Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

UNEMAT 2008

“O que há de mais digno de admiração, diria o Tempo (Die Zeit), em toda a imensa coleção trazida pelo Dr. Meyer das suas viagens, é sem contestação uma borboleta, gênero completamente novo e de esplendor acima de qualquer concepção. É a Papilio Innocentia ... (Seguia-se uma descrição de minuciosidade perfeitamente germânica). O nome, acrescentava a folha, dado pelo eminente naturalista àquele soberbo espécimen, foi graciosa homenagem à beleza de uma donzela (Mädchen) dos desertos da província de Mato Grosso (Brasil), criatura, segundo conta o Dr. Meyer, de fascinadora formosura. Vê-se, pois, que também os sábios possuem coração tangível e podem, por vezes, usar da ciência como meio de demonstrar impressões sentimentais que muitos lhes querem recusar...”

(TAUNAY, Visconde de. Inocência, p. 181).

De acordo com o fragmento acima, analise as afirmações.

I – Faz parte do Epílogo do romance Inocência, em que os destinos da borboleta e da moça Inocência se associam.

II – A homenagem do cientista alemão à moça sertaneja é decorrente das impressões e sensações vivenciadas durante a viagem.

III – A personagem feminina transforma-se em natureza e é imortalizada no nome de uma espécie rara da flora brasileira.

Assinale a alternativa CORRETA.

Escolha uma das alternativas.