Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

UNAMA 2007

Infância

 

MEU PAI montava a cavalo, ia para o campo.
Minha mãe ficava sentada cosendo.
Meu irmão pequeno dormia.
Eu sozinho menino entre mangueiras
lia a história de Robinson Crusoé,
comprida história que não acaba mais.

 

No meio-dia branco de luz uma voz que
aprendeu
a ninar nos longes da senzala – e nunca se
esqueceu
chamava para o café.
Café preto que nem a preta velha
café gostoso
café bom.

 

Minha mãe ficava sentada cosendo
Olhando para mim:
– Psiu... Não acorde o menino.
Para o berço onde pousou um mosquito.
E dava um suspiro... que fundo!

 

Lá longe meu pai campeava
no mato sem fim da fazenda.

 

E eu não sabia que minha história
era mais bonita que a de Robinson Crusoé.
(Carlos Drummond de Andrade.In: Poesia e Prosa/Alguma Poesia. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1979. p.71)

 

Minha Vida e Meus Amores

 

Quando, no albor da vida, fascinado
Com tanta luz e brilho e pompa e galas,
Vi o mundo sorrir-me esperançoso:
– Meu Deus, disse entre mim, oh! Quanto é doce.

 

Quanto é bela esta vida assim vivida!
Agora, logo, aqui, além, notando
Uma pedra, uma flor, uma lindeza,
Um seixo da corrente, uma conchinha
      À beira-mar colhida!

 

Foi esta a infância minha; a juventude
Falou-me ao coração: – amemos, disse,
    Porque amar é viver.

 

E esta era linda, como é linda a aurora
No fresco da manhã tingindo as nuvens
    De rósea cor fagueira;

 

Aquela tinha um quê de anelos meigos
    Artífice sublime;

 

Feiticeiro sorrir dos lábios dela
Prendeu-me o coração; – julguei-o ao menos. (...)
(Gonçalves Dias.In: Poesia e prosa Completa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1998. p.136 )

 

Lendo os dois poemas, um de Carlos Drummond de Andrade e outro de Gonçalves Dias, percebemos a infância tematizada e marcas no lirismo presente em cada um deles. A respeito desses dois poemas, avalie as afirmações a seguir :

 

I. No poema de Drummond, a linguagem despojada e coloquial confere perspectiva lírica às lembranças da infância, vivida no cotidiano da fazenda patriarcal.
II. No fragmento de poema de Gonçalves Dias, de expressão romântica, as emoções convencionalmente relacionadas à infância apresentam-se através de imagens e metáforas da natureza, compondo o tom exclamativo das estrofes.
III. Nos versos de Gonçalves Dias, a infância é evocada sob o signo da esperança, em cenário natural paradisíaco.
IV. Nos dois textos é possível perceber marcas de linguagem comuns ao Modernismo, como o uso literário do registro coloquial.

 

O correto está em

Escolha uma das alternativas.