Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

Exercícios de Arte

Listagem de exercícios

UNAMA 2007

Infância

 

MEU PAI montava a cavalo, ia para o campo.
Minha mãe ficava sentada cosendo.
Meu irmão pequeno dormia.
Eu sozinho menino entre mangueiras
lia a história de Robinson Crusoé,
comprida história que não acaba mais.

 

No meio-dia branco de luz uma voz que
aprendeu
a ninar nos longes da senzala – e nunca se
esqueceu
chamava para o café.
Café preto que nem a preta velha
café gostoso
café bom.

 

Minha mãe ficava sentada cosendo
Olhando para mim:
– Psiu... Não acorde o menino.
Para o berço onde pousou um mosquito.
E dava um suspiro... que fundo!

 

Lá longe meu pai campeava
no mato sem fim da fazenda.

 

E eu não sabia que minha história
era mais bonita que a de Robinson Crusoé.
(Carlos Drummond de Andrade.In: Poesia e Prosa/Alguma Poesia. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1979. p.71)

 

Minha Vida e Meus Amores

 

Quando, no albor da vida, fascinado
Com tanta luz e brilho e pompa e galas,
Vi o mundo sorrir-me esperançoso:
– Meu Deus, disse entre mim, oh! Quanto é doce.

 

Quanto é bela esta vida assim vivida!
Agora, logo, aqui, além, notando
Uma pedra, uma flor, uma lindeza,
Um seixo da corrente, uma conchinha
      À beira-mar colhida!

 

Foi esta a infância minha; a juventude
Falou-me ao coração: – amemos, disse,
    Porque amar é viver.

 

E esta era linda, como é linda a aurora
No fresco da manhã tingindo as nuvens
    De rósea cor fagueira;

 

Aquela tinha um quê de anelos meigos
    Artífice sublime;

 

Feiticeiro sorrir dos lábios dela
Prendeu-me o coração; – julguei-o ao menos. (...)
(Gonçalves Dias.In: Poesia e prosa Completa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1998. p.136 )

 

Lendo os dois poemas, um de Carlos Drummond de Andrade e outro de Gonçalves Dias, percebemos a infância tematizada e marcas no lirismo presente em cada um deles. A respeito desses dois poemas, avalie as afirmações a seguir :

 

I. No poema de Drummond, a linguagem despojada e coloquial confere perspectiva lírica às lembranças da infância, vivida no cotidiano da fazenda patriarcal.
II. No fragmento de poema de Gonçalves Dias, de expressão romântica, as emoções convencionalmente relacionadas à infância apresentam-se através de imagens e metáforas da natureza, compondo o tom exclamativo das estrofes.
III. Nos versos de Gonçalves Dias, a infância é evocada sob o signo da esperança, em cenário natural paradisíaco.
IV. Nos dois textos é possível perceber marcas de linguagem comuns ao Modernismo, como o uso literário do registro coloquial.

 

O correto está em

Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login