Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

UNICENTRO 2008

No estudo e no ensino de História, no Brasil, a história da África foi quase inexistente, até muito pouco tempo atrás. A preocupação dos historiadores com a presença africana no Brasil ou com as relações mantidas, ao longo dos séculos, com aquele continente era muito pequena. Essa situação mudou significativamente e, hoje, é cada vez maior a preocupação em articular a história do Brasil escravista à da África pré-colonial, em entender as comunidades negras à luz da bagagem cultural trazida da África, desde, aproximadamente, três séculos.

(SOUZA, Marina de Melo e. A importância da história da África. Revista de História.São Paulo: Editora da Biblioteca Nacional, n. 21, ano 2, jun. 2007. Adaptado.).

 

A partir da análise do texto e dos conhecimentos sobre a importância do conhecimento histórico, identifique as afirmativas verdadeiras.

I. O dogmatismo adotado pela historiografia, no mundo atual, como princípio fundamental, tem impedido uma nova interpretação da História.

II. O estudo da História, ao permitir a articulação entre a trajetória de vida de sociedades que mantiveram contato entre si, ao longo do tempo, possibilita a identificação de traços comuns entre elas.

III. O conhecimento histórico funciona como instrumento que norteia o processo de resgate da identidade étnica e cultural de uma determinada sociedade.

IV. A produção do conhecimento histórico independe da experiência de outras ciências, devido à especificidade da própria ciência histórica.

V. A aproximação do Brasil em relação à África e às suas raízes históricas, do século XVI ao século XIX, se intensificou após a descolonização do mundo afro-asiático.

 

A alternativa que indica todas as alternativas verdadeiras é a

Escolha uma das alternativas.