Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

UNICENTRO 2005

PORTAS ABERTAS

“A União Européia percorreu um longo caminho desde a data em que os seis Estados-Membros fundadores uniram os seus recursos para criar em 1951 a Comunidade Européia do Carvão e do Aço e, em 1957, a Comunidade Econômica Européia, apelando para os outros povos da Europa ‘que partilham dos seus ideais para se associarem aos seus esforços’. Os seis Estados-Membros passaram a ser nove em 1973 e, em 1995, a União contava com quinze Estados-Membros. Entretanto, a União Européia (como passou a designar-se) tinha criado um mercado único e uma moeda única, estendendo simultaneamente a sua agenda econômica e social à política externa e de segurança. O atual alargamento de 15 para 25 Estados-Membros será o maior da história da União. As raízes deste alargamento remontam ao colapso do comunismo, simbolizado pela queda do muro de Berlim em 1989, que ofereceu uma oportunidade inesperada e sem precedentes de alargar a integração européia à Europa Central e Oriental. Uma das primeiras prioridades da União após o alargamento é melhorar o nível de vida nos novos Estados-Membros, que se situa nitidamente abaixo da média da U.E.”

(Disponível em:Acesso em 20 jul. 2004.)

As palavras finais do texto (...) melhorar o nível de vida nos novos Estados-Membros, que se situa nitidamente abaixo da média da U.E. referem-se aos novos integrantes da União Européia, aceitos em 2004. Assinale a alternativa que apresenta três dos dez novos Estados-Membros.

Escolha uma das alternativas.