Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

UESC 2011

O envelhecimento da população é um fenômeno global e projeções apontam que, em 50 anos, cerca de 22% da população brasileira será de idosos. Aprender coisas novas, aumentando o número de informações no cérebro, pode compensar parcialmente as perdas cognitivas, como perda de memória, de raciocínio e de outras funções cerebrais e, sabe-se que, também nesse contexto, o nível de escolaridade é fator de grande importância.


Suponha que um trabalho feito com um grupo de idosos que nunca frequentaram a escola apontou um percentual de 20% de idosos tendo algum tipo de problema cognitivo.


Com base nesse índice e sabendo-se que, dos 500 idosos de uma comunidade, dois, em cada cinco, nunca foram à escola, pode-se estimar o número de idosos desse grupo que, além de nunca terem ido à escola, apresentam algum tipo de perda cognitiva, como sendo igual, nesse caso, a

Escolha uma das alternativas.