Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

UFABC 2007

Exposição: Clarice Lispector – A hora da estrela
A exposição marca 30 anos do lançamento do livro A hora da estrela e também da morte da escritora. Todo o material exposto faz parte do Acervo Clarice Lispector, sob a guarda do Arquivo-Museu da Literatura Brasileira da Fundação Casa de Rui Barbosa. A exposição ocorre no Museu da Língua Portuguesa: Praça da Luz, s/n.° (Estação Luz do Metrô), em São Paulo. O museu abre das 10 às 17h, de terça a domingo. Sábado é grátis. Demais dias: R$ 4.


Segue-se um trecho desse romance admirável.

 

Nas frígidas noites, Macabéa, toda estremecente sob o lençol de brim, costumava ler à luz de vela os anúncios que recortava dos jornais velhos do escritório. É que fazia coleção de anúncios. Colava-os no álbum. Havia um anúncio, o mais precioso, que mostrava em cores o pote aberto de um creme para pele de mulheres que simplesmente não eram ela. Executando o fatal cacoete que pegara de piscar os olhos, ficava só imaginando com delícia: o creme era tão apetitoso que se tivesse dinheiro para comprá-lo não seria boba. Que pele, que nada, ela o comeria, isso sim, às colheradas no pote mesmo. É que lhe faltava gordura e seu organismo estava seco que nem saco meio vazio de torrada esfarelada.

 

Tornara-se com o tempo apenas matéria vivente em sua forma primária. Talvez fosse assim para se defender da grande tentação de ser infeliz de uma vez e ter pena de si. (Quando penso que eu podia ter nascido ela – e por que não? – estremeço. E parece-me covarde fuga o fato de eu não a ser, sinto culpa, como disse num dos títulos.)
(Texto com adaptações)

 

Considere os itens:


I. introspeção psicológica;
II. bucolismo;
III.metalinguagem;
IV.neutralidade do narrador.

 

São traços estilísticos de Clarice Lispector presentes no texto:

 

Escolha uma das alternativas.