Simule agora a sua nota do Enem 2021 com o nosso gabarito clicando aqui.

Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

UNICENTRO 2015

Leia o texto a seguir.

 

A velha Atenas caminhava para o fim. Em toda parte os instintos estavam em anarquia; em toda parte se estava a poucos passos do excesso. Ninguém mais era senhor de si, os instintos se voltavam uns contra os outros. Quando há a necessidade de fazer da razão um tirano, como fez Sócrates, não deve ser pequeno o perigo de que outra coisa se faça de tirano. A racionalidade foi então percebida como salvadora, nem Sócrates nem seus “doentes” estavam livres para serem ou não racionais – isso era obrigatório, seu último recurso. O moralismo dos filósofos gregos a partir de Platão é determinado patologicamente.

(Adaptado de: NIETZSCHE, F. Crepúsculo dos Ídolos. São Paulo: Companhia das Letras, 2006. p.21.)

 

Sobre esse diagnóstico, considere as afirmativas a seguir.

 

I. A plena racionalidade é uma exigência para que a ação seja justa.

II. A supressão dos instintos leva a uma vida verdadeiramente livre.

III. A racionalidade a qualquer custo é remédio possível para aqueles que não são mais senhores de si.

IV. A escravidão frente às forças presentes no próprio homem é um sintoma de decadência.

 

Assinale a alternativa correta.

Escolha uma das alternativas.