Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

UEL 2009

Fui nutrido nas letras desde a infância, e por me haver persuadido de que, por meio delas, se podia adquirir um conhecimento claro e seguro de tudo o que é útil à vida, sentia extraordinário desejo de aprendê-las. Mas, logo que terminei todo esse curso de estudos, ao cabo do qual se costuma ser recebido na classe dos doutos, mudei inteiramente de opinião. Pois me achava enleado em tantas dúvidas e erros, que me parecia não haver obtido outro proveito, procurando instruir-me, senão o de ter descoberto cada vez mais a minha ignorância. E, no entanto, estivera numa das mais célebres escolas da Europa, onde pensava que deviam existir homens sapientes, se é que existiam em algum lugar da Terra.

(DESCARTES, R.Discurso do Método.3ª ed.Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, I994. p. 43.)

 

O texto aponta a insatisfação que assola Descartes ao término dos seus estudos. Dentre os motivos que conduziram Descartes a essa avaliação, pode-se citar:

 

I. A situação da filosofia, envolta em multas dúvidas.

II. A ausência de um método adequado, inspirado na matemática, capaz de conduzir com segurança ao conhecimento do verdadeiro.

III. A crítica à educação, cuja base epistemológica se mantém construída sobre pressupostos empíricos.

IV. A separação, existente desde o século XV, entre ciências do espírito e ciências da natureza.

 

Assinale a alternativa correta.

Escolha uma das alternativas.