Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

Exercícios de Modernismo em Portugal

Voltar para exercícios de Literatura

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de Modernismo em Portugal dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude Literatura com esses e mais de 30000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página
  1. 1. FAAP 1996
    O Tejo é mais belo que o rio que corre pela minha aldeia Mas o Tejo não é mais belo que o rio que corre pela minha aldeia Porque o Tejo não é o rio que corre pela minha aldeia. O Tejo tem grandes navios E navega nele ainda, Para aqueles que veem em tudo o que lá não está, A memória das naus. O Tejo desce de Espanha E o Tejo entra no mar em Portugal. Toda a gente sabe isso. Mas poucos sabem qual é o rio da minha aldeia E donde ele vem. E por isso, porque pertence a menos gente, É mais livre e maior o rio da minha aldeia. Pelo Tejo vai-se para o Mundo. Para além do Tejo há a América E a fortuna daqueles que a encontram. Ninguém nunca pensou no que há para além Do rio da minha aldeia. O rio da minha aldeia não faz pensar em nada. Quem está ao pé dele está só ao pé dele. (Fernando Pessoa) Fernando Pessoa, o maior poeta de seu tempo e um dos grandes da Literatura Portuguesa. está ligado ao:
  2. 2. ENEM 2017
    TEXTO I TEXTO II Na sua produção, Goeldi buscou refletir seu caminho pessoal e político, sua melancolia e paixão sobre os intensos aspectos mais latentes em sua obra, como: cidades, peixes, urubus, caveiras, abandono, solidão, drama e medo. ZULIETTI, L. F. Goeldi: da melancolia ao inevitável. Revista de Arte, Mídia e Política. Acesso em: 24 abr. 2017 (adaptado).   O gravador Oswaldo Goeldi recebeu fortes influências de um movimento artístico europeu do início do século XX, que apresenta as características reveladas nos traços da obra de
  3. 3. PUC-SP 2005
    Sou um guardador de rebanhos. O rebanho é os meus pensamentos E os meus pensamentos são todos sensações. Penso com os olhos e com os ouvidos E com as mãos e os pés E com o nariz e a boca. Pensar uma flor é vê-la e cheira-ia E comer um fruto é saber-lhe o sentido. Por isso quando num dia de calor Me sinto triste de gozá-lo tanto, E me deito ao comprido na erva, E fecho os olhos quentes, Sinto todo o meu corpo deitado na realidade, Sei a verdade e sou feliz. No poema, de Alberto Caeiro,
  4. 4. ENEM 2012
    ARGAN, G. C. Arte moderna: do Iluminismo aos movimentos contemporâneos. São Paulo: Companhia das Letras, 1992. O quadro Les Demoiselles d’Avignon (1907), de Pablo Picasso, representa o rompimento com a estética clássica e a revolução da arte no início do século XX. Essa nova tendência se caracteriza pela
  5. 5. ENEM 2015
    TEXTO I TEXTO II Lucian Freud é, como ele próprio gosta de relembrar às pessoas, um biólogo. Mais propriamente, tem querido registrar verdades muito específicas sobre como é tomar posse deste determinado corpo nesta situação particular, neste específico espaço de tempo. SMEE, S. Freud. Köln: Taschen, 2010. Considerando a intencionalidade do artista, mencionada no Texto II, e a ruptura da arte no século XX com o parâmetro acadêmico, a obra apresentada trata do(a)
  6. 6. FAAP 1996
    O Tejo é mais belo que o rio que corre pela minha aldeia Mas o Tejo não é mais belo que o rio que corre pela minha aldeia Porque o Tejo não é o rio que corre pela minha aldeia. O Tejo tem grandes navios E navega nele ainda, Para aqueles que veem em tudo o que lá não está, A memória das naus. O Tejo desce de Espanha E o Tejo entra no mar em Portugal. Toda a gente sabe isso. Mas poucos sabem qual é o rio da minha aldeia E donde ele vem. E por isso, porque pertence a menos gente, E mais livre e maior o rio da minha aldeia. Pelo Tejo vai-se para o Mundo. Para além do Tejo há a América E a fortuna daqueles que a encontram. Ninguém nunca pensou no que há para além Do rio da minha aldeia. O rio da minha aldeia não faz pensar em nada. Quem está ao pé dele está só ao pé dele. (Fernando Pessoa) Portanto, criou seus versos:
  7. 7. MACKENZIE 1996
    Uma das características da obra de Álvaro de Campos é:
  8. 8. ENEM 2017
    TEXTO I TEXTO II No verão de 1954, o artista Robert Rauschenberg (n. 1925) criou o termo combine  para se referir a suas novas obras que possuíam aspectos tanto da pintura como da escultura. Em 1958, Cama foi selecionada para ser incluída em uma exposição de jovens artistas americanos e italianos no Festival dos Dois Mundos em Spoleto, na ltália. Os responsáveis pelo festival, entretanto, se recusaram a expor a obra e a removeram para um depósito. Embora o mundo da arte debatesse a inovação de se pendurar uma cama numa parede, Rauschenberg considerava sua obra “um dos quadros mais acolhedores que já pintei, mas sempre tive medo de que ninguém quisesse se enfiar nela”. DEMPSEY. A. Estilos, escolas e movimentos: guia enciclopédico da arte moderna. São Paulo: Cosac & Naify. 2003. A obra de Rauschenberg chocou o público na época em “que foi feita e recebeu forte influência de um movimento artístico que se caracterizava pela
  9. 9. UNIFESP 2013
    Leia o poema Prece, de Fernando Pessoa. Senhor, a noite veio e a alma é vil. Tanta foi a tormenta e a vontade! Restam-nos hoje, no silêncio hostil, O mar universal e a saudade. Mas a chama, que a vida em nós criou, Se ainda há vida ainda não é finda. O frio morto em cinzas a ocultou: A mão do vento pode ergué-ía ainda. Dá o sopro, a aragem - ou desgraça ou ânsia -, Com que a chama do esforço se remoça, E outra vez conquistaremos a Distância - Do mar ou outra, mas que seja nossa! (Fernando Pessoa. Mensagem, 1995.) Extraído do Iivro Mensagem, o poema pode ser considerado nacionalista, na medida em que o eu lírico
  10. 10. PUC-SP 2006
    Aquela senhora tem um piano Que é agradável mas não é o correr dos rios Nem o murmúrio que as árvores fazem... Para que é preciso ter um piano? O melhor é ter ouvidos E amar a Natureza. Sobre o poema acima apresentado. de Alberto Caeiro, é INCORRETO dizer que
  11. 11. PUC-SP 2006
    Um dos temas de Alberto Caeiro é refletir sobre o ato de escrever. O poeta, ao referir-se a produção de seus versos, sugere que há uma premência em mostra-los como algo que não pode ser ocultado, semelhantemente ao que ocorre com elementos da natureza. Confirma inteiramente essa relação de semelhança o trecho
  12. 12. ENEM 2015
    Casa dos Contos & em cada conto te cont o & em cada enquanto me enca nto & em cada arco te a barco & em cada porta m e perco & em cada lanço t e alcanço & em cada escad a me escapo & em cada pe dra te prendo & em cada g rade me escravo & em ca da sótão te sonho & em cada esconso me affonso & em cada claúdio te canto & e m cada fosso me enforco & ÁVILA, A. Discurso da difamação do poeta. São Paulo: Summus, 1978. O contexto histórico e literário do período barroco- árcade fundamenta o poema Casa dos Contos, de 1975. A restauração de elementos daquele contexto por uma poética contemporânea revela que
  13. 13. ENEM 2015
    As formas plásticas nas produções africanas conduziram artistas modernos do início do século XX, como Pablo Picasso, a algumas proposições artísticas denominadas vanguardas. A máscara remete à
  14. 14. ENEM 2015
    O Surrealismo configurou-se como uma das vanguardas artísticas europeias do início do século XX. René Magritte, pintor belga, apresenta elementos dessa vanguarda em suas produções. Um traço do Surrealismo presente nessa pintura é o(a)
  15. 15. UFRGS 2012
    Considere as seguintes afirmações sobre a poesia de Álvaro de Campos, heterônimo de Fernando Pessoa. I. Em Todas as Cartas de Amor São, o eu lírico recusa-se a escrever porque prefere sonhar a viver. II. No Poema em Linha Reta, a trajetória do indivíduo é descrita como sendo vinculada a fracassos e vilezas, o que provoca seu cansaço e sua revolta. III. Em Aniversário, o eu lírico, acreditando ter recuperado a perfeição do passado, renega os familiares mortos. Quais estão corretas?
  16. 16. ENEM 2014
    Camelôs Abençoado seja o camelô dos brinquedos de tostão: O que vende balõezinhos de cor O macaquinho que trepa no coqueiro O cachorrinho que bate com o rabo Os homenzinhos que jogam boxe A perereca verde que de repente dá um pulo que engraçado E as canetinhas-tinteiro que jamais escreverão coisa alguma. Alegria das calçadas Uns falam pelos cotovelos: Uns falam pelos cotovelos: — “O cavalheiro chega em casa e diz: Meu filho, vai buscar um pedaço de banana para eu acender o charuto. Naturalmente o menino pensará: Papai está malu...” Outros, coitados, têm a língua atada. Todos porém sabem mexer nos cordéis como o tino ingênuo de demiurgos de inutilidades. E ensinam no tumulto das ruas os mitos heroicos da meninice... E dão aos homens que passam preocupados ou tristes uma lição de infância. BANDEIRA, M. Estrela da vida inteira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2007. Uma das diretrizes do Modernismo foi a percepção de elementos do cotidiano como matéria de inspiração poética. O poema de Manuel Bandeira exemplifica essa tendência e alcança expressividade porque
  17. 17. UESPI 2012
    Mário de Sá-Carneiro, ao lado de Fernando Pessoa, Almada-Negreiros e Tomás de Almeida, entre outros, fundaram em 1915, em Portugal, a revista Orpheu. Além de ser uma revista de princípios estetizantes e esotéricos, qual outro traço programático se pode reconhecer nesta revista?
  18. 18. UFRGS 2001
    Leia o texto abaixo. "Passa uma borboleta por diante de mim E pela primeira vez no Universo eu reparo Que as borboletas na'o têm cor nem movimento, Assim como as flores não têm perfume nem cor. A cor é que tem cor nas asas da borboleta, No movimento da borboleta o movimento é que se move. O perfume é que tem perfume no perfume da flor. A borboleta é apenas borboleta E a flor é apenas flor" A leitura do texto nos permite concluir que Fernando Pessoa fala pela voz de
  19. 19. UNESPAR 2010
    Relacione as colunas de acordo com os artistas brasileiros e os movimentos dos quais fizeram parte em determinado momento de suas carreiras.   ( 1 ) Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho. ( 2 ) Frans Krajcberg. ( 3 ) Belmiro de Almeida. ( 4 ) Tarsila do Amaral. ( 5 ) Lasar Segall. ( ) Expressionismo. ( ) Escultura contemporânea. ( ) Academicismo. ( ) Modernismo. ( ) Barroco.   A alternativa que apresenta a sequência correta é:
  20. 20. Espcex (Aman) 2015
    O texto a seguir refere-se a qual poeta brasileiro?   “Em sua obra, o drama da existência revela uma provável influência das ideias pessimistas do filósofo alemão Schopenhauer, que marcaram o final do século XIX. Além disso, certas posturas verificadas em sua poesia – o desejo de fugir da realidade, de transcender a matéria e integrar-se espiritualmente no cosmo – parecem originar-se não apenas do sentimento de opressão e mal-estar produzido pelo capitalismo, mas também do drama racial e pessoal que o autor vivia.”
  21. 21. UNESP
    Assinale a alternativa em que se caracteriza a estética simbolista.
  22. 22. UPF 2014
    A literatura _______________ representa frequentemente o indivíduo que, impelido por forte emoção e pelo senso de liberdade, entra em choque com o mundo real que o cerca. A narrativa _______________ representa de modo objetivo e minucioso personagens, comportamentos e relações sociais, com a finalidade moral de desvelar os vícios e a mediocridade que os caracterizam. A poesia _______________ busca, pelas associações imagísticas, pela sonoridade e pelo ritmo, sugerir um mundo superior, que transcenda o mundo apreendido pelos órgãos dos sentidos. A poesia _______________, por meio de um estilo exuberante, feito frequentemente de antíteses e paradoxos, exprime uma visão de mundo contraditória, dividida entre os valores espirituais cristãos, próprios da Idade Média, e os valores racionais e sensoriais, próprios do Renascimento.   As palavras que preenchem corretamente as lacunas nas frases são, respectivamente:
  23. 23. ENEM 2010
    “Todas as manhãs quando acordo, experimento um prazer supremo: o de ser Salvador Dalí.” NÉRET, G. Salvador Dalí. Taschen. 1996. Assim escreveu o pintor dos “relógios moles” e das “girafas em chamas” em 1931. Esse artista excêntrico deu apoio ao general Franco durante a Guerra Civil Espanhola e, por esse motivo, foi afastado do movimento surrealista por seu líder, André Breton. Dessa forma, Dalí criou seu próprio estilo, baseado na interpretação dos sonhos e nos estudos de Sigmund Freud, denominado “método de interpretação paranoico”.   Esse método era constituído por textos visuais que demonstram imagens 
  24. 24. PUC-PR 2001
    A história da poesia brasileira no século XX pode ser dividida em cinco momentos:   I- A coexistência do Parnasianismo e do Simbolismo. II- O Modernismo, iniciado oficialmente com a Semana de Arte Moderna. III- A Geração de 45. IV- O Concretismo. V- A poesia contemporânea.   Numere as características abaixo de acordo com essa divisão e assinale a alternativa que contém a sequência encontrada:   (    ) Incorporação do espaço gráfico. (    ) Ruptura com o formalismo da estética anterior. (    ) O culto da forma, seja na técnica de composição, seja na expressividade sonora. (    ) Misticismo e retomada da tradição formal. (    ) Metapoética e experimentalismo.
  25. 25. UNESP 2016
    Leia um trecho do “Manifesto do Surrealismo”, publicado por André Breton em 1924.   Surrealismo: Automatismo psíquico por meio do qual alguém se propõe a exprimir o funcionamento real do pensamento. Ditado do pensamento, na ausência de controle exercido pela razão, fora de qualquer preocupação esté- tica ou moral.   O Surrealismo assenta-se na crença da realidade superior de certas formas de associação, negligenciadas até aqui, na onipotência do sonho, no jogo desinteressado do pensamento. (Apud Gilberto Mendonça Teles. Vanguarda europeia e Modernismo brasileiro, 1992. Adaptado.)   Tendo em vista as considerações de André Breton, assinale a alternativa cujos versos revelam influência do Surrealismo.
  26. 26. ENEM PPL 2009
    Violoncelo (...) Chorai, arcadas Do violoncelo! Convulsionadas Pontes aladas De pesadelo... (...) De que esvoaçam, Brancos, os arcos... Por baixo passam, Se despedaçam, No rio, os barcos. PESSANHA, Camilo. Violoncelo. In: GOMES, Á. C. O Simbolismo, São Paulo: Editora Ática, 1994, p.45. Os poetas simbolistas valorizaram as possibilidades expressivas da língua e sua musicalidade. Aprofundaram a expressão individual até o nível do subconsciente. Desse esforço resultou, quase sempre, uma visão desencantada e pessimista do mundo. Nas estrofes destacadas do poema Violoncelo, as características do Simbolismo revelam-se na 
  27. 27. PUC-CAMPINAS 2015
    A cidade do Rio de Janeiro abre o século XX defrontandose com perspectivas extremamente promissoras. Aproveitando de seu papel privilegiado na intermediação dos recursos da economia cafeeira e de sua condição de centro político do país, a sociedade carioca viu acumular-se no seu interior vastos recursos enraizados principalmente no comércio e nas finanças (...) Uma verdadeira febre de consumo tomou conta da cidade, toda ela voltada para a "novidade", a "última moda"... (SEVCENKO, Nicolau. Literatura como missão. Tensões sociais e criação cultural na Primeira República. São Paulo: Brasiliense. 1985)     Nos anos que antecedem a Semana de 22, algumas publicações literárias marcaram o período que se convencionou chamar de
  28. 28. UNESPAR 2011
    Os artistas durante as primeiras décadas do século XX começaram a experimentar novos caminhos criativos. A modernização e mecanização da produção industrial pós Segunda Guerra Mundial, além de propostas inovadoras de literatos e poetas, foram fatores que impulsionaram inquietantes movimentos artísticos. Identifique o movimento, destacando-se certos aspectos característicos e artistas marcantes.   1) Cubismo. 2) Futurismo. 3) Fauvismo. 4) Surrealismo. 5) Dadá (ou Dadaísmo).   I) Imaginação e expressão pessoal, sentimentos resultantes da experiência humana causada pelas Grandes Guerras. O movimento floresceu na Europa e nos EUA, nos anos de 1920 e 1930. II) Chamado também de arte cinética, um movimento que valorizava a velocidade das máquinas, crescente complexidade dos centros urbanos, sentimento de exaltação do futuro. III) Um termo francês que significa “cavalinho de pau” encontrado por acaso no rol de palavras do vocabulário infantil. O movimento queria deixar claro que todos os valores estabelecidos, morais e éticos, haviam perdido seu significado em decorrência da Primeira Guerra Mundial. IV) O termo francês que significa feras, serviu para denominar o movimento, criado com a influência de pesquisas artísticas sobre a percepção ótica, manifestação de alegria, intensa movimentação das cenas cotidianas e otimismo. Um estilo novo e radical, cheio de cores violentas e distorções ousadas. V) Um dos principais pontos de mutação da arte no século XX, desenvolveu-se entre os anos de 1908 e 1914.   i) Henri Matisse, Vlaminck e Paul Gaughin. ii) Pablo Picasso, George Braque, Gris e Léger. iii) Salvador Dali, Marc Chagal e Joan Miró. iv) Marcel Duchamp, Jean Arp e Kurt Schwitters. v) Marinetti, Umberto Boccioni, Carlo Carrà e Giacomo Balla.   A alternativa que apresenta a relação adequada é:  
  29. 29. UNESPAR 2010
    As manifestações da arte africana ou arte negra do século XVI ao serem apresentadas em exposições na Europa influenciaram vários artistas modernos. Assim, por volta de 1905, alguns artistas começaram a usar a arte primitiva para desmontar a concepção clássica de beleza, criando um movimento e, segundo Santos (2002), entre as premissas do estilo estava o abandono da perspectiva ou da ilusão das três dimensões. Entre os pintores que participaram do movimento, destacaram-se:
  30. 30. UNESPAR 2011
    Relacione as colunas de acordo com os artistas e os movimentos dos quais fizeram parte em determinado momento de suas carreiras.   1) Paul Cézanne 2) René Magritte 3) Roy Lichtenstein 4) Monet 5) Diego Velásquez   ( ) Pós-impressionismo ( ) Impressionista ( ) Barroco espanhol ( ) Surrealismo ( ) Arte Pop   A sequência correta é:
Gerar PDF da Página
Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login