Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

Exercícios de Émile Durkheim

Voltar para exercícios de Sociologia

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de Émile Durkheim dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude Sociologia com esses e mais de 30000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página
  1. 91. UEL 2011
    “O primeiro beijo é sempre o último”. Assim um informante define, com certa nostalgia, o surgimento de uma nova rotina na prática de “ficar” entre os jovens ao longo da night. “Ficar” é essencialmente beijar, beijar em série, beijar muito. O primeiro beijo, marcado por algo absolutamente fugaz, registro imediato do tátil, desliga- -se do que outrora era ritual do enamoramento, prelúdio de uma trajetória sentimental. [...] No campo do afeto e do exercício da sociabilidade, essa mesma noite propicia comportamentos que revelam a transitoriedade, a seriação e o deslocamento afetivo como um novo mecanismo de agrupamento dos jovens. ALMEIDA, M. I. M. de. Guerreiros da noite - cultura jovem e nomadismo urbano, In Ciência hoje, v. 34, n. 202, p. 28. Com base no texto e nos conhecimentos sobre a sociabilidade moderna, considere as afirmativas a seguir. I. As práticas assinaladas entre os jovens identificam-se ao que se definiu como pós-modernidade, isto é, relações fluidas, marcadas pela instantaneidade e por rupturas contínuas com referenciais pré-estabelecidos. II. O comportamento dos jovens que optam pela prática do “ficar” é diferente do estado anômico, analisado por Durkheim, na medida em que as bases da existência social mantêm seu funcionamento normal. III. A vida social moderna, ao individualizar os sujeitos, eliminou a necessidade, entre os jovens, de participar de agrupamentos identitários e de estabelecer vínculos sociais com outras pessoas. IV. A adoção da prática antissocial do “ficar” é fruto de uma juventude sem valores morais, como família, tradição e propriedade privada, presentes desde os primórdios da humanidade. Assinale a alternativa correta.
  2. 92. UNICENTRO 2013
    Sobre o conceito de Solidariedade mecânica de Émile Durkheim, assinale a alternativa correta.
  3. 93. UFU 2003
    A teoria educacional de Émile Durkheim é tributária do seu modo de conceber a socialização dos indivíduos, ou seja, o processo de transformação dos indivíduos em seres sociais. Como tal, a educação participa da mesma natureza e exibe as mesmas características gerais dos demais fatos sociais.   Assinale a ÚNICA afirmação, entre as que são apresentadas a seguir, que não está de acordo com as idéias de Durkheim a respeito do processo de educação e socialização dos indivíduos.
  4. 94. UEAP 2013
    Um jovem que havia ingressado recentemente na universidade foi convidado para uma festa de recepção de calouros. No convite distribuído pelos veteranos não havia informação sobre o traje apropriado para a festa. O calouro, imaginando que a festa seria formal, compareceu vestido com traje social. Ao entrar na festa, em que todos estavam trajando roupas esportivas, causou estranheza, provocando risos, cochichos com comentários maldosos, olhares de espanto e de admiração. O calouro não estava vestido de acordo com o grupo e sentiu as represálias sobre o seu comportamento. As regras que regem o comportamento e as maneiras de se conduzir em sociedade podem ser denominadas, segundo Émile Durkheim (1858-1917), como fato social. Um fato social reconhece-se pelo poder de coerção externa que exerce ou é suscetível de exercer sobre os indivíduos. (DURKHEIM, E. As regras do método sociológico. São Paulo: Martin Claret, 2001).   Sobre coerção, analise as afirmativas abaixo e, a seguir, assinale a alternativa correta.   I. Pode ser reconhecida através das sanções aplicadas caso haja violação de determinado fato social. II. Traduz-se como uma reação direta da sociedade com relação à moral, às crenças, usos ou mesmo à moda. III. É um produto da vida comum, resultante das consciências individuais, caracterizando-se como uma realidade sui generis. IV. As normas de conduta ou de pensamento são, além de externas aos indivíduos, dotadas de poder coercitivo, porque se impõem aos indivíduos, independente de suas vontades. V. A Coerção não necessita ser drástica; igualmente são eficazes o riso, a zombaria, o afastamento dos amigos, quando tal comportamento não constitui transgressões às leis, mas às convenções da sociedade.  
  5. 95. UNIMONTES 2011
    A Educação é a ação exercida pelas gerações adultas sobre as gerações que não se encontram ainda preparadas para a vida social, que tem como objetivo suscitar e desenvolver, na criança, certo número de estados físicos, intelectuais e morais, reclamados pela sociedade política no seu conjunto e pelo meio especial a que a criança, particularmente, se destine. Émile Durkheim, Educação e Sociedade Sobre a definição do autor para educação, podemos afirmar, EXCETO
  6. 96. UNISC 2009
    Em relação aos conceitos de solidariedade orgânica e de solidariedade mecânica na sociologia de Émile Durkheim, é correto afirmar que I- a solidariedade mecânica é típica de sociedades capitalistas. II- nas sociedades onde predomina a solidariedade mecânica, a consciência coletiva exerce todo seu poder de coerção sobre os indivíduos. III- a divisão do trabalho social cria, ao mesmo tempo, solidariedade orgânica e solidariedade mecânica. IV- em sociedades onde predomina a solidariedade orgânica, a consciência coletiva se afrouxa, ao mesmo tempo em que a divisão do trabalho social promove uma interdependência que garante a coesão social. V- nas sociedades onde predomina a solidariedade mecânica, cada um tem a liberdade de crer, de querer e de agir conforme suas preferências. Assinale a alternativa correta
  7. 97. UFU 2004
    As assertivas a seguir resumem formulações teóricas da Sociologia sobre coesão social e anomia. Leia-as e assinale a alternativa que indica as formulações corretas na tradição teórica de Émile Durkheim.   I - A solidariedade mecânica, como base da coesão social, perde terreno para a solidariedade orgânica, quando aumenta a divisão social do trabalho, como se observa na transição das sociedades agrárias para as sociedades urbanas-industriais. II - A solidariedade mecânica funda-se na adesão total do indivíduo ao grupo ao qual pertence, enquanto a solidariedade orgânica tem fundamento na cooperação dos indivíduos e grupos, segundo a interdependência de suas funções sociais. III - A transição da solidariedade mecânica para a orgânica impõe transformações na estrutura social, incluindo mudanças em seus fundamentos morais que, quando mal assimiladas, podem levar a estados de anomia, como se vê em alguns casos de suicídio. IV - A anomia corresponde a situações de desorganização pessoal e social decorrentes da ausência de consciência coletiva, da luta de classes e do desencantamento do mundo próprios das sociedades de consumo, formadas por hordas e clãs sem identidades.
  8. 98. UFU 2014
    A interpretação da modernidade, de acordo com Émile Durkheim, é construída tendo em vista dois polos de sociedade que ele procura explicar a partir da solidariedade mecânica e da solidariedade orgânica. Tendo em vista a solidariedade orgânica, o autor aponta suas características, considerando formas distintas de organização social, laços de solidariedade e tipo de direito, marcadas, respectivamente, pela
  9. 99. UNIMONTES 2012
    Assinale a alternativa que NÃO corresponde ao conceito de Sociedade, formulado pelo sociólogo francês Émile Durkheim (1858-1917).
  10. 100. UEL 2007
    Leia o texto a seguir: “Mudança social refere-se às modificações que ocorrem nos padrões de vida de um povo. Essas modificações são causadas por uma variedade de fatores, de natureza interna ou externa, isto é, por forças decorrentes de condições existentes dentro do grupo ou fora dele”. Fonte: KOENIG, S. Elementos de Sociologia. Tradução de Vera Borda, 5. ed. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1976. p. 326.   Com base no texto e nos conhecimentos das diferentes abordagens teóricas sobre o tema, é correto afirmar:
  11. 101. UPE 2011
    Émile Durkheim (1858-1917) é considerado, por muitos estudiosos, o fundador da Sociologia como ciência independente das demais Ciências Sociais. Sua contribuição foi fundamental, pois, por meio do estabelecimento de regras e de métodos próprios, determinou o objeto da Sociologia e formulou alguns conceitos importantes para compreender a sociedade. Com relação a esse assunto, analise os itens a seguir:   I. A sociedade prevalece sobre o indivíduo, pois as regras e as normas sociais são construídas exteriormente às consciências individuais. II. A Sociologia tem como principal objeto de estudo a compreensão dos fatos sociais. III. Fatos sociais podem ser definidos como “coisas”, ou seja, são maneiras de agir, pensar e sentir construídas coletivamente e que orientam a vida dos indivíduos em sociedade. IV. Os fatos sociais são dependentes dos indivíduos e dotados de poder coercitivo. V. As instituições sociais, como a Igreja, o Exército e a família, são importantes para compreender como as normas sociais são consolidadas fora dos indivíduos.   Estão CORRETOS
  12. 102. UFU 1999
    De acordo com a definição de fato social de Durkheim, escolha a alternativa correta.
  13. 103. UFU 2002
    Uma característica notável da produção capitalista é que ela se sustenta graças ao constante aperfeiçoamento técnico e ao aumento incessante da produtividade. Condição essencial para isto é uma divisão do trabalho, que acaba por tornar cada tarefa individual um ato abstrato e aparentemente sem qualquer relação com o produto final. Assim, a própria divisão capitalista do trabalho, a atribuição de tarefas ou mesmo de uma atividade profissional atendem aos interesses particulares dos grupos dominantes e só eventualmente dos produtores: seu próprio prazer está subordinado à produção. QUINTANEIRO, Tania & outros, Um toque de clássicos: Durkheim, Marx e Weber, Belo Horizonte: Editora UFMG, 1995, p. 96. Com base no texto acima, identifique as afirmações que podem ser consideradas teoricamente pertinentes e, a seguir, marque a alternativa correta. I - Trata-se de um dos argumentos da teoria marxista para a análise do caráter fetichista da mercadoria e da alienação dos indivíduos submetidos às relações sociais de produção na sociedade capitalista. II - Trata-se de um argumento comum às teorias sociológicas de Émile Durkheim, Karl Marx e Max Weber, uma vez que os três pensadores convergem inteiramente quanto aos conceitos de indivíduo, divisão social do trabalho e alienação. III - Trata-se de um argumento pertinente da teoria marxista para a análise das relações entre o indivíduo e a sociedade, uma vez que, para Karl Marx, a formação das subjetividades individuais depende das relações sociais de produção. IV - Trata-se de um argumento sociológico da teoria marxista que pressupõe o fim das subjetividades individuais e das identidades coletivas na sociedade capitalista, tendo em vista os fenômenos da globalização da economia.
  14. 104. UNICENTRO 2010
    Durkheim presenciou algumas das mais importantes criações da sociedade moderna, como a invenção da eletricidade, do cinema, dos carros de passeio, entre outros. No seu tempo, havia um certo otimismo causado por essas invenções, mas Durkheim também percebia entraves nessa sociedade moderna: eram os problemas de ordem social. (Sociologia / vários autores. – Curitiba: SEED-PR, 2006, p. 33).   Considerando a teoria sociológica elaborada por esse autor e seu estudo sobre a divisão do trabalho social, assinale qual alternativa está correta.
  15. 105. UPE 2016
    Nas três primeiras décadas do século XX, embora a burguesia já mostrasse sem disfarces a sua faceta conservadora e belicista, defrontando-se com um movimento operário organizado, e testemunhasse também um acontecimento como a instalação do poder soviético na Rússia, conseguia, não obstante, controlar, até certo ponto, as ameaças dos movimentos e dos grupos revolucionários. Além disso, deve-se mencionar que a existência da monopolização das empresas e dos capitais daquelas décadas, embora consideráveis, evidentemente eram menos acentuadas do que são em nossos dias. Dessa forma, a burocratização do trabalho intelectual não era ainda uma realidade viva e concreta que aprisionava e inibia a imaginação dos sociólogos. MARTINS, Carlos Benedito. O que é Sociologia? São Paulo: Brasiliense, 2006, pp. 76-77.   O texto faz referência a um período da história da Sociologia. Sobre esse período, é CORRETO afirmar que
  16. 106. UNICENTRO 2015
    Com base nos conhecimentos sociológicos de Émile Durkheim sobre mudanças sociais, assinale a alternativa correta.
  17. 107. UFU 2001
    A relação entre indivíduo e sociedade se apresenta como tema central na Sociologia, desde os autores clássicos. Dentre as alternativas abaixo, assinale a alternativa INCORRETA.
  18. 108. UNIOESTE 2013
    Karl Marx (1818 – 1883), Émile Durkheim (1858 -1917) e Max Weber (1864 – 1920), teóricos da Sociologia, chegam a conclusões distintas em suas análises e reflexões sobre as funções das religiões nas sociedades. Com base na visão desses sociólogos, assinale a alternativa correta.
  19. 109. UFU 2003
    Uma das maiores contribuições de Émile Durkheim é o estudo teórico das formas de solidariedade que distinguem as coletividades, numa visão evolutiva do seu desenvolvimento.   Analise as alternativas abaixo e marque a ÚNICA que descreve adequadamente a relação entre consciência individual e consciência coletiva, em uma situação de solidariedade orgânica.
  20. 110. UNIMONTES 2012
    Escrevendo num contexto de vigência do Estado liberal-democrático, Èmile Durkheim (1858-1917) foi o autor, entre os clássicos da Sociologia, que mais refletiu sobre a estreita relação entre educação e cidadania. Ao mesmo tempo em que sintetiza sua análise, desenvolve um conjunto de ideias que influenciarão o desenvolvimento da teoria sociológica aplicada no contexto educacional. Considerando as reflexões do autor sobre esse tema, é INCORRETA a afirmativa
  21. 111. UEL 2011
    Em recente debate em torno das denúncias de pedofilia na Igreja Católica, um membro do clero brasileiro declarou que “a culpa é da sociedade”. De acordo com repercussão na revista Veja, “sociedade”, nestes termos, é uma abstração destinada a escamotear a verdade – a de que são os indivíduos os responsáveis por seus delitos. Veja, São Paulo, 12 maio 2010, p. 101. Com base no texto e nas teorias sociológicas clássicas a respeito da relação entre indivíduo e sociedade, é correto afirmar:
  22. 112. UNICENTRO 2016
    As análises sociológicas de Émile Durkheim, ao mesmo tempo que demonstram a intenção em emancipar a sociologia das outras ciências, indicam a preocupação com as crises e problemas de sua época, ou o que esse autor denominou de estado de anomia da sociedade industrial. Em sua obra As Regras do Método Sociológico, Durkheim estabelece o método e o objeto de estudo da Sociologia. O domínio de toda a ciência deve corresponder ao universo empírico e se preocupar apenas com essa realidade, ou seja, o estudo metódico que conduz ao estabelecimento de leis explicativas dos fenômenos. A Sociologia seria uma ciência no meio de outras ciências positivas. (Adaptado de: RODRIGUES, J. A. (Org.). Émile Durkheim: sociologia. São Paulo: Ática, 1978. p.19-21; MARTINS, C. B. O que é sociologia. São Paulo: Brasiliense, 1982. p.50-51.)   Com base no texto e nos conhecimentos sociológicos de Durkheim sobre o estado de anomia da sociedade industrial, assinale a alternativa correta.
  23. 113. UNICENTRO 2013
    Informe se é verdadeiro (V) ou falso (F) o que se afirma a seguir e assinale a alternativa com a sequência correta.   ( ) O positivismo inicia-se no século XIX com Auguste Comte, para quem a humanidade atravessa três etapas progressivas, indo da superstição religiosa à metafísica e à teologia, para chegar, finalmente, à ciência positiva, ponto final do progresso humano. ( ) Comte, herdeiro das ideias do filósofo inglês Thomas Hobbes, dirá que o homem não é sociável por natureza, mas sim por artifício. Sendo partidário de uma visão individualista e liberal, propõe o estudo científico da sociedade: assim como há uma física da Natureza, a sociologia deve estudar os fatos humanos usando procedimentos, métodos e técnicas empregados pelas ciências naturais. ( ) A concepção positivista não termina no século XIX com Comte, mas será uma das correntes mais poderosas e influentes nas ciências humanas em todo o século XX. ( ) A sociologia positivista, iniciada por Comte e desenvolvida como ciência pelo francês Emile Durkheim, estuda a sociedade como fato, afirmando que o fato social deve ser tratado como uma coisa, à qual são aplicados os procedimentos de análise e síntese criados pelas ciências naturais. ( ) O positivismo, herdeiro direto do cartesianismo, insiste no dualismo corpo-consciência, segundo o qual o homem é um ser duplo, composto de uma substância pensante e uma substância extensa. Assim como Descartes, o ponto de partida de Comte é converter a dúvida em método e, dessa forma, instituir o campo de atuação da sociologia: estudar a substância extensa enquanto fato social, isto é, do ponto de vista empírico.
  24. 114. UEL 2010
    Ao separar completamente o patrão e o empregado, a grande indústria modificou as relações de trabalho e apartou os membros das famílias, antes que os interesses em conflito conseguissem estabelecer um novo equilíbrio. Se a função da divisão do trabalho falha, a anomia e o perigo da desintegração ameaça todo o corpo social e quando o indivíduo, absorvido por sua tarefa se isola em sua atividade especial, já não percebe os colaboradores que trabalham ao seu lado e na mesma obra, nem sequer tem ideia dessa obra comum. DURKHEIM, E. A Divisão Social do Trabalho. Apud QUINTEIRO, T.; BARBOSA, M. L. O.; OLIVEIRA, M. G. M. Toque de Clássicos. vol 1. Durkheim, Marx e Weber. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2007. p. 91. A função moral da divisão do trabalho social segundo Èmile Durkheim se define por  
  25. 115. UNICENTRO 2011
    Um dos livros muito conhecidos do sociólogo Emile Durkheim é o “Da divisão do trabalho social”, obra publicada em 1893. Nesse livro, o autor identifica o surgimento de um novo método de trabalho que conduzia a uma nova fonte de interação social.   Sobre a função da divisão do trabalho em Durkheim, assinale V para as afirmativas verdadeiras e F, para as falsas. (     ) A especialização das profissões e a divisão do trabalho baseiam-se em uma ética asceta que leva os indivíduos a buscarem acumulação e eficiência e a evitarem o desperdício e a preguiça. (     ) Os resultados econômicos da divisão do trabalho são de menos importância, pois o efeito moral, o sentimento de solidariedade que essa produz é a sua verdadeira função. (     ) Um arranjo social com classes dominantes e classes dominadas em constante conflito entre si é uma das principais implicações da divisão social do trabalho. (     ) A divisão do trabalho possibilita a coesão social, garantindo o funcionamento harmônico do organismo social.   A alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo, é a
  26. 116. UFU 1999
    Assinale a alternativa INCORRETA. Durkheim afirma que no estudo dos fatos sociais, o cientista social, ao trabalhar, deve
  27. 117. UFU 2000
    Para Durkheim é fato social I- todo e qualquer hábito individual. II- o sistema educacional e as normas que regem o funcionamento da escola. III- as organizações político-partidárias. IV- o estilo arquitetônico de construção de igrejas, residências etc. Selecione a alternativa correta.
  28. 118. UFU 2004
    O conceito de sociedade é fundamental às Ciências Sociais, ao lado do conceito de cultura e foi objeto de definições diferentes entre autores clássicos como Karl Marx e Émile Durkheim. Entre as alternativas a seguir, assinale a INCORRETA, confonne as concepções de sociedade desses autores.
  29. 119. UEL 2013
    Leia o texto a seguir. Sentir-se muito angustiado com a ideia de perder seu celular ou de ser incapaz de ficar sem ele por mais de um dia é a origem da chamada “nomofobia”, contração de no mobile phobia, doença que afeta principalmente os viciados em redes sociais que não suportam ficar desconectados. Uma parte da população acha que, se não estiver conectada, perde alguma coisa. E se perdemos alguma coisa, ou se não podemos responder imediatamente, desenvolvemos formas de ansiedade ou nervosismo. (Adaptado de: O medo de não ter o celular à disposição cria nova fobia.  Acesso em: 9 abr. 2012.)   Com base no texto e nos conhecimentos sobre socialização e instituições sociais, na perspectiva funcionalista de Durkheim, assinale a alternativa correta.
  30. 120. UFU 2003
    Em sua obra, Da divisão do trabalho social, Émile Durkheim explicita a noção de um “estado de anomia” que seria vivenciado pela sociedade, em sua totalidade ou parcialmente, em determinadas circunstâncias. Considere os exemplos abaixo e assinale a ÚNICA alternativa que não é relacionada por Durkheim a uma situação anômica.
Gerar PDF da Página
Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login