Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

OBB 2015

O Parlamento Britânico aprovou, na tarde desta terçafeira, um procedimento de fertilização in vitro que usa gametas de três pessoas (duas mulheres e um homem) para gerar bebês. O assunto divide a sociedade, colocando de lados opostos críticos, entre eles a Igreja, para quem a novidade consiste em "design de bebês", e cientistas entusiasmados com a hipótese de reduzir a incidência de crianças com doenças congênitas herdadas de suas mães.O procedimento foi aprovado por 382 votos a favor contra 128 em oposição ao tratamento. Durante o debate, parlamentares disseram que a técnica é uma "luz no fim do túnel para muitas famílias". O procedimento ainda precisa ser aprovado pela Câmara Alta do parlamento e, se passar, o primeiro "bebê com três pais" pode nascer no Reino Unido no ano que vem.Uma das técnicas aprovadas consiste em transplante de núcleo entre dois óvulos. Uma mulher com DNA mitocondrial defeituosotem o núcleo de seu óvulo removido. Este núcleo, carregando informações genéticas como altura, cor dos olhos e cor da pele, é então implantado no óvulo de uma doadora com DNA mitocondrial saudável, cujo núcleo foi previamente retirado. Este óvulo, com informações de ambas as mulheres, é, em seguida, fecundado pelo espermatozoide do pai. O embrião gerado tem 0,1% de DNA da doadora.

Fonte: http://oglobo.globo.com/sociedade/saude/parlamento-britanicoaprova-procedimento-que-permitira-bebe-com-tres-genitores-15231386

 

O novo procedimento aprovado na Inglaterra é importante pois o uso de óvulos de uma segunda mulher evita:

Escolha uma das alternativas.