Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

UFTM 2009

Essas empresas produzem um total aproximado de 330 mil a 350 mil pares por dia. A quase totalidade da produção é de tênis, o que caracteriza o sistema local como altamente especializado nesse tipo de calçado. Essa especialização, na produção de tênis e outros calçados de material sintético, explica a ausência, em Nova Serrana (MG), de alguns segmentos da cadeia produtiva e a pequena presença de outras classes de atividades que compõem o sistema local de produção, tais como máquinas e equipamentos. A principal matéria-prima – resinas termoplásticas para produção de solados – é adquirida dos pólos petroquímicos de São Paulo, da Bahia e do Rio Grande do Sul. Alguns componentes mais simples são produzidos localmente, mas com matéria-prima de fora da região. Este é o caso, entre outros, de cadarços, etiquetas, palmilhas, caixas de papelão, componentes de borracha e de espuma. Mas, a maior parte dos componentes, das matérias-primas, das máquinas e dos equipamentos é fornecida por empresas que não são da região, incluindo todas as máquinas do processo de injeção, fabricação e montagem; matérias-primas, cola, nylon, curvim, linhas, tecidos; componentes de metais e caixas de papelão (cuja origem é principalmente Jaú, no estado de São Paulo).

Fonte: Wilson Suzigan, João Furtado; Renato Garcia, Sérgio E. K. Sampaio. A indústria de calçados de Nova Serrana - MG. 2005.

 

O processo de desconcentração industrial tratado no texto

Escolha uma das alternativas.