91/Abril 2013. p.34). Identifique, nas alternativas abaixo, a obra e o período histórico a que o texto se refere.
  24. 24. UFF 2010
    O mundo moderno está associado, na sua origem, à cultura renascentista. Invenções e descobertas só puderam ser realizadas porque os intelectuais renascentistas reuniram tradições clássicas ocidentais e orientais, a fim de dar novo sentido à ideia de HOMEM e NATUREZA. Assinale a afirmativa que pode ser corretamente associada ao Renascimento.
  25. 25. UNESP 2013
    Podemos afirmar que as obras A divina comédia, escrita por Dante Alighieri no início do século XIV, e Dom Quixote, escrita por Miguel de Cervantes no início do século XVII,
  26. 26. FCMMG 2006
    Na Renascença, os humanistas “cívicos” acreditavam que a defesa da liberdade e da justiça eram os valores supremos da vida política.   No entanto, os autores de “espelhos para príncipes” desenvolveram a tese de que
  27. 27. UNB 2014
    A Europa viveu uma revolução cultural — a Renascença — nos séculos XV e XVI, nos quais muito dos antigos saberes do continente foi recuperado e um novo espírito de curiosidade científica assegurou-lhe avanços tecnológicos essenciais, que a colocaram à frente do resto do mundo. As viagens de exploração logo se transformaram em grandes ondas de colonização, que chegaram à maior parte do globo. Philip Parker. Guia Ilustrado Zahar: história mundial. Rio de Janeiro: Zahar, 2011, p. 216-7. 1     O momento das descobertas foi também o momento das rupturas. Ao lado das invenções técnicas, que permitiram as aventuras dos navegantes, transformações nas estruturas materiais e mentais deram início ao que a filosofia e a história chamam de “liberação do indivíduo”, tirando-o do anonimato medieval: “divinização do homem e humanização de Deus”. Avança a circulação das ideias, com a descoberta, por Gutenberg, do processo de impressão por meio de tipos móveis, com a multiplicação dos livros e o aparecimento da imprensa escrita. Adauto Nunes. Experiência e destino. In: Adauto Nunes (Org.). A descoberta do homem e do mundo. São Paulo: Companhia das Letras, 1998, p.10-1 (com adaptações).     Tendo como referência os fragmentos de texto acima, e considerando a inserção do Brasil no capitalismo nascente e a produção dos seus espaços geográficos, responda.   A valorização econômica e a organização do território brasileiro no século XVI eram coerentes com o projeto colonizador de Portugal, que foi essencialmente
  28. 28. UNICAMP 2016
    “Uma categoria inferior de servidores que coexiste nas grandes casas com os domésticos livres são os escravos. Um recenseamento enumera em Gênova, em 1458, mais de 2 mil. As mulheres estão em uma proporção esmagadora (97,5%) e 40% não têm ainda 23 anos. São totalmente desamparadas; todos na casa a repreendem, todos batem nela (patrão, mãe, filhos crescidos) e os testemunhos de processos em que elas comparecem mostram-nas vivendo, frequentemente no temor de pancadas. Em Gênova e Veneza, a escrava-criada é essencial no prestígio das nobres e ricas matronas.   (Adaptado de Charles De la Roncière,  “A vida privada dos notáveis toscanos no limiar da Renascença”, em  Georges Duby (org.), História da vida privada - da Europa feudal à Renascença, vol 2. São Paulo: Companhia das Letras, 1990, p. 235-236.)     Sobre o trabalho nas cidades italianas do período em questão, podemos afirmar corretamente que:    
  29. 29. UFT 2014
    Avalie o texto descrito a seguir. “(...) são múltiplos os caminhos do pensamento renascentista e certamente a variedade, a pluralidade de pontos de vistas e opiniões, (...) um dos fatores mais notáveis da sua fertilidade. (...) era plenamente coerente com sua insistência sobre a postura crítica, o respeito à individualidade, seu desejo de mudança.” FONTE: Adaptado de SEVCENKO, Nicolau. O Renascimento. SP: Atual, 1994, p.24.   Marque a alternativa que apresenta uma das características do Renascimento.  
  30. 30. UNEMAT 2011
    O Renascimento pode ser caracterizado como uma tendência cultural laica, racional e científica, que se estendeu do século XIV ao XVI.   Sobre o Renascimento, assinale a alternativa incorreta.
Gerar PDF da Página
Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login