Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

UNICENTRO 2015

A cultura relaciona-se com objetos e é um fenômeno do mundo; o entretenimento relaciona-se com pessoas e é um fenômeno da vida. Um objeto é cultural na medida em que pode durar; sua durabilidade é o contrário mesmo da funcionalidade, que é a qualidade que faz com que ele novamente desapareça do mundo fenomênico ao ser usado e consumido. O grande usuário e consumidor de objetos é a própria vida, a vida do indivíduo e a vida da sociedade como um todo. A vida é indiferente à qualidade de um objeto enquanto tal; ela insiste em que toda coisa deve ser funcional, satisfazer alguma necessidade. A cultura é ameaçada quando todos os objetos e coisas seculares, produzidos pelo presente e pelo passado, são tratados como meras funções do processo vital da sociedade, como se aí estivessem somente para satisfazer alguma necessidade.

(ARENDT, H. A Crise na Cultura: sua importância social e política. In: ARENDT, H. Entre o Passado e o Futuro. São Paulo: Perpectiva, 2009. p.260.)

 

Com base nessas reflexões, considere as afirmativas a seguir.

 

I. Se a sociedade de massas é uma sociedade de consumidores e levando em conta a caracterização da autora sobre a cultura, o termo “cultura de massas” seria contraditório.

II. Da mesma forma que tem necessidade do trabalho e da alimentação, a vida tem necessidade da arte.

III. A arte deve ser transformada para que todos possam consumi-la.

IV. A arte é um dos elementos que garantem a continuidade de um mundo.

 

Assinale a alternativa correta.

Escolha uma das alternativas.