Simule agora a sua nota do Enem 2021 com o nosso gabarito clicando aqui.

Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

UFLA 2014

Belo Horizonte — A ditadura do corpo perfeito, pregada a ferro e fogo pela sociedade, tem se transformado em armadilha para aqueles que acreditam que a felicidade está em músculos grandes e em corpos magros e sem gordura. Em busca da beleza escultural, homens e mulheres ingerem e injetam substâncias aparentemente capazes de fazer milagres. Por um lado, deixam o corpo bonito, forte e, aparentemente saudável em pouco tempo. Em contrapartida, esses produtos cobram um preço alto:têm o efeito de um tsunami no organismo, causando doenças graves e, em alguns casos, até a morte. Preocupados com o cenário que já se tornou uma obsessão global, muitos especialistas dizem tentar convencer as pessoas sobre os riscos que elas correm. O esforço, segundocontam, tem sido em vão, principalmente entre os jovens que buscam essa fórmula da beleza a qualquer custo.
Disponível em: http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/ciencia-esaude/2013/12/16/interna_ciencia_saude,403547/busca-pelo-corpo-ideal-prejudica-a-saude-e-pode-levar-a-morte.shtml Acesso em: 16/7/2014.

 

Leia as proposições:


I – O trecho “pregada a ferro e fogo pela sociedade” representa uma crítica à ditadura do corpo perfeito.
II – O uso dos termos “por um lado” e “em contrapartida” constitui um recurso argumentativo
que evidencia dois pontos adversos da utilização de medicamentos para a melhoria da estética corporal.
III – O sinal de dois-pontos destacado pode ser substituído, sem prejuízo para a correção e o sentido, por “a fim de que”.
IV – O uso do termo “segundo” constitui uma estratégia argumentativa que exime o autor de um compromisso relativo à veracidade da afirmação feita.


Assinale a alternativa CORRETA:

Escolha uma das alternativas.