Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

Exercícios de História

Listagem de exercícios

UNICENTRO 2006

Em um conto de 1965 – O Sonho de Pongo – o escritor e antropólogo peruano José Maria Arquedas representa o quadro das relações entre o peão índio e o grande senhor rural:

“Acho que és um cachorro. Ladra! – lhe dizia. O homenzinho não podia ladrar. – Põe-te de quatro patas! – lhe ordenava então. O pongo obedecia e dava alguns passos de quatro pés. – Trota de lado como um cão! – continuava ordenando-lhe o fazendeiro.” Ao final da narrativa, de acordo com o sonho do peão índio, este e o seu patrão haviam morrido e, juntos e nus, apresentaram-se diante de São Francisco. Este, após ordenar ao mais belo dos anjos que cobrisse de mel o corpo do fazendeiro, e encarregasse o anjo mais ordinário de lambuzar com excremento humano o corpo do peão, mandou que, lentamente e por muito tempo, um lambesse o outro.

(ARGUEDAS, José Maria. El sueño del pongo y canciones quéchuas tradicionales. Chile: Editorial Universitária de Chile, 1969.)

 

Com base no conto do escritor peruano e nos conhecimentos sobre as relações estabelecidas nas sociedades latino-americanas, considere as afirmativas a seguir.

I. Arguedas, por meio da sátira, recria as relações sociais existentes no universo rural latino-americano e destaca a persistência do quadro de entendimento e camaradagem entre patrões e empregados, herdado do período colonial.

II. Considerando a histórica desigualdade social nas sociedades latino-americanas, principalmente a posição subalterna dos índios, o conto de Arguedas denota a existência de um largo intercâmbio entre a literatura e as relações sociais reais.

III. Arguedas, por compartilhar com a tese do necessário aniquilamento das culturas autóctones, recorre à produção literária para propagar estratégias de insubordinação coletiva contra a presença indígena na sociedade peruana.

IV. Através da ficção, a literatura produzida por Arguedas recria e destrói a tirania, isto é, imaginando o presente sobre outra forma, a literatura possibilita a realização de uma espécie de invenção do devir.

 

Estão corretas apenas as afirmativas:

Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login