Tenha acesso completo ao Stoodi

Assine o Stoodi e prepare-se para o ENEM com nossos conteúdos exclusivos!

UNIFENAS 2017

Sobre tipologias reprodutivas, são feitas as seguintes afirmações.

I. Essa doença apresenta a fase aguda e a crônica. Nesta primeira fase, podem aparecer coceiras e dermatites, febre, inapetência, tosse, diarreia, enjoos, vômitos e emagrecimento. A segunda fase (crônica), geralmente apresenta-se assintomática, podem ocorrer episódios de diarréia, alternando-se com períodos de constipação, podendo haver a evolução para um quadro mais grave, com hepatomegalia (fígado aumentado), cirrose, esplenomegalia (aumento do baço), hemorragias derivadas do rompimento de veias esofágicas, e ascite (acúmulo de líquido na região abdominal). Esta ascite é popularmente chamada de barriga d’água. Nesse caso o transmissor é um molusco gastrópode.

II. O medicamento administrado para o seu combate depende da variação da doença causada por diferentes espécies de protozoários do gênero Plasmodium(em destaque, os medicamentos Clordox e Doxiciclina). Mesmo após a cura da protozoose, sequelas podem surgir no sistema nervoso no qual o cognitivo e o sistema neurológico ficam afetados, podendo surgir casos de epilepsia. A fase sexuada da doença ocorre no inseto enquanto que a fase assexuada ocorre no homem.

III. Ocasionalmente, em certos animais, como a mosca Myastor metraloa, as larvas conseguem produzir precocemente seus óvulos, os quais, logo a seguir, evoluem originando novas larvas.

Em I e II se faz alusão aos hospedeiros intermediários de certas parasitoses, molusco e homem, respectivamente, que apresentam tipologia reprodutiva específica. Em III cita-se a forma reprodutiva da mosca Myastor.

Assim, I, II e III correspondem, respectivamente

Escolha uma das alternativas.