Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

UEG 2005

O suicídio do presidente Getúlio Vargas, em agosto de 1954, foi lembrado pela grande imprensa na passagem dos 50 anos do episódio. Embora não se deva pensar na história como mestra da vida, é possível refletir sobre os impasses que levaram ao trágico desfecho.

Acerca desse processo, julgue os itens:

 

I. O impasse entre a UDN (União Democrática Nacional) e o presidente vinculava-se ao empenho daquela agremiação em envolver Getúlio Vargas na tentativa de assassinato do jornalista Carlos Lacerda, desmoralizando não apenas o homem, mas sua trajetória e seu projeto político.

II. O impasse político nos anos 50 relacionava-se ao desejo das correntes liberais de combater o autoritarismo do presidente Vargas, que se manifestava na ameaça iminente de fechamento do poder legislativo.

III. O nacionalismo e o trabalhismo tornaram-se bandeiras políticas fortemente associadas a Getúlio, o que lhe conferia enorme prestígio nos embates eleitorais, razão pela qual distintas correntes políticas voltaram-se contra o presidente.

IV. O suicídio foi um gesto de desespero do velho presidente que, derrotado nas disputas políticas, abandona a vida, permitindo a imediata conquista do poder político pela oposição nas eleições de 1955.

 

Marque a alternativa CORRETA:

Escolha uma das alternativas.