Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

UNIFENAS 2017

Analise as parasitoses abaixo:

I. Quando ingeridos, estes vermes perfuram o sistema digestivo, liberando larvas. Do intestino, as larvas caem no tecido subcutâneo, onde se desenvolvem, podendo alcançar até 1 metro de comprimento e 2 mm de espessura. Quando alcançam esse comprimento, iniciam sua migração para fora do corpo humano, comumente pelas pernas ou pés. A movimentação das larvas no tecido subcutâneo pode causar sensação de queimação, edema, formação de bolha e, por fim, úlcera. Essas manifestações clínicas podem vir acompanhadas de febre, náuseas e vômitos. As vítimas costumam colocar os pés na água, como rios e lagos, para aliviar a dor sentida durante a saída das larvas. Isso, consequentemente, causa contaminação desses leitos aquáticos, realimentando, assim, o ciclo da doença.

II. É uma doença de diagnóstico tardio porque evolui muito lentamente ao longo dos anos. O agente causador vai multiplicando-se dentro do indivíduo, mas gera sintomas que podem ser confundidos com outras doenças. O principal sintoma, que é o inchaço exagerado dos membros, pode ocorrer muito tempo depois da contaminação. Ao picar o indivíduo, a larva presente no mosquito, ou na mosca varejeira (Chrysomya), é transmitida e instala-se na corrente linfática, gerando os sintomas da doença. O indivíduo infectado não passa a doença para outros, mas, se um mosquito, o picar pode contaminar-se e contaminar outros com a sua picada, mesmo que este indivíduo ainda não tenha manifestado todos os sintomas da doença.

III. Lues, é uma doença infectocontagiosa, sexualmente transmissível, causada por bactéria. Pode também ser transmitida, verticalmente, da mãe para o feto, por transfusão de sangue ou por contato direto com sangue contaminado. Se não for tratada precocemente, pode comprometer vários órgãos como olhos, pele, ossos, coração, cérebro e sistema nervoso. Após os estágios iniciais da doença, há um período praticamente assintomático, em que a bactéria fica latente no organismo, mas a doença retorna com agressividade acompanhada de complicações graves, causando cegueira, paralisia, doença cardíaca, transtornos mentais e até a morte.

Os agentes etiológicos de I, II e III são, respectivamente:

Escolha uma das alternativas.