Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

UEG 2004

Leia atentamente o texto abaixo.  

 

— Nem eu te digo outra coisa. É difícil, come tempo, muito tempo, leva anos, paciência, trabalho e felizes os que chegam a entrar na terra prometida! Os que lá não penetram, engole-os a obscuridade. Mas os que triunfam! E tu triunfarás, crê-me. Verás cair as muralhas de Jericó ao som das trompas sagradas. Só então poderás dizer que está fixado. Começa nesse dia a tua fase de ornamento indispensável, de figura obrigada, de rótulo. Acabou a necessidade de farejar ocasiões, comissões, irmandades; elas virão ter contigo, com seu ar pesadão e cru de substantivos desajetivados, e tu serás o adjetivo dessas orações opacas, o odorífero das flores, o anilado dos céus, o prestimoso dos cidadãos, o noticioso e suculento dos relatórios. E ser isso é ser o principal, porque o adjetivo é a alma do idioma, a sua porção idealista e metafísica. O substantivo é a realidade nua e crua, é o naturalismo do vocabulário.  

ASSIS, Machado de. Teoria do medalhão. In: –.Contos. São Paulo: FTD. 2002.

 

O trecho acima foi retirado do conto “Teoria do medalhão”, cujo enredo consiste em o pai ensinar ao filho, que completa 21 anos, como tornar-se um medalhão.  

Com base nesse trecho, julgue as proposições a seguir.  

 

I. A afirmação de que o adjetivo “é a alma do idioma, a sua porção idealista e metafísica” mostra a refinada e recorrente ironia machadiana, uma vez que o apreço pelos adjetivos é comum aos escritores românticos e não a Machado de Assis, cuja característica peculiar é justamente um estilo sóbrio e conciso, livre de ornamentos e excessos de adjetivos.

II. Considerando-se as metáforas do adjetivo e do substantivo, exploradas no texto como um modo de ser, percebe-se o propósito do pai de aconselhar o filho a cultivar valores da aparência, se se considerar que, na maioria das vezes, o adjetivo tem valor acessório numa oração.

III. Os adjetivos sublinhados no trecho são um exemplo do virtuosismo estilístico e técnico do autor, uma vez que, embora tenham o sentido de adjetivos, estão aí empregados com a função de substantivos e, dessa forma, são termos principais, ornamentos indispensáveis.

IV. No trecho, as metáforas “substantivos desajetivados” e “orações opacas” dizem respeito aos referentes “o odorífero das flores, o anilado dos céus, o prestimoso dos cidadãos, o noticioso e suculento dos relatórios.”  

Assinale a alternativa CORRETA:  
 

Escolha uma das alternativas.