Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

Quer colocar o estudo em prática? O Stoodi tem exercícios de Karl Marx dos maiores vestibulares do Brasil.

Estude Sociologia com esses e mais de 30000 que caíram no ENEM, Fuvest, Unicamp, UFRJ, UNESP e muitos outros vestibulares!

Gerar PDF da Página
  1. 91. UEL 2006
    O misterioso da forma da mercadoria reside no fato de que ela reflete aos homens as características sociais do seu próprio trabalho, como características objetivas dos próprios produtos do trabalho e, ao mesmo tempo, também da relação social dos produtores com o trabalho total como uma relação social existente fora deles, entre objetos. (Adaptado: MARX, Karl. O Capital. São Paulo: Nova Cultural, 1988. p. 71.) Com base no texto e nos conhecimentos sobre o tema, é correto afirmar que, para Marx:
  2. 92. UNICENTRO 2009
    Émile Durkheim, Marx Weber e Karl Marx são clássicos da Sociologia não só porque suas obras apresentam embasamentos teóricos profundos para a explicação dos fenômenos sociais, mas, principalmente, porque até hoje servem de inspiração para as análises sobre a sociedade. Sobre os Clássicos da Sociologia, é correto afirmar:
  3. 93. UFMA 2008
    Enumere a segunda coluna, de acordo com a primeira, relacionando as obras com seus respectivos autores e em seguida marque a opção que contém a seqüência correta da segunda coluna.   Primeira Coluna (1)O suicídio (2) A ética protestante e o espírito do capitalismo (3)O capital   Segunda Coluna   ( ) Karl Marx (1818-1883) ( ) Émile Durkheim (1858-1917) ( ) Max Webber (1864-1920)
  4. 94. UEMA 2013
    Auguste Comte, Karl Marx eÉmile Durkheim são considerados os grandes pilares da Sociologia como ciência burguesa. Nessa época, a Sociologia, para se afirmar no campo das ciências, adotou o Positivismo. Assinale a assertiva que melhor expressa o sentido do Positivismo sociológico.
  5. 95. UEL 2008
    Sobre a exploração do trabalho no capitalismo, segundo a teoria de Karl Marx (1818-1883), é correto afirmar:
  6. 96. UNICENTRO 2015
    As formulações teóricas e análises de Karl Marx sobre a sociedade capitalista e sua consequente superação resultam em efeitos importantes na moderna teoria social e sociológica. Com base nas análises desse autor sobre o capitalismo, assinale a alternativa correta. 
  7. 97. UNICENTRO 2014
    O Holocausto foi o genocídio dos judeus durante a II Guerra Mundial. “O pensamento ideológico que estava por trás daquele terrível ato que exterminou cerca de 6 milhões de judeus, que não eram reconhecidos como seres humanos, era a ideia de superioridade da ‘raça ariana’ alemã. A perseguição e o extermínio dos nazistas alemães contra os judeus ficaram conhecidos na história como antissemitismo”. (Adaptado de: SILVA, S. A. S. Diversidade Cultural Brasileira. Sociologia/vários autores. Curitiba: SEED-PR, 2006. p.142.)   Na obra A Ideologia Alemã, manuscrito redigido por Karl Marx e Friedrich Engels, os autores apresentam alguns componentes básicos acerca do conceito de Ideologia. Com base nos conhecimentos sobre essa obra, considere as afirmativas a seguir.   I. A ideologia atua como consciência falsa da realidade, porém consciência necessária aos homens em sua convivência e em sua atividade social. II. Ideologia são as ideias da classe que domina uma sociedade, as quais influenciam toda a sua população, independentemente do grau de consciência. III. O pensamento de Marx e Engels evidencia que as nossas escolhas estão ligadas à ideologia, ou seja, aos nossos próprios ideais, independentemente dos interesses daqueles que dominam a sociedade. IV. É um sistema de pensamento neutro, pois não influencia na legitimação ou manutenção da ordem social existente, ou para a sua transformação.   Assinale a alternativa correta.
  8. 98. UFU 2004
    Na teoria social de Karl Marx, NÃO se relaciona à contradição básica da sociedade capitalista a
  9. 99. UEL 2004
    “A casa não é destinada a morar, o tecido não é disposto a vestir, O pão ainda é destinado a alimentar: ele tem de dar lucro. Mas se a produção apenas é consumida, e não é também vendida Porque o salário dos produtores é muito baixo – quando é aumentado Já não vale mais a pena mandar produzir a mercadoria –, por que Alugar mãos? Elas têm de fazer coisas maiores no banco da fábrica Do que alimentar seu dono e os seus, se é que se quer que haja Lucro! Apenas: para onde com a mercadoria? A boa lógica diz: Lã e trigo, café e frutas e peixes e porcos, tudo junto É sacrificado ao fogo, a fim de aquentar o deus do lucro! Montanhas de maquinaria, ferramentas de exércitos em trabalho, Estaleiros, altos-fornos, lanifícios, minas e moinhos: Tudo quebrado e, para amolecer o deus do lucro, sacrificado! De fato, seu deus do lucro está tomado pela cegueira. As vítimas Ele não vê. [...] As leis da economia se revelam Como a lei da gravidade, quando a casa cai em estrondos Sobre as nossas cabeças. Em pânico, a burguesia atormentada Despedaça os próprios bens e desvaira com seus restos Pelo mundo afora em busca de novos e maiores mercados. (E pensando evitar a peste alguém apenas a carrega consigo, empestando Também os recantos onde se refugia!) Em novas e maiores crises A burguesia volta atônita a si. Mas os miseráveis, exércitos gigantes, Que ela, planejadamente, mas sem planos, arrasta consigo, Atirando-os a saunas e depois de volta a estradas geladas, Começam a entender que o mundo burguês tem seus dias contados Por se mostrar pequeno demais para comportar a riqueza que ele próprio criou.” (BRECHT, Bertolt. O manifesto. Crítica marxista, São Paulo, n. 16, p.116, mar. 2003.)   Os versos anteriores fazem parte de um poema inacabado de Brecht (1898-1956) numa tentativa de versificar O manifesto do partido comunista de Karl Marx (1818-1883) e Friedrich Engels (1820-1895). De acordo com o poema e com os conhecimentos da teoria de Marx sobre o capitalismo, é correto afirmar que, na sociedade burguesa, as crises econômicas e políticas, a concentração da renda, a pobreza e a fome são:
  10. 100. UNIOESTE 2014
    A teoria do Materialismo Histórico, desenvolvida por Karl Marx, engloba um conjunto de conceitos que perpassam um novo entendimento do sistema capitalista, das classes sociais e do Estado. Sobre os principais conceitos que compõem a teoria do Materialismo Histórico, é CORRETO afirmar que
  11. 101. UNIMONTES 2011
    A ideia da ideologia, na sociedade capitalista, pressupõe a elaboração de um discurso homogêneo, pretensamente universal, que, buscando identificar a realidade social com o que as classes dominantes pensam sobre ela, esconde, oculta as contradições existentes e silencia as representações contrárias às dessa classe. Parte-se do pressuposto de que a sociedade capitalista é uma sociedade harmônica, em que não há nenhuma forma de exploração. TOMAZI, N.D. Sociologia da Educação Considerando as reflexões do autor sobre esse tema, julgue os itens a seguir: I - Essas reflexões estão apoiadas nas ideias de Karl Marx sobre a ideologia na sociedade capitalista. II - Essas reflexões concordam com o fato de que a sociedade capitalista está dividida em classes que são contraditórias e conflituosas e que, portanto, existem explicações, teorias divergentes e discursos conflituosos sobre a realidade social. III - Essas reflexões estão apoiadas nas ideias de Max Weber sobre a sociedade capitalista. IV - Essas reflexões partem do pressuposto de que a ideologia é sempre expressa por um grupo ou por uma classe, sendo, portanto, o indivíduo apenas o subsidiário de todo um pensamento anterior e mais amplo sobre a vida social. Estão CORRETOS os itens
  12. 102. UFU 2001
    Levando-se em conta a maneira como Marx, Durkheim e Weber concebem o Estado aponte a alternativa INCORRETA. 
  13. 103. UPE 2011
    Karl Marx (1818-1883) analisou o trabalho na sociedade capitalista, procurando demonstrar a existência de conflitos entre trabalhadores e capitalistas (burgueses detentores dos meios de produção). Essa abordagem teórica demonstrou como ocorre a acumulação do capital nesse tipo de relação social. Mais-valia é uma expressão marxista, cujo conceito explica como se constituem as relações entre trabalhadores e patrões. Sobre o conceito de mais-valia, é CORRETO afirmar que é
  14. 104. UNICENTRO 2015
    Tá vendo aquele edifício, moço? Ajudei a levantar Foi um tempo de aflição Eram quatro condução Duas pra ir, duas pra voltar Hoje depois dele pronto Olho pra cima e fico tonto Mas me vem um cidadão E me diz desconfiado “Tu tá aí admirado? Ou tá querendo roubar?” Meu domingo tá perdido Vou pra casa entristecido Dá vontade de beber E pra aumentar meu tédio Eu nem posso olhar pro prédio Que eu ajudei a fazer Tá vendo aquele colégio, moço? Eu também trabalhei lá Lá eu quase me arrebento Fiz a massa, pus cimento Ajudei a rebocar Minha filha inocente Vem pra mim toda contente “Pai, vou me matricular” Mas me diz um cidadão “Criança de pé no chão Aqui não pode estudar” (Zé Ramalho. Cidadão. Composição: Lucio Barbosa.)   Com base no texto, assinale a alternativa que apresenta, corretamente, a teoria de Karl Marx sobre produção e reprodução do capital.
  15. 105. UFU 2015
    Em 2006, o DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) lançou um estudo intitulado “A jornada de trabalho no Brasil” na qual se pode ler que   [...] com exceção das conquistas obtidas em acordos ou convenções coletivas desde a Constituição de 1988, praticamente todas as alterações nos direitos trabalhistas foram no sentido de diminuir direitos e/ou de intensificar o ritmo de trabalho.   DIEESE. A Jornada de Trabalho no Brasil. Disponível em  . Acesso em: 22 fev. 2015.   Tomando por base as reflexões de Karl Marx acerca da jornada de trabalho e seus conhecimentos sobre a realidade nacional, é correto afirmar que:
  16. 106. UNICENTRO 2016
    Com base nos conhecimentos da sociologia de Karl Marx sobre a relação entre existência e consciência, assinale a alternativa correta.
  17. 107. UNICENTRO 2014
    O trabalhador é tanto mais pobre quanto mais riqueza produz, quanto mais cresce sua produção em potência e em volume. O trabalhador converte-se em uma mercadoria tanto mais barata quanto mais mercadorias produz. A desvalorização do mundo humano cresce na razão direta da valorização do mundo das coisas. O trabalho não apenas produz mercadorias, produz também a si mesmo e ao operário como mercadoria, e justamente na proporção em que produz mercadorias em geral. (MARX, K; ENGELS, F. Crítica da educação e do ensino. Lisboa: Moraes, 1978. p.94.)   A partir da reflexão de Karl Marx acerca do trabalho na sociedade capitalista, considere as afirmativas a seguir.   I. Com a consolidação do capitalismo, Karl Marx definiu duas classes sociais que estão em permanente conflito e em contradição na sociedade: a burguesia, detentora dos meios de produção e do capital, e o proletariado, que necessita vender a sua força de trabalho em troca de salário por não ter os meios de produção e capital. II. O trabalho se transforma em força de trabalho quando se torna uma mercadoria que pode ser comprada e vendida. E, para que ele se transforme em mercadoria, é necessário que o trabalhador seja desvinculado de seus meios de produção, ficando apenas com a sua força de trabalho para vender. III. Karl Marx identifica os operários como mercadoria pelo fato de estes venderem a sua força de trabalho. Contudo, o autor apresenta perspectivas positivas em relação à sociedade capitalista, já que existem avanços em relação à sociedade feudal. IV. Ainda que exista divisão de classes e acentuadas desigualdades sociais, na perspectiva de Karl Marx, a sociedade capitalista obteve grandes avanços, considerando que os trabalhadores passam a ser assalariados, ao contrário do feudalismo, cujas relações baseavam-se nas relações servis.   Assinale a alternativa correta
  18. 108. UNIOESTE 2009
    Com base nos seus conhecimentos sobre o termo IDEOLOGIA, considere as afirmativas a seguir: I. Trata-se de um conjunto de idéias, valores ou crenças que orientam a percepção e o comportamento dos indivíduos sobre diversos assuntos ou aspectos sociais e políticos. II. Na perspectiva marxista, a ideologia é um conceito que denota “falsa consciência”: uma crença mistificante que é socialmente determinada e que se presta a estabilizar a ordem social vigente em benefício das classes dominantes. III. A ideologia consiste em idéias explícitas, fruto da reflexão coletiva e, portanto, internalizadas por todos os indivíduos sem possibilidades de se romper com seus pressupostos. IV. A ideologia pode ser usada para manipular, direcionar e/ou limitar a visão das pessoas sobre determinado assunto ou questão. Assinale a alternativa que contém todas as afirmativas corretas.
  19. 109. UFFS 2011
    É uma ideia que na sociedade capitalista pressupõe a elaboração de um discurso homogêneo, pretensamente universal, que, buscando identificar a realidade social com que as classes dominantes pensam sobre ela, esconde, oculta as contradições existentes e silencia as representações contrárias às dessa classe.
  20. 110. UEMA 2013
    Leia o fragmento a seguir: Não é de hoje que a crítica justa e necessária aos excessos do capitalismo é apenas um aperitivo para a negação total e utópica do sistema. Sob esse ponto de vista, tem razão quem acha que a presidente Dilma precisou de coragem para anunciar a adoção de práticas de livre mercado em seu governo, por meio de associações com empresas privadas dentro da regra do jogo de mercado [...]. É preciso ter coragem para celebrar o capitalismo, sistema econômico que está longe de ser perfeito, mas, a exemplo da democracia na política, é melhor do que todos os demais. VEJA. São Paulo: Abril, 15 ago. 2012. As características do capitalismo como sistema políticoeconômico são
  21. 111. ENEM PPL 2013
    Depois de dez anos de aparente imobilidade, 77 950 operários estavam em greve em São Bernardo, Santo André, São Caetano e Diadema – o chamado ABCD, coração industrial do país. Em todas as fábricas, os operários cruzaram os braços em silêncio. Apanhado de surpresa, o governo militar ficou por algum tempo sem ação. Os empregadores, por sua vez, sofriam sérios prejuízos a cada dia de greve. ALVES, M. H. M. Estado e oposição no Brasil (1964-1984). Petrópolis: Vozes, 1984 (adaptado).   O movimento sindical, em fins dos anos 1970, começou a se rearticular e a patrocinar greves de significativa repercussão. Essas greves aconteceram em um contexto político-institucional de
  22. 112. UNIMONTES 2015
    A premissa da análise marxista da sociedade é, portanto, a existência de seres humanos que, por meio da interação com a natureza e com outros indivíduos, dão origem à vida social. No texto Ideologia Alemã, Marx e Engels defendem que o primeiro fato histórico é, pois, a produção dos meios que permitem satisfazer as necessidades humanas, a produção da própria vida material; trata-se de um fato histórico; de uma condição fundamental de toda a história, que é necessário, tanto hoje como há milhares de anos, executar, dia a dia, hora a hora, a fim de manter os homens vivos. Considerando essa reflexão, é INCORRETO afirmar:
  23. 113. UNIOESTE 2016
    “I. Burgueses e proletários. A história de todas as sociedades até hoje existente é a história das lutas de classes. Homem livre e escravo, patrício e plebeu, senhor feudal e servo, mestre de corporação e companheiro, em resumo, opressores e oprimidos, em constante oposição, têm vivido numa guerra ininterrupta, ora franca, ora disfarçada; uma guerra que terminou sempre ou por uma transformação revolucionária da sociedade inteira, ou pela destruição das classes em conflito” (MARX, Karl. ENGELS, Friedrich. Manifesto Comunista. São Paulo: Boitempo, 2010, p. 40).   Assinale a alternativa CORRETA: para Karl Marx (1818-1883) como se originam as classes sociais?
  24. 114. UNICENTRO 2012
    A respeito das análises que Karl Marx fez sobre o capitalismo, é correto afirmar:
  25. 115. UEL 2004
    A Volkswagen vende cinco vezes mais automóveis do que a BMW, mas vale menos no mercado do que a rival. Para saber por que, é preciso pegar um operário típico da montadora alemã. Klaus Seifert é um veterano da casa. Cabelo grisalho, Seifert é um planejador eletrônico de currículo impecável. Sua filha trabalha na montadora e, nas horas vagas, o pai dá aulas de segurança no trânsito em escolas vizinhas. Mas Seifert tem, ainda, uma bela estabilidade no emprego. Ganha mais de 100 mil marcos por ano (51.125 euros), embora trabalhe apenas 7 horas e meia por dia, quatro dias por semana. ‘Sei que falam que somos caros e inflexíveis’, protesta o alemão durante o almoço no refeitório da sede da Volkswagen AG. ‘Mas o que ninguém entende é que produzimos veículos muito bons.’ E quanto a lucros muito bons?” A relação entre lucro capitalista e remuneração da for- ça-de-trabalho pode ser abordada a partir do conceito de mais-valia, definido como aquele “valor produzido pelo trabalhador [e] que é apropriado pelo capitalista sem que um equivalente seja dado em troca.” BOTTOMORE, Tom. Dicionário do pensamento marxista. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1998. p. 227.   Com o intuito de ampliar a taxa de extração de mais-valia absoluta, a medida imediata mais adequada a ser tomada por uma empresa de automóveis seria:
  26. 116. UNICENTRO 2015
    “Proletários de todos os países, uni-vos!” – é com essa última frase que Karl Marx e Friedrich Engels concluem o livro O Manifesto Comunista, publicado pela primeira vez em fevereiro de 1848, em Londres. Com base nos conhecimentos sobre o pensamento marxiano acerca das contradições e lutas de classes na sociedade capitalista, assinale a alternativa correta.
  27. 117. UEL 2007
    Leia o texto a seguir: “Mudança social refere-se às modificações que ocorrem nos padrões de vida de um povo. Essas modificações são causadas por uma variedade de fatores, de natureza interna ou externa, isto é, por forças decorrentes de condições existentes dentro do grupo ou fora dele”. Fonte: KOENIG, S. Elementos de Sociologia. Tradução de Vera Borda, 5. ed. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1976. p. 326.   Com base no texto e nos conhecimentos das diferentes abordagens teóricas sobre o tema, é correto afirmar:
  28. 118. UFU 2002
    Uma característica notável da produção capitalista é que ela se sustenta graças ao constante aperfeiçoamento técnico e ao aumento incessante da produtividade. Condição essencial para isto é uma divisão do trabalho, que acaba por tornar cada tarefa individual um ato abstrato e aparentemente sem qualquer relação com o produto final. Assim, a própria divisão capitalista do trabalho, a atribuição de tarefas ou mesmo de uma atividade profissional atendem aos interesses particulares dos grupos dominantes e só eventualmente dos produtores: seu próprio prazer está subordinado à produção. QUINTANEIRO, Tania & outros, Um toque de clássicos: Durkheim, Marx e Weber, Belo Horizonte: Editora UFMG, 1995, p. 96. Com base no texto acima, identifique as afirmações que podem ser consideradas teoricamente pertinentes e, a seguir, marque a alternativa correta. I - Trata-se de um dos argumentos da teoria marxista para a análise do caráter fetichista da mercadoria e da alienação dos indivíduos submetidos às relações sociais de produção na sociedade capitalista. II - Trata-se de um argumento comum às teorias sociológicas de Émile Durkheim, Karl Marx e Max Weber, uma vez que os três pensadores convergem inteiramente quanto aos conceitos de indivíduo, divisão social do trabalho e alienação. III - Trata-se de um argumento pertinente da teoria marxista para a análise das relações entre o indivíduo e a sociedade, uma vez que, para Karl Marx, a formação das subjetividades individuais depende das relações sociais de produção. IV - Trata-se de um argumento sociológico da teoria marxista que pressupõe o fim das subjetividades individuais e das identidades coletivas na sociedade capitalista, tendo em vista os fenômenos da globalização da economia.
  29. 119. UFPA 2012
    Atualmente experimentamos profundas transformações, em todas as dimensões da sociedade, que levaram a uma reestruturação radical do setor produtivo. É uma das consquências desse processo:
  30. 120. UEL 2005
    “Cascavel – Uma pequena cidade no interior do Paraná está provando que machismo é coisa do passado. Com 15 mil habitantes, conforme o IBGE, Ampére (a 150 quilômetros de Cascavel), no Sudoeste, tem fartura de emprego para as mulheres. Ex-donas de casa partiram para o trabalho fixo, enquanto os homens, desempregados ou não, passaram a assumir os serviços domésticos. Assim, elas estão garantindo mais uma fonte de renda para a família, além de eliminar antigos preconceitos. A situação torna-se ainda mais evidente quando os homens estão desempregados e são as mulheres que pagam as contas básicas da família. Conforme levantamento informal, em Ampére, o número de homens sem vínculo empregatício é maior do que o de mulheres. Para driblar as dificuldades, eles fazem bicos temporários e quando não há serviço, tornam-se donos de casa. O motivo para essa mudança de comportamento é a [...] Industrial Ltda., uma potência no setor de confecções que dá emprego a 1200 pessoas, das quais 80% são mulheres. Com a fábrica, famílias migraram do interior para a cidade. As mulheres abandonaram o posto de donas de casa ou de empregadas domésticas, aprendendo a apostar na capacidade de competição”. (Costa, Ilza Costa. Papéis trocados. Gazeta do Povo, Curitiba, 01 out. 1999. p. 14.)   O fenômeno da troca de papéis sociais, relatado no texto, ilustra a base da tese usada por Karl Marx (1818-1883) na explicação geral que formula sobre a relação entre a infraestrutura e a supra-estrutura na sociedade capitalista. Com base no texto e nos conhecimentos sobre essa tese de Karl Marx, é correto afirmar:
Gerar PDF da Página
Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login