Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

Exercícios de Literatura

Listagem de exercícios

UFAM 2010

EPITÁFIO
Perdão, meu Deus, se a túnica da vida,
Insano, profanei-a nos amores!
Se da c’roa dos sonhos perfumados
Eu próprio desfolhei as róseas flores!


No vaso impuro corrompeu-se o néctar,
A argila da existência desbotou-me...
O sol de tua glória abriu-me as pálpebras,
Da nódoa das paixões purificou-me!


E quantos sonhos na ilusão da vida!
Quanta esperança no futuro ainda!
Tudo calou-se pela noite eterna...
E eu vago errante e só na treva infinda...


Alma em fogo, sedenta de infinito,
Num mundo de visões o voo abrindo,
Como o vento do mar no céu noturno
Entre as nuvens de Deus, passei dormindo!


A vida é noite! o sol tem véu de sangue...
Tateia a sombra a geração descrida!...
Acorda-te, mortal! é no sepulcro
Que a larva humana se desperta à vida!


Quando as harpas do peito a morte estala,
Um treno* de pavor soluça e voa...
E a nota divinal que rompe as fibras
Nas dulias* angélicas ecoa!

(Álvares de Azevedo)


* Treno - canto lacrimoso, lamento fúnebre.
* Dulia - veneração aos santos e anjos.

 

Considere as assertivas abaixo:

I. A morte, apesar de estar em cena contemporaneamente, foi preocupação apenas do Romantismo.

II. A morte, pela leitura do poema, coloca o homem diante do julgamento de Deus.

III. Epitáfio, treno, dulias, são palavras deliberadamente escolhidas para dificultar a leitura do texto, revelando o estado de alma confuso do poeta romântico.

 

Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login