Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

UFMS 2008

“A cinco meses dos Jogos Olímpicos e a duas semanas da tocha olímpica passar pelo Tibete, o governo chinês enfrenta, nessa região, os piores protestos desde 1989, quando reprimiu tanto as manifestações da Praça da Paz Celestial, quanto um movimento tibetano. Em 10 de março de 2008, cerca de 500 monges budistas marcharam em Lhasa, a capital do Tibete, para comemorar o aniversário do maior levante contra a invasão chinesa em seu território, ocorrida em 1950. [...]. A manifestação foi reprimida com violência pela polícia e dezenas de monges foram presos. Nos dias seguintes, tibetanos de outras províncias e de países vizinhos se rebelaram. Lojas de chineses, carros e agências do Banco da China foram destruídos. Nos conflitos quase 100 pessoas morreram. Em Lhasa, mais de 900 pessoas foram presas. Para o mundo não testemunhar a brutalidade, isolou-se completamente a região. [...]. Para o regime chinês, é uma questão de segurança nacional. A China considera que o Tibete sempre lhe pertenceu e teme que a independência da região leve ao esfacelamento de seu território”.

“A prova dos monges”, Veja, 26 de março de 2008, adaptado.

Com base no texto e nos seus conhecimentos sobre o assunto, assinale a alternativa correta.

Escolha uma das alternativas.