Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

UFF 2009

“Fui liberal; então a liberdade era nova no país, estava nas aspirações de todos, mas não nas leis, não nas ideias práticas; o poder era tudo: fui liberal. Hoje, porém, é diverso o aspecto da sociedade: os princípios democráticos tudo ganharam e muito comprometeram; a sociedade que então corria risco pelo poder, corre agora risco pela desordem e pela anarquia. Como então quis, quero hoje servi-la, quero salvá-la, e por isso sou regressista. Não sou trânsfuga, não abandono a causa que defendi, no dia do seu perigo, de sua fraqueza: deixo-a no dia em que tão seguro é o seu triunfo que até o excesso a compromete. [...] Os perigos da sociedade variam, o vento das tempestades nem sempre é o mesmo: como há de o político, cego e imutável, servir o seu país?"

(Apud José Murilo de Carvalho. “Introdução”. In: Carvalho, J. M. (org). Bernardo Pereira de Vasconcelos)

 

 

O período compreendido entre 1831 e 1850, que engloba a Regência e os dez primeiros anos do governo pessoal do segundo imperador brasileiro, foi marcado por mudanças e permanências no país, firmando as bases do apogeu do Império. Pode-se afirmar sobre este processo que:

 

I - o  Ato Adicional, que alterou a Constituição de 1824, foi um acordo entre as principais forças políticas do país, com vantagem para os liberais moderados, expresso na criação das Assembléias Legislativas Provinciais, o que permitia certo grau de descentralização, e na supressão do Conselho de Estado, mantendo-se o poder Moderador e o Senado vitalício;

 

II - a consolidação do Império, ocorrida no período, representou a vitória dos chamados liberais exaltados, reunidos na Sociedade Federal ,  uma vez que ocuparam  rapidamente o governo e  impuseram a monarquia centralizada, contrariando os interesses de moderados e restauradores;

 

III - a consolidação política do Império significou a vitória dos grupos proprietários de diversas regiões, mas se  baseou principalmente na riqueza gerada pela expansão cafeeira, que permitiu superar a crise econômica;

 

IV - a vitória política dos liberais se expressa na promulgação da Lei Eusébio de Queirós, de 4 de setembro de 1850, a segunda a determinar a extinção do tráfico negreiro para o Brasil, pois o combate à continuidade da exploração do trabalho escravo foi o elemento que marcava a distinção entre liberais e conservadores.

 

Assinale a opção correta.

 

Escolha uma das alternativas.