Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

Exercícios de Literatura

Listagem de exercícios

UNICENTRO 2011

- Paixões da Rita! exclamou o Bruno com uma risada. Uma por ano! Não contando as miúdas!

 

- Não! isso é que não! Quando estou com um homem não olho pra outro!


Leocádia, que era perdida pela mulata, saltara-lhe ao pescoço ao primeiro encontro, e agora, defronte dela, com as mãos nas cadeiras, os olhos úmidos de comoção, rindo, sem se fartar de vê-la, fazia-lhe perguntas sobre perguntas:

 

- Mas por que não te metes tu logo por uma vez com o Firmo? Por que não te casas com ele?

 

- Casar? protestou a Rita. Nessa não cai a filha de meu pai! Casar? Livra! Para quê? Para arranjar cativeiro? Um marido é pior que o diabo; pensa logo que a gente é escrava! Nada! Qual! Deus te livre! Não há como viver cada um senhor e dono do que é seu!

 

E sacudiu todo o corpo num movimento de desdém que lhe era peculiar.

 

- Olha só que peste! considerou Augusta, rindo, muito mole, na sua honestidade preguiçosa.

 

Esta também achava infinita graça na Rita Baiana e seria capaz de levar um dia inteiro a vê-la dançar o chorado.
AZEVEDO, Aluísio. O Cortiço. São Paulo: Scipione, 1985, p. 36.

 

O fragmento, retirado da obra “O Cortiço”, apresenta diálogos que vão caracterizando a personagem Rita Baiana.

 

Comparando o texto em análise, contextualizado na obra, e o conto “Carolina” de Machado de Assis, é correto afirmar:

Conta de email não verificada

Não foi possível realizar o seu cadastro com a sua conta do Facebook pois o seu email não está confirmado no Facebook.

Clique aqui para ver como confirmar sua conta de email no Facebook ou complete seu cadastro por aqui.

Entendi
Clicando em "Criar perfil", você aceita os termos de uso do Stoodi.
Tem perfil no Stoodi? Fazer Login