Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

UEL 2010

Poema obsceno


1. Façam a festa
2. cantem e dancem
3. que eu faço o poema duro
4. o poema-murro
5. sujo
6. como a miséria brasileira
7. Não se detenham:
8. façam a festa
9. Bethânia Martinho
10. Clementina
11. Estação Primeira de Mangueira Salgueiro
12. gente de Vila Isabel e Madureira
13. todos
14. façam
15. a nossa festa
16. enquanto eu soco este pilão
17. este surdo
18. poema
19. que não toca no rádio
20. que o povo não cantará
21. (mas que nasce dele)
22. Não se prestará a análises estruturalistas
23. Não entrará nas antologias oficiais
24. Obsceno
25. como o salário de um trabalhador aposentado
26. o poema
27. terá o destino dos que habitam o lado escuro do país
28. – e espreitam.

 


Sobre o texto, considere as afirmativas a seguir:

 


I. O verbo “socar”, aplicado ao fazer poético, revela a tendência metalinguística da poesia do autor.
II. A conjunção adversativa “mas” (verso 21) estabelece oposição entre povo e poema.
III. A alternância entre o imperativo afirmativo e o negativo representa a separação entre o eu-lírico (eu) e o povo (todos).
IV. Em relação aos modos verbais no poema, ao referir-se à “festa”, há o emprego do imperativo.

 

Assinale a alternativa correta.

Escolha uma das alternativas.