Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

Exercícios de Émile Durkheim

Voltar para exercícios de Sociologia

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de Émile Durkheim dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude Sociologia com esses e mais de 30000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página
  1. 121. UFFS 2011
    É todo fato social analisado, definido e interpretado sociologicamente; é todo fato que pode ser objeto da ciência.   O texto acima representa o conceito de:
  2. 122. UNIOESTE 2013
    Segundo Émile Durkheim, em sua obra As formas elementares da vida religiosa (1996, p. 19), “os fenômenos religiosos classificam-se naturalmente em duas categorias fundamentais: as crenças e os ritos. As primeiras são estados da opinião, consistem em representações; os segundos são modos de ação determinados. Entre esses dois tipos de fatos, há exatamente a diferença que separa o pensamento do movimento. Os ritos só podem ser definidos e distinguidos das outras práticas humanas, notadamente das práticas morais, apenas pela natureza especial do seu objeto. Com efeito, uma regra moral, assim como um rito, nos prescreve maneiras de agir, mas que se dirigem a objetos de um gênero diferente. Portanto, é o objeto do rito que precisaríamos caracterizar para podermos caracterizar o próprio rito. Ora, é na crença que a natureza especial desse objeto se exprime. Assim, só se pode definir o rito após se ter definido a crença. Todas as crenças religiosas conhecidas, sejam elas simples ou complexas, apresentam um mesmo caráter comum: pressupõem uma classificação das coisas, reais ou ideais, que os homens concebem, em duas classes, em dois gêneros opostos, designados geralmente por dois termos distintos que as palavras “profano” e “sagrado” traduzem bastante bem. A divisão do mundo em dois domínios que compreendem, um, tudo o que é sagrado, outro, tudo o que é profano, tal é o traço distintivo do pensamento religioso: as crenças, os ritos, os gnomos, as lendas, são representações ou sistemas de representações que exprimem a natureza das coisas sagradas, as virtudes e os poderes que lhes são atribuídos, sua história, suas relações mútuas e com as coisas profanas. Mas por coisas sagradas, convém não entender simplesmente esses seres pessoais que chamamos deuses ou espíritos: um rochedo, uma árvore, uma fonte, um seixo, um pedaço de madeira, uma casa, em uma palavra, uma coisa qualquer pode ser sagrada”.   Partindo da análise do texto transcrito acima, assinale a alternativa correta. 
  3. 123. UFU 2001
    De acordo com Durkheim, a anomia refere-se à ausência ou inadequação das regras que regulam as situações de interação social. Analise as afirmativas abaixo e selecione a alternativa correta.
  4. 124. UFU 2004
    Com relação aos conceitos de solidariedade mecânica e solidariedade orgânica, na obra de Èmile Durkheim, assinale a alternativa INCORRETA.
  5. 125. UFU 2004
    Em Émile Durkheim, a Sociologia aparece como conhecimento científico, como uma espécie de autoconsciência da sociedade.   Assinale a alternativa correta que corrobora esse princípio, nos termos de suas formulações teóricas.
  6. 126. UNICENTRO 2014
    Entre as notáveis produções intelectuais e as contribuições de filósofos e cientistas sociais, destacam-se as produções de Karl Marx, Émile Durkheim e Max Weber. Basicamente, foi a partir de suas obras que a Sociologia moderna foi concebida como um campo de conhecimento com métodos e objetos próprios.   Nesse sentido, pode-se dizer que existem três paradigmas que polarizam as produções e criações de cientistas sociais, cujos princípios explicativos sintetizam os fundamentos das mais diversas tendências, teorias, escolas ou interpretações.   Relacione os paradigmas, na coluna superior, com os seus respectivos princípios explicativos, na coluna inferior. (I) Teoria Sistêmica. (II) Fenomenologia. (III) Dialética Hegeliana.   (A) Contradição. (B) Causação funcional. (C) Conexão de sentido.   Assinale a alternativa que contém a associação correta.
  7. 127. UEL 2005
    Emile Durkheim observa que uma condição fundamental para que a sociedade possa existir é a presença de um consenso social. Pois sem consenso não há cooperação entre os indivíduos e, portanto, não há vida social. Este consenso é garantido pelo meio moral que compartilhamos, o qual, por sua vez, é produzido pela cooperação entre os indivíduos através de um processo de interação que Durkheim chamou de divisão do trabalho social. Desse modo, conforme o tipo de divisão do trabalho social que predomina na vida coletiva numa determinada época, tem-se um tipo diferente de solidariedade entre os indivíduos. Durkheim destaca dois tipos de solidariedade: a mecânica e a orgânica. No Brasil, por exemplo, nota-se a influência das idéias positivistas em boa parte de sua legislação. (Adaptado de: RODRIGUES, Alberto T. Sociologia da Educação. Rio de Janeiro: DP&A, 2000. p.27-28.)   Considere as afirmativas a seguir, que apresentam artigos e parágrafos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT- Edição de 1988) e da Constituição de 1988.   I. “[São condições para o funcionamento do Sindicato:] a proibição de qualquer propaganda de doutrinas incompatíveis com as instituições e os interesses da Nação [...]”. II. “[São prerrogativas dos Sindicatos:] colaborar com o Estado, como órgãos técnicos e consultivos, no estudo e solução dos problemas que se relacionam com a respectiva categoria ou profissão liberal”. III. “[Dos direitos e deveres individuais e coletivos:] a criação de associações e, na forma da lei, a de cooperativas independem de autorização, sendo vedada a interferência estatal em seu funcionamento”. IV. “[Da Organização Sindical:] A solidariedade de interesses econômicos dos que empreendem atividades idênticas, similares ou conexas constitui o vínculo social básico que se denomina aqui categoria econômica”.   Remetem ao conceito de solidariedade orgânica, apenas as afirmativas:
  8. 128. UFU 1998
    De acordo com a distinção que Durkheim faz entre o fato social normal e o patológico, podemos afirmar que I- as formas sociais mais gerais constituem o estado normal da vida social. II- o fato social é patológico, quando impede o progresso social. III- a excepcionalidade da forma social revela seu caráter patológico. IV- o fato social é normal, quando corresponde às condições de existência da sociedade.
  9. 129. UFU 1999
    Assinale a alternativa INCORRETA. O Poder é compreendido como fato social, quando
  10. 130. UFU 2002
    Em um de seus estudos mais destacados na Sociologia, Émile Durkheim afirma: Se, como tentamos estabelecer, a educação tem antes de tudo uma função coletiva, se tem por objetivo adaptar a criança ao meio social onde ela está destinada a viver, é impossível que a sociedade se desinteresse desse tipo de operação (...). É necessário que a educação assegure entre os cidadãos uma suficiente comunhão de idéias e sentimentos, sem a qual qualquer sociedade é impossível; e para que possa produzir esse resultado é também necessário que não seja totalmente abandonada ao arbítrio de particulares (...). Não é sequer admissível que a função do educador possa ser preenchida por alguém que não apresente garantias especiais, a respeito das quais só o Estado pode julgar. (...) Mas, por outro lado, sem uma certa diversidade, toda cooperação seria impossível: a própria educação assegura a persistência dessa diversidade necessária, diversificando-se e especializando-se. DURKHEIM, Émile. Educação e Sociologia. São Paulo: Melhoramentos, 1976, p. 90. Analise as proposições abaixo e, a seguir, assinale a alternativa correta. I - Para Durkheim a educação tem função coletiva, mas deve se submeter às leis da diversidade e da especialização do mercado executadas pela ação do Estado. II - Durkheim define a educação como um fato social que, em caso de deterioração, poderia até contribuir para um estado de anomia da sociedade. III - Durkheim vê nos conteúdos da educação uma espécie de cimento da estabilidade social que deve ser garantido pelo juízo institucional do Estado. IV - Durkheim enfatiza que a educação não pode prescindir de um papel coletivo, sob a tutela estatal, como condição para manter a sociedade viável.
  11. 131. UEL 2009
    A palavra “comunidade” entrou no vocabulário popular. É comum ouvir-se, por exemplo, a frase: “UEL promove curso voltado à comunidade”. Utilizada no dia-a-dia, “comunidade” é, no entanto, um conceito fundamental no interior do pensamento sociológico clássico. Para Durhan, Na linguagem comum, a noção de comunidade refere-se a uma coletividade na qual os participantes possuem interesses comuns e estão afetivamente identificados uns com os outros. Essa idéia, que pressupõe harmonia nas relações sociais, é altamente valorizada, constituindo, por assim dizer, o ideal da vida social. É nesse sentido que a comunidade aparece como um mito do nosso tempo, pois ao ideal que ela representa opõe-se a realidade do conflito de interesses e da impessoalidade das relações sociais própria da nossa sociedade. DURHAN, E. R. A dinâmica da cultura. São Paulo: COSACNAIFY, 2004. p. 221. Com base no enunciado e nos conhecimentos sobre o tema comunidade, considere as afirmativas a seguir. I. A comunidade, para Tönnies, é um tipo de relação entre vontades humanas caracterizada por uma vontade social baseada na concordância, nas regras sociais comumente aceitas e na religião. II. A base da comunidade, de acordo com Weber, reside, a exemplo do que acontece na sociedade, em uma relação na qual a ação social exprime uma compreensão de interesses por motivos racionais de fins ou de valores. III. Segundo Marx, a verdadeira relação de comunidade só é possível no comunismo. Portanto, comunidade e sociedade de classes são incompatíveis. IV. A oposição comunidade-sociedade corresponde, de certa forma, à oposição entre solidariedade mecânica e solidariedade orgânica, introduzida na sociologia francesa por Émile Durkheim. Assinale a alternativa correta.
  12. 132. UNICENTRO 2016
    As análises sociológicas de Émile Durkheim, ao mesmo tempo que demonstram a intenção em emancipar a sociologia das outras ciências, indicam a preocupação com as crises e problemas de sua época, ou o que esse autor denominou de estado de anomia da sociedade industrial. Em sua obra As Regras do Método Sociológico, Durkheim estabelece o método e o objeto de estudo da Sociologia. O domínio de toda a ciência deve corresponder ao universo empírico e se preocupar apenas com essa realidade, ou seja, o estudo metódico que conduz ao estabelecimento de leis explicativas dos fenômenos. A Sociologia seria uma ciência no meio de outras ciências positivas. (Adaptado de: RODRIGUES, J. A. (Org.). Émile Durkheim: sociologia. São Paulo: Ática, 1978. p.19-21; MARTINS, C. B. O que é sociologia. São Paulo: Brasiliense, 1982. p.50-51.)   Assinale a alternativa que apresenta, corretamente, o método aplicado no estudo dos fatos sociais, por Durkheim.
  13. 133. UNIOESTE 2010
    Por meio de seus estudos a respeito da Religião, Émile Durkheim aponta, para além dos aspectos básicos de qualquer instituição social: coesão social, fortalecimento social, solidariedade etc., que
  14. 134. UFU 2004
    Sobre a formulação durkheimiana de Estado moderno em quadros de anomia social, é correto afirmar que
  15. 135. UEL 2009
    Karl Marx, Émile Durkheim e Max Weber são considerados os pilares do pensamento sociológico moderno. Apesar das diferenças existentes entre eles a respeito do que é vida social e sua base, há, nos três pensadores, uma intensa preocupação com o método de apreensão do objeto a ser investigado, no caso, as relações sociais. Com base nos conhecimentos sobre a reflexão metodológica de Marx, Durkheim e Weber, assinale a alternativa correta.
Gerar PDF da Página
Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login