Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

IBMEC-RJ 2013

A legislação ambiental brasileira tem sido insuficiente para bloquear a devastação da Floresta Amazônica, que ocupa 49,3% do território nacional. Na década de 1980, foram devastados, cerca de, 3,5% da superfície total. Hoje, mais de 12% da área original da floresta já foram destruídos, devido, principalmente, a políticas governamentais inadequadas com a expansão da fronteira de ocupação em direção à Amazônia.
Entre as razões que justificam o chamado “arco do desmatamento” na Amazônia Oriental, pode-se, corretamente, identificar:

I. A presença de culturas em larga escala na região, como a cana-de-açúcar e o café, que são intensas no arco do desmatamento, e promovem mais impactos sociais do que ambientais. No Pará, o governo estadual incentiva esses plantios comerciais (ao longo da Belém-Brasília e Santarém).
II. A concentração dos polos madeireiros. A exploração da madeira ocorre principalmente nas florestas de terra firme, situadas ao Norte do arco do desmatamento. Cabe ressaltar que, em virtude da existência do mogno (madeira de grande valor comercial), essa exploração se alarga no Oeste do Pará e Norte de Mato Grosso.
III. As atividades agropecuárias concentradas em um arco ao sul da Bacia Amazônica, que se estende do nordeste e sul do Pará, e passa pelo norte do Mato Grosso até Rondônia. A pecuária extensiva na região promove a derrubada de extensas áreas de floresta.

De acordo com exposto acima, assinale a opção correta.

Escolha uma das alternativas.