Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

Exercícios de História

Listagem de exercícios

UEAP 2013

[...] Hoje, com o alto testemunho da Nação e com a solidariedade do povo, reunido na praça que só ao povo pertence, o governo, que é também o povo e que também só ao povo pertence, reafirma os seus propósitos inabaláveis de lutar com todas as suas forças pela reforma da sociedade brasileira. Não apenas pela reforma agrária, mas pela reforma tributária, pela reforma eleitoral ampla, pelo voto do analfabeto, pela elegibilidade de todos os brasileiros, pela pureza da vida democrática, pela emancipação econômica, pela justiça social e pelo progresso do Brasil.
(Discurso do Presidente João Goulart no Comício da Central do Brasil, Rio de Janeiro, 13 de março de 1964).

 

A trajetória política do ex-presidente João Goulart, a crise institucional do início da década de 1960 e o golpe político de 1964 dizem respeito à conjuntura de radicalização ideológica e ao golpe militar. Observa-se que Jango foi um dos principais líderes trabalhistas brasileiros de herança varguista, pois se alinhava às iniciativas destinadas à ampliação da cidadania social e à defesa dos interesses econômicos nacionais.
Sobre essas questões, considere as afirmativas que seguem e, a seguir, marque a alternativa correta.

 

I. O mandato presidencial representava a tradição trabalhista de Vargas, razão pela qual as forças oposicionistas não lhe davam nenhuma trégua, pois as manifestações sociais mais autônomas, no governo de João Goulart, cresceram em número e diversidade e ganharam maior densidade e capacidade de pressão; como exemplo, destacaram-se as ligas camponesas, o movimento estudantil e as organizações sindicais.
II. Com a renúncia de Jânio Quadros, a posse de João Goulart aconteceu em um contexto de crise, deflagrada pela ação dos adversários oposicionistas. A princípio, governou sob a vigência de um sistema de governo parlamentarista, o qual fortaleceu os poderes do executivo. Depois, exerceu um governo presidencialista, em um contexto, contudo, marcado por inegável polarização política, nacional e internacional.
III. O Comício da Central do Brasil ou Comício das Reformas evidenciou a orientação nacionalista-reformista do governo, pois a meta de Jango era implementar as chamadas reformas de base e defender as liberdades democráticas e sindicais.
IV. Após o discurso, o governador da Guanabara, Carlos Lacerda, apoiou imediatamente João Goulart, pois financiou e articulou a realização das chamadas Marchas da Família, com Deus, pela Liberdade, a fim de fortalecer o governo diante da conjuntura de radicalização ideológica e a ameaça de golpe militar.

V. As repercussões do comício foram diversas. Manifestações contra o Governo ocorreram em São Paulo e Belo Horizonte, enquanto a União Democrática Nacional (UDN), setores das forças armadas, proprietários rurais e parte do empresariado nacional e investidores internacionais uniram-se em forte atuação desestabilizadora do governo. Esses segmentos reclamavam o impedimento de Goulart, que culminou com o golpe que o destituiu.

Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login